Trip Report: Ibéria e Air France Business Class – Admirals Club Guarulhos (GRU)

Admirals Club GRU
Admirals Club GRU

Eu já falei do Admirals Club de Guarulhos no trip report onde contei sobre o meu desafio para virar Executive Platinum. Confesso que fiquei em dúvida se valia a pena relatar de novo algo que na essência permanece o mesmo. Mas como desta vez tive mais tempo e as fotos ficaram um pouco melhores, resolvi fazer um novo post, não só sobre o Admirals Club, mas de todas as salas que revisitei. Ele é terceiro post deste trip report aqui:

1. Introdução
2. Check-in Ibéria GRU

O Admirals Club fica no Terminal 2, quase em frente à sala vip do Smiles. Passando o controle de passaportes, vire à direita e suba pelas escadas rolantes ou pelo elevador. Chegando no mezanino a sala fica à esquerda.

Eu podia ter acesso à sala por dois meios: mostrando o American Express Platinum (benefício que foi cancelado em 22 de março) ou o meu Executive Platinum da American Airlines. Vejam quem tem acesso:

  • Passageiros voando com a American Airlines na primeira classe ou executiva – com direito a um convidado somente para os passageiros de primeira classe;
  • Membros da Oneworld com status Saphire ou Emerald – com direito a um convidado;
  • Associados Admirals Club – com direito a dois convidados;
  • Associados US Airways Club – com direito a dois convidados.

É possível ainda comprar um day pass, que custa US$50,00.

Logo na entrada um cartaz dava as boas vindas para os membros do US Airways Club, que agora também tem acesso aos Admirals Club:

Cartaz de boas vindas aos membros do US Airways Club
Cartaz de boas vindas aos membros do US Airways Club

O horário de funcionamento da sala continua sendo das 06:30 às 01:45 todos os dias do ano. Fisicamente também não mudou nada, após a recepção há uma ante-sala com poltronas de couro:

Ante-sala Admirals Club GRU
Ante-sala Admirals Club GRU
Ante-sala Admirals Club GRU
Ante-sala Admirals Club GRU

Passando este espaço chega-se ao salão principal:

Salão principal Admirals Club GRU
Salão principal Admirals Club GRU

Além do balcão em frente ao bufê, há outros lugares (apertados) para sentar e comer algo, logo à direita de quem entra:

Espaços para sentar Admirals Club GRU
Espaços para sentar Admirals Club GRU

À esquerda fica um pequeno business center equipado com computares ligados à internet e uma impressora multifuncional:

Business Center Admirals Club GRU
Business Center Admirals Club GRU
Business Center Admirals Club GRU
Business Center Admirals Club GRU
Business Center Admirals Club GRU
Business Center Admirals Club GRU

Há dois bufês na sala, sendo que estas eram as opções de comida e bebida do principal deles:

Bufê principal Admirals Club GRU
Bufê principal Admirals Club GRU
Bufê principal Admirals Club GRU
Bufê principal Admirals Club GRU
Bufê principal Admirals Club GRU
Bufê principal Admirals Club GRU
Bufê principal Admirals Club GRU
Bufê principal Admirals Club GRU
Bufê principal Admirals Club GRU
Bufê principal Admirals Club GRU
Bufê principal Admirals Club GRU
Bufê principal Admirals Club GRU
Bufê principal Admirals Club GRU
Bufê principal Admirals Club GRU

Seguindo em frente há mais espaços para sentar:

Admirals Club GRU
Admirals Club GRU
Admirals Club GRU
Admirals Club GRU
Admirals Club GRU
Admirals Club GRU

No fundo da sala há um bufê menor, que no horário estava sem opções de comida:

Bufê menor do Admirals Club GRU
Bufê menor do Admirals Club GRU
Bebidas no bufê menor do Admirals Club GRU
Bebidas no bufê menor do Admirals Club GRU

De lá, essa era a perspectiva do salão principal:

Admirals Club GRU
Admirals Club GRU

Ao lado do bufê há um banheiro (há outro perto do bufê principal equipado com chuveiros):

Banheiro do Admirals Club GRU
Banheiro do Admirals Club GRU
Banheiro do Admirals Club GRU
Banheiro do Admirals Club GRU
Banheiro do Admirals Club GRU
Banheiro do Admirals Club GRU

A sala tem vistas para o pátio de aeronaves:

Vista do Admirals Club GRU
Vista do Admirals Club GRU

A chuva casou bem com o creme de mandioquinha que era a opção quente oferecida no dia (sempre há uma):

Lanche no Admirals Club GRU
Lanche no Admirals Club GRU

Fiquei ali mais um tempinho usando o wi-fi gratuito da sala que no horário estava com velocidades bastante razoáveis (já que eramos apenas três pessoas), mas nos horários de pico (horários próximos às saídas dos voos da American Airlines) a rede não dá conta da demanda.

De um modo geral gosto bastante desta sala, pois mesmo nos horários de pico você encontra um lugar para sentar. O visual está  um pouco cansado e uma reforma não seria má ideia, mas isso se pode dizer de quase todas as salas de Guarulhos.

As opções de comida e bebida são melhores que a média do aeroporto, sendo o business center e os chuveiros diferenciais positivos. A internet deveria ser mais rápida para atender bem também nos horários de pico, mas no resto do dia funciona a contento.

Terminei meu lanche e dali parti para a sala do Smiles que fica logo em frente, mas isto é assunto para o próximo post.

Se você não quiser perder nenhum post, assine o blog via e-mail (ali no canto esquerdo ou direito superiores).

Trip Report: Ibéria e Air France Business Class – Check-in Ibéria

Pela primeira vez vou incluir no trip report um post contando como foi o check in na cia aérea. Eu tava achando muito esquisito falar primeiro das salas vip e pra depois falar do check in junto com o relato do voo. Também permite que eu conte um pouco desta parte da experiência de voar com detalhes como franquia de bagagem. Ele é segundo post deste trip report aqui:

1. Introdução

Apesar de ter sido concedido à inciativa privada há mais de um ano e de ser o nosso principal aeroporto, eu sinceramente ainda não vi grandes mudanças em Guarulhos. Acredito que elas sejam sentidas a partir da inauguração do Terminal 3, previsto para entrar em operação no dia 11 de maio.

Mesmo precisando de reformas e reparos (além da iminente ampliação) acho fácil navegar por Guarulhos: Mapa do Aeroporto de Guarulhos

Mapa do Aeroporto de Guarulhos

Olhando o mapa acima, o check in da Ibéria fica bem à direita, no Terminal 1, Asa A, balcões A42 ao A49:

Balcões de check-in Ibéria - GRU
Balcões de check-in Ibéria – GRU

Antes de efetuar o check-in aproveitei pela última vez o benefício de embalar a mala, concedido pelo cartão de crédito da Tam (agora cancelado). Não que isto fosse necessário mas como era de graça e ajuda a proteger a mala não tinha por que não fazer. Feito isto, voltei ao check-in.

A Ibéria possui dois balcões exclusivos para os passageiros da classe executiva, membros Oneworld Saphire e Emerald e membros elite do seu programa de fidelidade, o Ibéria Plus:

Check in preferencial Ibéria
Check in preferencial Ibéria

Tive apenas que esperar uma pessoa ser atendida para ser chamado:

Check in preferencial Ibéria
Check in preferencial Ibéria

Confesso que naquele horário nem era necessário ter fila preferencial, já que a fila da classe econômica estava bem tranquila, com apenas três passageiros aguardando:

Check in Ibéria
Check in Ibéria

No balcão confirmei com a funcionária a franquia de bagagem da classe executiva (que eu tinha visto no site, mas achado generosa demais): três malas despachadas com até 32kg (contra duas na econômica).

Balcão do check in preferencial da Ibéria
Balcão do check in preferencial da Ibéria

Por ser Oneworld Emerald eu ainda tinha direito a um adicional de 20kg. Obviamente que esses limites não importam absolutamente nada no voo da ida, só tô contando pra vocês saberem mesmo =)

Além da bagagem despachada os passageiros da econômica podem levar mais uma carry on (presumo que de até 10kg, mas não consegui confirmar a informação) e um item pessoal (bolsas, laptops, etc). Na executiva são até duas carry on e mais o item pessoal. As malas de bordo devem caber (em teoria) aqui:

Gabarito da bagagem de bordo
Gabarito da bagagem de bordo

A Ibéria tem os limites mais generosos que eu conheço das cias aéreas internacionais. Fica a dica pra quem gosta de muambar na Europa.

As minhas duas malas somadas não davam nem 32kg:

IMG_7179

A única coisa que realmente me importava no check in era que a etiqueta de bagagem prioritária fosse corretamente colocada para não ter que ficar esperando a mala em Heathrow:

IMG_7181

Feito isto, me foi dado um cartão para acesso na sala vip:

DSCN0595

A Ibéria não possui sala vip própria em Guarulhos. Tão pouco fez a parceria que seria mais óbvia, com a American Airlines que também é membro da Oneworld. Ao invés disso, utiliza a sala da Proair, localizada onde ficava a antiga sala da Delta.

Aliás, desta vez eu tinha bastante tempo e fiz várias fotos de diversas salas vip numa série que começa amanhã com o Admirals Club.

Se você não quiser perder nenhum post, assine o blog via e-mail (ali no canto esquerdo ou direito superiores).

Trip Report: American Airlines Challenge – Conclusão

1. Introdução;
2. Busca das passagens;
3. Busca de hotéis;
4. Voo Avianca 6261 FLN/GRU;
5. Centurion Lounge Guarulhos (GRU);
6. Sala Vip Diners Club Guarulhos (GRU);
7. Admirals Club Guarulhos (GRU);
8. Sala Vip Smiles Guarulhos (GRU);
9. Voo American Airlines 950 GRU/JFK;
10. Admirals Club Nova Iorque (JFK);
11. Voo American Airlines 1 JFK/LAX;
12. Aluguel de carro em Los Angeles;
13. Residence Inn Beverly Hills;
14. Hotel Crowne Plaza LAX;
15. Admirals Club LAX;
16. Voo American Airlines 1290 LAX/MIA;
17. Admirals Club MIA;
18. Voo American Airlines 217 MIA/ASU;
19. Voo American Airlines 218 ASU/MIA;
20. Hotel Holiday Inn Miami International Airport;
21. Voo American Airlines 1449 MIA/SFO;
22. Admirals Club SFO;
23. Voo American Airlines 1521 SFO/DFW;
24. Centurion Lounge Dallas (DFW);
25. Voo American Airlines 1316 DFW/MIA;
26. Hotel Marriott Miami Airport;
27. Voo American Airlines 1682 MIA/MCO;
28. Voo American Airlines 244 MCO/LAX;
29. Alugando um carro em Los Angeles – parte 2;
30. Hotel Renaissance LAX;
31. Hotel Holiday Inn Express LAX;
32. The Platinum Card Lounge – Staples Center;
33. Voo American Airlines 4 LAX/JFK;
34. Voo American Airlines 951 JFK/GRU;
35. Voo Avianca 6260 GRU/FLN;
36. Conclusão.

Ufa, chegamos ao fim do maior trip report que eu já vi por aí. Trinta e seis dias postando um pequeno trecho da viagem não é mole, não. Cheguei a pensar em abreviar um pouco o relato, mas existe tão pouca informação em português sobre vários dos itens que cobri que achei melhor postar tudo.

Escrever sobre algo que vivemos é reviver aquele momento e posso dizer que foi cansativo relembrar  desses 13 dias de viagem, onde voei 32.648 milhas, a bordo de 14 voos (sendo dois internacionais e quatro transcontinentais) e me hospedei em 5 hotéis inéditos.

Conheci ainda 6 Admirals Clubs, 1 Centurion Lounge e 1 American Express Platinum Lounge, sem contar as já conhecidas salas de Guarulhos (Centurion, Diners e Smiles).

Olhando como um todo eu só posso classificar a viagem como um sucesso, já que o objetivo maior foi alcançado e o cartão do Executive Platinum já chegou (posto as fotos do envelope e do conteúdo em breve).

De quebra ganhei quase 60.000 milhas no AAdvantage (por conta dos bonus das categorias), duas noites grátis na rede Marriott e quase 140.000 pontos no IHG Rewards.

Como tive pouco tempo para preparar essa viagem relevo alguns erros que cometi no planejamento, como não ter programado para chegar em Los Angeles já tendo superado a marca de 6.000 milhas voadas (número necessário para atingir o status Gold no AAdvantage durante o desafio), o que aumentaria minhas chances de upgrade desde a primeira parada.

Deveria ter me informado melhor sobre as leis da Califórnia, que não aceita somente a permissão internacional para dirigir (PID), é preciso levar a carteira de motorista. E aprendi que nenhum serviço de encomendas expressa trabalha no final de semana no Brasil (Fedex, DHL, UPS).

De uma maneira bem intensa eu tive um instantâneo da situação atual da Nova American, onde voei 12 trechos. Pude ver tanto a frota antiga como parte da nova. Acho sinceramente que a companhia está no caminho certo e as novas aeronaves são fantásticas.

Não tenho o menor medo em cravar que o 777-300 ER é a melhor forma de viajar do Brasil para os Estados Unidos de forma direta. Foi um acréscimo e tanto para nós, único país a receber duas rotas (Dallas e Nova Iorque) com o novo avião.

Pude constatar também a diferença que faz ter internet a bordo e só tenho a lamentar que isso seja um sonho distante no Brasil. Tenho certeza que as pessoas pagariam por este serviço.

Por fim foi muito bom ver que mesmo depois dessa maratona de voos, dias após a minha chegada eu já estava com vontade de voar de novo. É inegável que voar é a minha grande paixão. Por isso aguardem que em breve eu vou dar início ao trip report da viagem que fiz no final do ano passado. Conteúdos inéditos não só em português mas no mundo inteiro.

Se você não quiser perder nenhum post, assine o blog via e-mail (ali no canto direito superior ou aqui embaixo).

Trip Report: American Airlines Challenge – Admirals Club SFO

1. Introdução;
2. Busca das passagens;
3. Busca de hotéis;
4. Voo Avianca 6261 FLN/GRU;
5. Centurion Lounge Guarulhos (GRU);
6. Sala Vip Diners Club Guarulhos (GRU);
7. Admirals Club Guarulhos (GRU);
8. Sala Vip Smiles Guarulhos (GRU);
9. Voo American Airlines 950 GRU/JFK;
10. Admirals Club Nova Iorque (JFK);
11. Voo American Airlines 1 JFK/LAX;
12. Aluguel de carro em Los Angeles;
13. Residence Inn Beverly Hills;
14. Hotel Crowne Plaza LAX;
15. Admirals Club LAX;
16. Voo American Airlines 1290 LAX/MIA;
17. Admirals Club MIA;
18. Voo American Airlines 217 MIA/ASU;
19. Voo American Airlines 218 ASU/MIA;
20. Hotel Holiday Inn Miami International Airport;
21. Voo American Airlines 1449 MIA/SFO;
22. Admirals Club SFO;

Passei dois dias excelentes em São Francisco, cidade que já conhecia e sempre gosto de voltar. Grande parte porque fui imensamente bem recebido pelos queridos Allen e Vanessa, aos quais aproveito para mais uma vez agradecer pela estadia.

De baterias renovadas rumei para o aeroporto para um dia cheio de voos. O primeiro iria me levar até Dallas, onde faria uma parada estratégica para conhecer o novíssimo Centurion Lounge que estava recebendo críticas elogiosas. Depois, já à noite, outro voo me levaria de volta a Miami, para eu poder retomar a outra passagem (eram 3 passagens interlaçadas, lembram?).

Antes de embarcar reservei um tempo para conhecer o Admirals Club de São Francisco, que fica no Terminal 2 e foi reinaugurado em 2011 depois de uma ampla reforma.

487

Com 873m2 e assentos para 165 pessoas, o lounge é composto de uma única grande área dividida em áreas menores por móveis e plantas.

462

Aliás, achei sensacional a presença de árvores dentro do lounge. Há tomadas por todos os lados, além de wi-fi grátis. O bar segue as regras de todos Admirals Clubs: as bebidas da casa são gratuitas, enquanto as demais são pagas. Há alguns salgadinhos e frutas sem custo mas se quiser comer tem de pagar.

490

Há ainda um pequeno business center, com computadores e impressoras multifuncionais:

464

463

Além do business center há uma sala de conferências que pode ser agendada. O lounge conta ainda com chuveiros nos banheiros, o que é sempre algo que valorizo.

461489O espaço funciona diariamente das 04:30 até as 00:00 e o melhor pra mim foi a vista do pátio de manobras:

467
Boeing 747 da Cathay Pacific
465
747 ainda com as cores da United pré fusão com a Continental

Este foi sem dúvida o melhor Admirals Club que visitei e se você puder programe uma parada por aqui. Vale a pena. 
488

No próximo post eu conto como foi voar na primeira classe doméstica, entre São Francisco e Dallas.

Se você não quiser perder nenhum post, assine o blog via e-mail (ali no canto direito superior ou aqui embaixo).

Trip Report: American Airlines Challenge – Admirals Club MIA

1. Introdução;
2. Busca das passagens;
3. Busca de hotéis;
4. Voo Avianca 6261 FLN/GRU;
5. Centurion Lounge Guarulhos (GRU);
6. Sala Vip Diners Club Guarulhos (GRU);
7. Admirals Club Guarulhos (GRU);
8. Sala Vip Smiles Guarulhos (GRU);
9. Voo American Airlines 950 GRU/JFK;
10. Admirals Club Nova Iorque (JFK);
11. Voo American Airlines 1 JFK/LAX;
12. Aluguel de carro em Los Angeles;
13. Residence Inn Beverly Hills;
14. Hotel Crowne Plaza LAX;
15. Admirals Club LAX;
16. Voo American Airlines 1290 LAX/MIA;
17. Admirals Club MIA;

Como tinha bastante tempo entre o voo que me trouxe de Los Angeles e o que me levaria a Assunção e também iria passar muito tempo no aeroporto de Miami nos próximos dias, resolvi sair do aeroporto e ir almoçar na cidade.

Costumo fazer isso somente quando há bastante tempo entre um voo e outro e sempre retorno ao aeroporto com grande antecedência, pois imprevistos acontecem e no meu caso seriam fatais (iriam provocar um efeito cascata nos voos dos próximos dias).

A essa altura a viagem de fim de ano já estava programada e um dos hotéis que estavam reservados era o Marriott Dadeland, anexo ao Dadeland Mall.

Como sabia que o hotel possuía um shuttle gratuito, resolvi pegar uma carona com ele até a região, que eu não conhecia e aproveitar para dar uma volta no shopping.

Essa dica pode ser replicada com qualquer shuttle de qualquer aeroporto, já que nunca vi cobrarem qualquer prova de reserva no hotel destino. Isso economizou pelo menos uns 70 dólares que iria gastar no táxi.

Na volta, como ainda tinha tempo de sobra, fui conhecer o Admirals Club que fica próximo ao portão D30 (existe outro próximo ao portão D15).

333 336

 

338

Logo na entrada você tem que mostrar o seu cartão de embarque e, no meu caso, apresentar o The Platinum Card, para ter acesso ao lounge. Procedimento feito, hora de subir um anda pelo elevador.

339 341

O lounge abre diariamente das 04:30 as 23:30 e é bastante amplo mas é todo compartimentado.

345 343

O business center é super completo e tem computadores ligado a impressoras multifuncionais, além de bancadas para quem quer usar seu laptop e conectar na rede wifi grátis do lounge.

350 349 348

Como o espaço fica longe do bar, há ainda algumas bebidas como café e água por perto:

351

Falando do bar, como norma todos os Admirals Club servem algumas bebidas sem custo adicional (inclusive alcoólicas) e há sempre uns petiscos por perto para acompanhar.

347

346 344

Achei o espaço bem tranquilo, nunca precisei ficar procurando onde sentar nas diversas vezes que estive ali. Sempre havia uma tomada por perto e usei muito para recarregar meus eletrônicos enquanto lia e-mails e notícias. Esses espaços fazem a diferença. Amanhã conto como foi o voo para Assunção.

Se você não quiser perder nenhum post, assine o blog via e-mail (ali no canto direito superior ou aqui embaixo).

Novos benefícios em vigor da Nova American

Criando a nova American, juntos.

Como eu já havia antecipado aqui, hoje entram em vigor os primeiros benefícios vindos da fusão da American Airlines com a US Airways e da integração do Aadvantage e do Dividend Miles.

Apesar dos programas continuarem separados até o final do ano, a partir de hoje já possível obter e resgatar milhas Aadvantage ao viajar pela US Airways e vice-versa. E o melhor: as viagens vão contar para qualificação de categoria elite.

Além disto, os membros elite das duas cias já podem desfrutar de benefícios recíprocos e exclusivos, como check in preferencial, bagagens despachadas gratuitamente, embarque preferencial e acesso aos lounges.

Aos 35 Admirals Club espalhados pelo mundo, somam-se mais 19 US Airways Clubs, sendo que 10 deles ficam em aeroportos onde a American não tinha um lounge.

Tudo isso já havia sido anunciado e era esperado, mas significa que a integração está dentro do cronograma normal. Vamos aguardar novas revelações e quem sabe a possibilidade do envio de milhas entre um programa e outro.

Se você não quiser perder nenhum post, assine o blog via e-mail (ali no canto direito superior ou aqui embaixo).

Trip Report: American Airlines Challenge – Admirals Club LAX

1. Introdução;
2. Busca das passagens;
3. Busca de hotéis;
4. Voo Avianca 6261 FLN/GRU;
5. Centurion Lounge Guarulhos (GRU);
6. Sala Vip Diners Club Guarulhos (GRU);
7. Admirals Club Guarulhos (GRU);
8. Sala Vip Smiles Guarulhos (GRU);
9. Voo American Airlines 950 GRU/JFK;
10. Admirals Club Nova Iorque (JFK);
11. Voo American Airlines 1 JFK/LAX;
12. Aluguel de carro em Los Angeles;
13. Residence Inn Beverly Hills;
14. Hotel Crowne Plaza LAX;
15. Admirals Club LAX;

Consegui ir dormir cedo, o que foi providencial, já que tinha de acordar com as galinhas para ir para o aeroporto, já que meu voo tinha horário previsto para as 05:55. Como já tinha deixado tudo pronto, foi só descer e esperar o shuttle, o que não demorou muito.

Em poucos minutos estava no terminal 4 do Aeroporto Internacional Tom Bradley (LAX) para fazer meu check in no voo rumo a Asunción, com uma longa conexão em Miami.

Os voos que saem neste horário são chamados pelos americanos de red eye já que pela falta de sono os passageiros estão todos com os olhos vermelhos.

Feito o check in, passar pela segurança foi tranquilo, já que neste horário não há tantos voos decolando.

Como ainda tinha um tempo e não tinha tomado café da manhã, fui até o Admirals Club que fica perto do portão 40, que abre diariamente das 04:30 até as 00:15.

O lounge é bem grande e conta com diversas áreas de trabalho, ligações locais grátis, televisões, business center com computadores e impressoras, kids room, bar e alguns snacks.

Como era muito cedo, vocês vão me desculpar mas tirei pouquíssimas fotos. Ainda não tava atinando muito bem. Eis a entrada do lounge, que é compartilhado com a Qantas:

295

296

As opções do café da manhã eram ainda mais reduzidas que as do Admirals Club do JFK, então vocês já viram. Mas deu pra tapear a fome até chegar a bordo.

Se você não quiser perder nenhum post, assine o blog via e-mail (ali no canto direito superior ou aqui embaixo).

Trip Report: American Airlines Challenge – Admirals Club Nova Iorque (JFK)

1. Introdução;
2. Busca das passagens;
3. Busca de hotéis;
4. Voo Avianca 6261 FLN/GRU;
5. Centurion Lounge Guarulhos (GRU);
6. Sala Vip Diners Club Guarulhos (GRU);
7. Admirals Club Guarulhos (GRU);
8. Sala Vip Smiles Guarulhos (GRU);
9. Voo American Airlines 950 GRU/JFK;
10. Admirals Club Nova Iorque (JFK);

Depois da longa espera para passar pela imigração segui para outra fila para passar pela alfândega. Ela seria maior se eu ainda tivesse que esperar pela minha mala, mas como bom aprendiz a essa altura já sabia que despachar mala em mileage run é proibido (com tantas conexões em um curto espaço de tempo, qualquer imprevisto seria um grande transtorno).

Depois de responder um punhado de perguntas padrão saí da área segura e subi dois andares até o piso de embarques domésticos para enfrentar uma nova fila: a do raio x.

O procedimento demorou cerca de 15 minutos e logo ao entrar na área segura eu já avistei a placa indicando o Admirals Club:

118

O lounge fica no mezanino do terceiro andar, acessível através de escadas ou elevadores. Cansado, optei pelo elevador. Olhem o detalhe do botão personalizado que leva ao lounge:

120

Ele funciona diariamente das 04:30 às 23:30. Apresentei meu cartão de embarque e o The Platinum Card e fui rapidamente admitido.

121 122

Vejam como é o salão principal:

135 134 133

Ao longo da sala há ainda diversos espaços menores nas laterais. Do outro lado, perto da janela há um business center com computadores e impressoras.

132 131

Após essa rápida visita de reconhecimento, retornei à recepção para solicitar o uso do chuveiro e havia um disponível imediatamente.

128 127 126 125 123

Renovado após um bom banho e com roupas limpas, retornei ao lounge para ver as opções de café da manhã, que se resumiam ao que se vê nesta foto:

130

Não eram muitas e o croissant estava gelado mas atitude poliana: podia não ter nada. Pelo menos havia um suco de laranja e café.

Depois do desjejum aproveitei a internet wi fi gratuita e liguei para o Brasil pelo para avisar que tinha chegado bem.

A essa hora o sol já estava alto e do lounge eu tinha uma linda vista do pátio de aeronaves:

138

Como meu voo seguinte era do outro lado do aeroporto, saí do espaço com bastante antecedência, já que existe um outro Admirals Club bem em frente ao portão de onde sairia meu voo.

144

Novamente o botão personalizado chamou minha atenção:146

Na recepção bastou dizer que já tinha sido admitido no outro lounge para me deixarem entrar.147

O layout deste lounge é cheio de nichos espalhados pelo espaço. Logo na entrada havia mesas para sentar, que ficavam em frente ao bar. 148

No bar são oferecidas gratuitamente bebidas não alcoólicas como refrigerantes e sucos e também algumas bebidas alcoólicas como vinho e cerveja.149

Assim como no outro Admirals Club as opções de café da manhã estavam servidas:151

Logo a frente havia uma lanchonete que vendia lanches pagos.153

Ao lado estava o espaço kids:154

A essa altura eu já estava com o tempo contado para voltar ao portão de embarque, encerrando por aqui minha visita ao Admirals Club do portão 42 do JFK.

Se você não quiser perder nenhum post, assine o blog via e-mail (ali no canto direito superior ou aqui embaixo).