Trip Report: Indochina – 9 – Voo Turkish Airlines (IST/BCN)

Voo Turkish Airlines 1855 - IST/BCN - Airbus A321-200
Voo Turkish Airlines 1855 – IST/BCN – Airbus A321-200

Se é verdade que a maioria dos trechos internos na Europa são de curta duração, certamente este não foi o caso, já que as duas cidades estão praticamente em cada extremo da Europa. Sorte a minha que iria passar muito bem a bordo do Airbus A321 da Turkish Airlines, experiência que em nada lembrou as anteriores na classe executiva intra-Europa. Este é o novo post deste trip-report aqui:

  1. Introdução;
  2. Emissão de passagens;
  3. Reserva de hotéis;
  4. Ibis Guarulhos;
  5. Sala Vip Star Alliance (GRU);
  6. Voo Turkish Airlines GRU/IST;
  7. Polat Renaissance Hotel Istanbul;
  8. Cip Lounge Turkish Airlines (IST);

Turkish Airlines Voo TK-1855
Istambul (IST) – Barcelona (BCN)
Quarta, 24 de dezembro de 2014
Partida: 14h05
Chegada: 16h45
Duração: 3h11min
Milhas: 1.389
Aeronave: Airbus A321-200
Assento: 1A (classe executiva)

Voo Turkish Airlines 1855 - IST/BCN - Airbus A321-200
Voo Turkish Airlines 1855 – IST/BCN – Airbus A321-200

A classe executiva nos voos internos na Europa consiste basicamente no assento do meio bloqueado, comida e bebida um pouco melhores e algumas prioridades como check-in, embarque e bagagem.

O assento é rigorosamente o mesmo do restante da aeronave. Um belo exemplo que ilustra o que eu estou falando é meu relato do voo entre Madrid e Londres feito na classe executiva da Ibéria (clique aqui para ler).

A razão é simples: como a maioria dos voos dificilmente passa de duas horas, não é preciso investir em poltronas lie-flat, entretenimento individual e outras amenidades.

Seja como for, já tinha visto o mapa de assentos deste voo da TK e sabia que ia encontrar algo diferente, já que ao invés de 3-3 somente duas fileiras 2-2:

Voo Turkish Airlines 1855 - IST/BCN - Airbus A321-200
Voo Turkish Airlines 1855 – IST/BCN – Airbus A321-200

Uma legítima poltrona business class, semelhante as que se encontra na Copa Airlines, por exemplo:

Voo Turkish Airlines 1855 - IST/BCN - Airbus A321-200
Voo Turkish Airlines 1855 – IST/BCN – Airbus A321-200

A poltrona (e o avião todo) estavam impecáveis, oferecendo conforto de sobra. Destaque para o encosto de cabeça, acolchoado e customizável:

Voo Turkish Airlines 1855 - IST/BCN - Airbus A321-200
Voo Turkish Airlines 1855 – IST/BCN – Airbus A321-200

Como meu assento era na primeira fileira, o espaço para perna era pra lá de generoso (mas os passageiros sentados na segunda fileira também tinham bastante espaço):

Voo Turkish Airlines 1855 - IST/BCN - Airbus A321-200
Voo Turkish Airlines 1855 – IST/BCN – Airbus A321-200

No console que dividia os assentos, entradas para o fone de ouvido, entrada usb e uma outra entrada que desconheço pra que sirva (não era do tamanho da entrada veicular, mas menor):

 

Voo Turkish Airlines 1855 - IST/BCN - Airbus A321-200
Voo Turkish Airlines 1855 – IST/BCN – Airbus A321-200

Os comandos do assento ficavam logo abaixo do descansa braços esquerdo:

Voo Turkish Airlines 1855 - IST/BCN - Airbus A321-200
Voo Turkish Airlines 1855 – IST/BCN – Airbus A321-200

No bolsão à frente já estava o fone de ouvido, algo que sequer é distribuído em outros voos intra-Europa:

Voo Turkish Airlines 1855 - IST/BCN - Airbus A321-200
Voo Turkish Airlines 1855 – IST/BCN – Airbus A321-200

Se não estou enganado eram idênticos aos distribuídos nos voos de longo curso, como o que me levou de São Paulo a Istambul:

Voo Turkish Airlines 1855 - IST/BCN - Airbus A321-200
Voo Turkish Airlines 1855 – IST/BCN – Airbus A321-200

Ainda em solo foram oferecidos drinques sem álcool pelo chef a bordo (sim, amigos, ele não poderia faltar!):

Voo Turkish Airlines 1855 - IST/BCN - Airbus A321-200
Voo Turkish Airlines 1855 – IST/BCN – Airbus A321-200

O suco, por sinal, estava uma delícia:

Voo Turkish Airlines 1855 - IST/BCN - Airbus A321-200
Voo Turkish Airlines 1855 – IST/BCN – Airbus A321-200

Enquanto taxiávamos foram distribuídos jornais em várias línguas. Lá fora a fila estava formada para decolagem:

Voo Turkish Airlines 1855 - IST/BCN - Airbus A321-200
Voo Turkish Airlines 1855 – IST/BCN – Airbus A321-200

Outro destaque era a tela de entretenimento individual touch-screen, com toda a programação funcionando em solo:

Voo Turkish Airlines 1855 - IST/BCN - Airbus A321-200
Voo Turkish Airlines 1855 – IST/BCN – Airbus A321-200

A tripulação já dava mostras que este seria um grande voo: antes mesmo da decolagem, todos os passageiros receberam um doce turco, que estava muito gostoso e os casacos foram recolhidos pelos comissários para serem guardados em um armário:

Voo Turkish Airlines 1855 - IST/BCN - Airbus A321-200
Voo Turkish Airlines 1855 – IST/BCN – Airbus A321-200

Nossa decolagem ocorreu às 14h23.

Voo Turkish Airlines 1855 - IST/BCN - Airbus A321-200
Voo Turkish Airlines 1855 – IST/BCN – Airbus A321-200

Nove minutos depois já estávamos em altitude de cruzeiro, recebendo a toalha quente e o menu da refeição (sim, menu…em um voo de três horas!):

Voo Turkish Airlines 1855 - IST/BCN - Airbus A321-200
Voo Turkish Airlines 1855 – IST/BCN – Airbus A321-200

Saindo do hub da Turkish sabia que vinha coisa boa por aí, já que o catering é feito pela conceituada Do&Co. As opções de almoço eram Badejo grelhado, Brochete de frango apimentado ou Rigatoni ao parmesão:

Voo Turkish Airlines 1855 - IST/BCN - Airbus A321-200
Voo Turkish Airlines 1855 – IST/BCN – Airbus A321-200

Havia também uma boa seleção de bebidas com e sem álcool:

Voo Turkish Airlines 1855 - IST/BCN - Airbus A321-200
Voo Turkish Airlines 1855 – IST/BCN – Airbus A321-200

Apostei no peixe e para acompanhar pedi Champagne (Heidsieck & Co Monopole Blue Top Brut), que infelizmente estava quente e não agradou:

Voo Turkish Airlines 1855 - IST/BCN - Airbus A321-200
Voo Turkish Airlines 1855 – IST/BCN – Airbus A321-200

O serviço começou com as entradas, queijos e sobremesa sendo servidas do carrinho de acordo com a vontade do passageiro:

Voo Turkish Airlines 1855 - IST/BCN - Airbus A321-200
Voo Turkish Airlines 1855 – IST/BCN – Airbus A321-200

Não vi nada de mais nas entradas e na salada. Logo em seguida foi servido o badejo, este sim cozinho ao ponto. Já não posso dizer o mesmo das batatas, que estavam cruas:

Voo Turkish Airlines 1855 - IST/BCN - Airbus A321-200
Voo Turkish Airlines 1855 – IST/BCN – Airbus A321-200

Como ainda tinha os queijos, aproveitei a oportunidade para provar mais um tinto turco, um Sirah bem honesto:

Voo Turkish Airlines 1855 - IST/BCN - Airbus A321-200
Voo Turkish Airlines 1855 – IST/BCN – Airbus A321-200

O destaque da refeição ficou com o mousse de chocolate. Tava tão bom que matei em segundos e fiquei sem foto dele =). Encerrei com mais um café turco, outro gosto adquirido nesta viagem:

Voo Turkish Airlines 1855 - IST/BCN - Airbus A321-200
Voo Turkish Airlines 1855 – IST/BCN – Airbus A321-200

Encerrada a refeição acabei cochilando, acordando somente na aproximação de Barcelona, quando o comissário passou devolvendo o casaco.

Voo Turkish Airlines 1855 - IST/BCN - Airbus A321-200
Voo Turkish Airlines 1855 – IST/BCN – Airbus A321-200

Lá fora imagens lindas que só voar proporciona. Como diria um amigo meu da aeronáutica, “céu cavok” (ceiling and visibility ok – teto e visibilidade ok):

Voo Turkish Airlines 1855 - IST/BCN - Airbus A321-200
Voo Turkish Airlines 1855 – IST/BCN – Airbus A321-200
Voo Turkish Airlines 1855 - IST/BCN - Airbus A321-200
Voo Turkish Airlines 1855 – IST/BCN – Airbus A321-200
Voo Turkish Airlines 1855 - IST/BCN - Airbus A321-200
Voo Turkish Airlines 1855 – IST/BCN – Airbus A321-200

Chegamos em Barcelona às 16h36 (hora local), nove minutos antes do horário previsto,

Foi a primeira vez que uma executiva intra-Europa realmente me passou a sensação de classe executiva de verdade. Destaque positivo para os cuidados com detalhes como menu, chef a bordo, monitor individual touch-screen e a poltrona super confortável. Decepção (parcial) só o catering da Do&Co que pecou em alguns pontos, mas nada que estragasse a sensação de que este foi um voo excelente.

Ficou curioso para ler os próximo capítulos desta viagem? Receba os posts em primeira mão, assinado o blog via e-mail (ali no canto esquerdo ou direito superiores).

Trip Report: Indochina – 8 – CIP Lounge Turkish Airlines (IST)

Cip Lounge Turkish Airlines - Instambul
Cip Lounge Turkish Airlines – Instambul

Essa viagem consumiu muito tempo de pesquisa e preparação e uma das coisas que eu realmente me orgulho é da emissão do meu voo de ida. Ele não só me deu acesso a diversas cias aéreas que ainda não tinha voado, mas também acesso às respectivas salas vip, eis que o bilhete emitido era para a classe executiva. O melhor exemplo disso foi a visita ao mítico Cip Lounge da Turkish Airlines, em Istambul, tema do oitavo post deste trip report aqui:

  1. Introdução;
  2. Emissão de passagens;
  3. Reserva de hotéis;
  4. Ibis Guarulhos;
  5. Sala Vip Star Alliance (GRU);
  6. Voo Turkish Airlines GRU/IST;
  7. Polat Renaissance Hotel Istanbul

Além de escrever trip reports, eu sou um ávido consumidor deles e estou sempre lendo os blogs gringos. Algo que você lê hoje pode fazer toda a diferença na preparação das viagens.

Nessas minhas leituras ao longo dos anos já tinha pleno conhecimento do CIP Lounge, sabia das facilidades que ele dispõe e regras de acesso e sem dúvida foi um incentivo a mais para confirmar a rota de ida que eu tracei.

Ele é frequentemente lembrado com um dos melhores lounges de categoria executiva do mundo e acho que nunca li nenhuma avaliação ruim do lugar.

Quando eu li o primeiro relato, fiquei encasquetado com o nome: CIP Lounge? Porque diabos não é VIP Lounge? Pequisando um pouco descobri que na Turquia os Vips são chamados de Cips (Commercially Important Person). Vip só é vip se for importante comercialmente, viram? Realmente o comércio tá no sangue deles!

As minhas fotos não ficaram grande coisa pois foi tudo muito corrido e o lounge é gigantesco. Completei o post com fotos da Turkish, vocês não vão notar a diferença.

Lembram que o hotel tinha um detector de metais na entrada? No aeroporto também, logo nas portas de entrada (que são diferenciadas para passageiros com status ou voando na classe executiva):

Cip Lounge Turkish Airlines - Instambul
Cip Lounge Turkish Airlines – Instambul 

Logo depois da inspeção já era possível avistar o check-in da Turkish:

Cip Lounge Turkish Airlines - Instambul
Cip Lounge Turkish Airlines – Instambul 

Os balcões de atendimento estavam absolutamente vazios, então foi bem rápido despachar a bagagem e trocar o cartão de embarque:

Cip Lounge Turkish Airlines - Instambul
Cip Lounge Turkish Airlines – Instambul 

A segunda inspeção de segurança também foi rápida e em minutos eu estava na entrada do Cip Lounge, que fica perto do portão 220:

Cip Lounge Turkish Airlines - Instambul
Cip Lounge Turkish Airlines – Instambul

Na entrada você pode escanear seu cartão de embarque e acessar a sala ou pedir ajuda para as recepcionistas: 

Cip Lounge Turkish Airlines - Instambul
Cip Lounge Turkish Airlines – Instambul 

Logo após, um grande espaço com guarda-volumes self service para você deixar a mala de mão e poder aproveitar o lounge despreocupado, algo que deveria ser obrigatório quando se pensa em um espaço assim mas que infelizmente se vê muito pouco. A opção pelo vidro facilita ainda você a reencontrar sua bagagem, caso esqueça o número do seu armário:

Cip Lounge Turkish Airlines - Instambul
Cip Lounge Turkish Airlines – Instambul

Livre para explorar o lounge, o primeiro espaço que vi foi essa mesa de bilhar oficial. Só faltou alguém pra jogar comigo:

Cip Lounge Turkish Airlines - Instambul
Cip Lounge Turkish Airlines – Instambul
Cip Lounge Turkish Airlines - Instambul
Cip Lounge Turkish Airlines – Instambul

Entrando um pouco mais, passei pela sala de cinema:

Cip Lounge Turkish Airlines - Instambul
Cip Lounge Turkish Airlines – Instambul
Cip Lounge Turkish Airlines - Instambul
Cip Lounge Turkish Airlines – Instambul 

Até chegar ao primeiro bufê:

Cip Lounge Turkish Airlines - Instambul
Cip Lounge Turkish Airlines – Instambul
Cip Lounge Turkish Airlines - Instambul
Cip Lounge Turkish Airlines – Instambul
Cip Lounge Turkish Airlines - Instambul
Cip Lounge Turkish Airlines – Instambul
Cip Lounge Turkish Airlines - Instambul
Cip Lounge Turkish Airlines – Instambul
Cip Lounge Turkish Airlines - Instambul
Cip Lounge Turkish Airlines – Instambul 

Pausa para provar um Merlot turco (aprovado):

Cip Lounge Turkish Airlines - Instambul
Cip Lounge Turkish Airlines – Instambul 

Passei pela área destinada às crianças (grandes e pequenas). Olhem essa maquete com o avião da Turkish pronto para decolar:

Cip Lounge Turkish Airlines - Instambul
Cip Lounge Turkish Airlines – Instambul 

Falei que a área era para crianças grandes também:

Cip Lounge Turkish Airlines - Instambul
Cip Lounge Turkish Airlines – Instambul 

Os pequenos preferiram o videogame:

Cip Lounge Turkish Airlines - Instambul
Cip Lounge Turkish Airlines – Instambul 

Já os pais podiam treinar suas tacas de golf (sim, eu estou falando de um lounge dentro de um aeroporto:

Cip Lounge Turkish Airlines - Instambul
Cip Lounge Turkish Airlines – Instambul 

Há ainda um espaço kids propriamente dito, para os menorzinhos:

Cip Lounge Turkish Airlines - Instambul
Cip Lounge Turkish Airlines – Instambul 

Ainda não tinha almoçado e fiz uma pausa na visita para saborear a deliciosa culinária turca. Além do bufê:

Cip Lounge Turkish Airlines - Instambul
Cip Lounge Turkish Airlines – Instambul 

Havia um chef preparando uma espécie de capeletti com molho branco, orégano e páprica (uma delícia):

Cip Lounge Turkish Airlines - Instambul
Cip Lounge Turkish Airlines – Instambul
Cip Lounge Turkish Airlines - Instambul
Cip Lounge Turkish Airlines – Instambul 

Escolhi a outra opção turca de vinho tinto para acompanhar (excelente):

Cip Lounge Turkish Airlines - Instambul
Cip Lounge Turkish Airlines – Instambul 

Feita a boquinha, subi para o segundo andar, acessível por esta escada dramática que é o elemento central do espaço:

Cip Lounge Turkish Airlines - Instambul
Cip Lounge Turkish Airlines – Instambul
Cip Lounge Turkish Airlines - Instambul
Cip Lounge Turkish Airlines – Instambul 

Lá em cima, continuam os arcos delimitando os espaços:

Cip Lounge Turkish Airlines - Instambul
Cip Lounge Turkish Airlines – Instambul
Cip Lounge Turkish Airlines - Instambul
Cip Lounge Turkish Airlines – Instambul 

E todas as azeitonas possíveis e imagináveis:

Cip Lounge Turkish Airlines - Instambul
Cip Lounge Turkish Airlines – Instambul 

Óbvio que não resisti e fiz um pratinho:

Cip Lounge Turkish Airlines - Instambul
Cip Lounge Turkish Airlines – Instambul

Além de opções de bebidas:

Cip Lounge Turkish Airlines - Instambul
Cip Lounge Turkish Airlines – Instambul

Há até um piano de cauda:

Cip Lounge Turkish Airlines - Instambul
Cip Lounge Turkish Airlines – Instambul 

Jornais do mundo todo:

Cip Lounge Turkish Airlines - Instambul
Cip Lounge Turkish Airlines – Instambul

Computadores com acesso à internet:

Cip Lounge Turkish Airlines - Instambul
Cip Lounge Turkish Airlines – Instambul

Há ainda chuveiros, que estavam sendo utilizados e não pude entrar para mostrar:

Cip Lounge Turkish Airlines - Instambul
Cip Lounge Turkish Airlines – Instambul

E até suítes como a de baixo para conexões maiores, um luxo só:

Cip Lounge Turkish Airlines - Instambul
Cip Lounge Turkish Airlines – Instambul

Como vocês viram a fama do Cip Lounge não é à toa. São 3.500 m2 que comportam até 1.030 convidados simultaneamente. É muita coisa mesmo! Como eu priorizei conhecer um pouco da cidade de Istambul acabou ficando curto o tempo no lounge, mas acho que deu pra passar uma boa ideia do quanto ele me impressionou.

Ao planejar uma viagem internacional saindo de Istambul e tendo acesso ao lounge, a dica é chegar bem cedo para aproveitar com calma todas as facilidades que o Cip Lounge proporciona.

Serviço:

Onde fica?

Na área de embarque perto do portão 220. 

Quem tem acesso?

  • Passageiros de primeira classe ou executiva em cia da Star Alliance;
  • Membros Star Alliance Gold voando em cia da Star Alliance, independente da classe voada (que podem levar um convidado);
  • Membros Miles&Smiles Elite e Elite Plus (podem levar um convidado ou familiares)
  • Portadores do cartão Turkish Corporate Club;
  • Não é vendido day-use neste lounge.

Horário de Funcionamento:

  • 24 horas por dia, 7 dias por semana.

Facilidades

  • Wi-Fi grátis
  • Computadores e impressoras
  • Salas de reunião
  • Sala de teleconferência
  • Cinema
  • Grande variedade de comidas e bebidas (inclusive alcoolicas)
  • Grande seleção de jornais e revistas locais e internacionais
  • Biblioteca
  • Telão de mídia
  • Sala de orações
  • Chuveiros
  • Massagens
  • Mesa de bilhar
  • Suites para descanso
  • Espaço Kids
  • Simulador de golf
  • Videogames

 Conclusão:

O Cip Lounge tem uma fama que o precede. Isso pode ser bom, se o serviço prestado for à altura dela ou ruim se ele for inconsistente. A minha experiência não podia ter sido melhor e fiquei impressionado com o mundo de coisas que você tem à sua disposição, fazendo com que sua espera se torne muito mais agradável e o tempo passe voando.

Ele possui todos os itens que eu considero obrigatórios: telas com informações dos voos em todos os lados, boas opções de comida e bebida, chuveiros e vai além ao oferecer itens únicos como suítes, simulador de golf dentre outros.

Sem dúvida alguma foi o melhor lounge executivo que já visitei. 

Ficou curioso para ler os próximo capítulos desta viagem? Receba os posts em primeira mão, assinado o blog via e-mail (ali no canto esquerdo ou direito superiores).

Trip Report: Indochina – 6 – Voo Turkish Airlines TK-16 GRU/IST

Boeing 777-300 ER, um dos meus favoritos
Boeing 777-300 ER, um dos meus favoritos

Cerca de uma hora antes do horário previsto para o embarque, sai da sala vip e me dirigi ao portão 30 do Terminal 3, de onde sairia o Boeing 777-300ER da Turkish Airlines com destino a Istambul. É sobre este voo que eu falo hoje, no sexto post deste trip report:

1. Introdução;
2. Emissão de passagens;
3. Reserva de hotéis;
4. Ibis Guarulhos;
5. Sala Vip Star Alliance (GRU)

Turkish Airlines Voo TK-16
Guarulhos (GRU) – Istambul (IST)
Terça, 23 de dezembro de 2014
Partida: 05h15
Chegada: 22h00
Duração: 13h45min
Milhas: 6.546
Aeronave: Boeing 777-300ER
Assento: 4J (classe executiva)

map

Não me canso de elogiar o Terminal de Passageiros 3 (TPS3) de Guarulhos. É um prazer caminhar por ele, mesmo que seja brevemente, a caminho do portão de embarque.

TPS3 de Guarulhos
TPS3 de Guarulhos

Chegando no portão 30 vi a tripulação do voo reunida, conversando animadamente:

TPS3 de Guarulhos
TPS3 de Guarulhos

Pouco tempo depois eles embarcaram para ultimar os preparativos do voo:

TPS3 de Guarulhos
TPS3 de Guarulhos

No monitor o voo estava previsto para o horário programado:

TPS3 de Guarulhos
TPS3 de Guarulhos

Procurei a fila da business class e fui o primeiro idiota passageiro em pé na fila. Só faço isso para entrar primeiro e incomodar menos com as fotos. Em voos que não serão objeto de posts eu geralmente sou um dos últimos a entrar.

TPS3 de Guarulhos
TPS3 de Guarulhos

Uma particularidade deste embarque foi que os passageiros da executiva ficaram em filas em frente ao portão 31 e os da econômica no portão 30, uns frente a frente aos outros. Achei um pouco esquisito, mas o importante é que com isso conseguiram providenciar um embarque ordeiro, respeitando as prioridades legais e de status/cabine.

Tremi na clássica foto no finger, rumo ao portão de embarque (seria emoção?):

TPS3 de Guarulhos
TPS3 de Guarulhos

Se a Turkish tem uma alta pontuação nos rankings de melhores executivas, certamente não é pelos assentos. Já tinha visto o mapa antes, no site Seat Guru, mas mesmo assim achei bizarra a configuração 2-3-2 na executiva. Não há nenhum assento 100% bom e ainda há o mico-preto (lembram do jogo de cartas?) que é como eu apelidei quem pega o assento do meio do setor central.

Os melhores assentos acabam sendo os laterais do corredor, já que podem se levantar sem incomodar ninguém e foi exatamente por isso que escolhi o assento 4J, na última fileira da executiva:

Assento 4J da Turkish - Boeing 777-300ER
Assento 4J da Turkish – Boeing 777-300ER
Assento 4J da Turkish - Boeing 777-300ER
Assento 4J da Turkish – Boeing 777-300ER
Assento 4J da Turkish - Boeing 777-300ER
Assento 4J da Turkish – Boeing 777-300ER

 

Se o assento não impressiona muito, o espaço é dos melhores:

Assento 4J da Turkish - Boeing 777-300ER
Assento 4J da Turkish – Boeing 777-300ER

Reparem na distância entre o assento e o descansa pés. Praticamente não dá pra chamar por esse nome, já que os pés não chegam até lá. Gostei do espaço logo abaixo, perfeito para guardar seu tênis ou sapato:

Assento 4J da Turkish - Boeing 777-300ER

Assento 4J da Turkish – Boeing 777-300ER

Os chinelos já estavam esperando nos assentos:

Assento 4J da Turkish - Boeing 777-300ER
Assento 4J da Turkish – Boeing 777-300ER
Chinelos da Classe Executiva da Turkish
Chinelos da Classe Executiva da Turkish
Chinelos da Classe Executiva da Turkish
Chinelos da Classe Executiva da Turkish

Assento 4J da Turkish - Boeing 777-300ER

Assento 4J da Turkish – Boeing 777-300ER

Também já estavam disponíveis os fones de ouvido, com noise cancelling:

Fone de ouvido noise cancelling da Turkish - Boeing 777-300ER
Fone de ouvido noise cancelling da Turkish – Boeing 777-300ER

Os fones estavam um pouco gastos, mas funcionaram perfeitamente:

Fone de ouvido noise cancelling da Turkish - Boeing 777-300ER

Fone de ouvido noise cancelling da Turkish – Boeing 777-300ER

Na divisão dos assentos estavam os controles da poltrona, que possui a função massagem. Notem que você pode memorizar uma posição favorita, algo que ainda não tinha visto:

Controles da poltrona - Turkish - Boeing 777-300ER
Controles da poltrona – Turkish – Boeing 777-300ER

Escondido ao lado da poltrona, estava o controle remoto da tela de entretenimento individual:

Controle remoto- Turkish - Boeing 777-300ER
Controle remoto- Turkish – Boeing 777-300ER

No mesmo compartimento estava a entrada para o fone e uma tomada usb/plug (nota zero pro pessoal da limpeza, não é mesmo?):

Tomadas - Turkish - Boeing 777-300ER
Tomadas – Turkish – Boeing 777-300ER

Ainda estava me situando no assento quando a aeromoça passou oferecendo drinques sem álcool e água, além de jornais e revistas:

Turkish - Business Class - Boeing 777-300ER
Turkish – Business Class – Boeing 777-300ER

Escolhi uma limonada com menta que estava muito gostosa (na foto a limonada e o pé do meu colega de voo):

Turkish - Business Class - Boeing 777-300ER
Turkish – Business Class – Boeing 777-300ER

E foi com essa limonada que começou o show da Turkish. Em seguida foram distribuídos os kits de amenidades, um dos mais bonitos e práticos que já vi:

Turkish - Business Class - Boeing 777-300ER - Amenity Kit
Turkish – Business Class – Boeing 777-300ER – Amenity Kit

Depois de usar o conteúdo, a bolsa serve para carregar o seu ipad:

Turkish - Business Class - Boeing 777-300ER - Amenity Kit
Turkish – Business Class – Boeing 777-300ER – Amenity Kit

Dentro tudo que você poderia esperar de um kit realmente completo:

Turkish - Business Class - Boeing 777-300ER - Amenity Kit
Turkish – Business Class – Boeing 777-300ER – Amenity Kit
Turkish - Business Class - Boeing 777-300ER - Amenity Kit
Turkish – Business Class – Boeing 777-300ER – Amenity Kit

Escova (de tamanho normal) e pasta de dente, escova de cabelo, calcadeira, manteiga de cacau, hidratante e tapa ouvidos:

Turkish - Business Class - Boeing 777-300ER - Amenity Kit
Turkish – Business Class – Boeing 777-300ER – Amenity Kit

Além de meias e um tapa olhos, acompanhados de adesivos para você informar a tripulação se quer ou não ser acordado para as refeições (ideia que deveria ser adotada por todas as cias em todas as classes):

Turkish - Business Class - Boeing 777-300ER - Amenity Kit
Turkish – Business Class – Boeing 777-300ER – Amenity Kit

A meia era de excelente qualidade, com solado emborrachado para evitar escorregões:

Turkish - Business Class - Boeing 777-300ER - Amenity Kit
Turkish – Business Class – Boeing 777-300ER – Amenity Kit

Eu já falei que a Turkish tem um chef a bordo na classe executiva? Não? Ei-lo aí, distribuindo e explicando o menu:

Turkish - Business Class - Boeing 777-300ER - Chef a bordo
Turkish – Business Class – Boeing 777-300ER – Chef a bordo
Turkish - Business Class - Boeing 777-300ER - Godiva
Turkish – Business Class – Boeing 777-300ER – Godiva

Ele não é bem um chef, mas um comissário especialmente treinado para desempenhar a função de apresentar o menu e montar os pratos de acordo com a visão do verdadeiro chef. Ainda assim, eu adorei a ideia, ainda mais que o menu veio com essa caixinha junto (viva o chef!):

Achei simpaticíssimo o fato dele vir em turco, inglês, espanhol (já que o voo tem origem em Buenos Aires) e em português. E que apresentação, amigos:

Turkish - Business Class - Boeing 777-300ER - Menu
Turkish – Business Class – Boeing 777-300ER – Menu

 

A primeira refeição seria o café da manhã e você escolhe quais itens do menu deseja marcando no cartão.

Turkish - Business Class - Boeing 777-300ER - Menu
Turkish – Business Class – Boeing 777-300ER – Menu

Fiquei ali entretido com o menu:

Turkish - Business Class - Boeing 777-300ER - Menu
Turkish – Business Class – Boeing 777-300ER – Menu 
Turkish - Business Class - Boeing 777-300ER - Menu
Turkish – Business Class – Boeing 777-300ER – Menu
Turkish - Business Class - Boeing 777-300ER - Menu
Turkish – Business Class – Boeing 777-300ER – Menu
Turkish - Business Class - Boeing 777-300ER - Menu
Turkish – Business Class – Boeing 777-300ER – Menu

Quando estava analisando as opções de vinhos, muito boa por sinal, iniciamos nosso tratoramento (eram 5h32).

O push-back ocorreu as 5h48, com uma decolagem suave. Rapidamente subimos à altitude de cruzeiro e a comissária recolheu os pedidos para o café da manhã. Em seguida outra comissária já veio distribuindo toalhas quentes (precisão suíça).

Enquanto o pedido não veio, aproveitei para confirmar algo que também era inédito pra mim: a Turkish oferece gratuitamente o acesso à internet via wi-fi (e suponho que via cabo também, já que o plug estava lá) para os passageiros da executiva durante todo o voo.

Os passageiros na econômica também podem acessar à rede, mas tem que pagar (não lembro quanto):

Turkish - Business Class - Boeing 777-300ER - Internet a bordo
Turkish – Business Class – Boeing 777-300ER – Internet a bordo

Se eu já estava impressionado com o serviço, fiquei de queixo caído quando vi que além de tudo a velocidade era super rápida (se considerarmos o fato de que eu estava voando a 10.000 pés):

Turkish - Business Class - Boeing 777-300ER - Internet a bordo
Turkish – Business Class – Boeing 777-300ER – Internet a bordo

E o show de serviço continuava, com as comissárias fazendo a cama para os passageiros que solicitavam.  Eu ainda não ia dormir, de modo que fiz a cama na posição sentada =)

Turkish - Business Class - Boeing 777-300ER
Turkish – Business Class – Boeing 777-300ER

 

Turkish - Business Class - Boeing 777-300ER
Turkish – Business Class – Boeing 777-300ER

Foi uma boa ideia, o assento ficou muito confortável!

Em seguida o café da manhã foi servido:

Turkish - Business Class - Boeing 777-300ER - Café da manhã
Turkish – Business Class – Boeing 777-300ER – Café da manhã

As frutas estavam no ponto: maduras e doces, mas o iogurte era salgado (juro por Deus!). A parte do chester e frango estava sem graça, mas o croissant e a manteiga estavam excelentes. Mas o destaque mesmo não saiu na foto: o suco de laranja é fresco, feito na hora e não de caixinha! Nunca tinha visto isso e adorei.

Em seguida foi servido o prato principal: pedi ao chef para o omelete vir com os acompanhamentos do ovo mexido e ele preparou do jeito que eu pedi sem nenhum problema (viva o chef!):

Turkish - Business Class - Boeing 777-300ER - Café da manhã
Turkish – Business Class – Boeing 777-300ER – Café da manhã

O omelete estava bom, mas senti falta de sal e pimenta para temperar a gosto (poderia ter pedido, eu acho, mas ok).

Turkish - Business Class - Boeing 777-300ER - Café da manhã
Turkish – Business Class – Boeing 777-300ER – Café da manhã

Terminada a refeição foram distribuídas garrafas d’água:

Turkish - Business Class - Boeing 777-300ER - Café da manhã
Turkish – Business Class – Boeing 777-300ER – Café da manhã

E para os fortes ainda havia um docinho e o café (que show essa xícara, não?):

Turkish - Business Class - Boeing 777-300ER - Café da manhã
Turkish – Business Class – Boeing 777-300ER – Café da manhã

Olha, esse foi sem dúvida alguma o melhor café da manhã que eu já tomei a bordo! Espetáculo!

Terminada a refeição, levantei para ir ao banheiro escovar os dentes e passei pelo snack bar, que já estava montado:

Turkish - Business Class - Boeing 777-300ER - Snack bar
Turkish – Business Class – Boeing 777-300ER – Snack bar

O lavatório é bem estiloso:

Turkish - Business Class - Boeing 777-300ER - Lavatório
Turkish – Business Class – Boeing 777-300ER – Lavatório
Turkish - Business Class - Boeing 777-300ER - Lavatório
Turkish – Business Class – Boeing 777-300ER – Lavatório

Voltei à poltrona disposto a dormir um pouco (lembrem-se que eu praticamente não dormi na noite anterior). Deslizei o assento para a posição horizontal – o assento fica totalmente plano (fully lie flat).

Apesar disso achei um pouco incômodo para dormir de costas, pois é bem estreito. Só consegui dormir de lado, por umas três horas.

Acordei com fome e vi que o menu continha opções para pedidos entre as refeições. Pedi um sanduíche de salmão, alcaparras e cream cheese que estava muito gostoso:

Turkish - Business Class - Boeing 777-300ER - Lanche entre refeições
Turkish – Business Class – Boeing 777-300ER – Lanche entre refeições
Turkish - Business Class - Boeing 777-300ER
Turkish – Business Class – Boeing 777-300ER

Fiquei vendo alguns filmes e seriados por mais um par de horas e por volta de dez horas em voo, sobrevoando o continente africano começou o serviço de almoço. 

De entrada mix de nozes quente e champagne (Gosset Brut Grand Reserve):

Turkish - Business Class - Boeing 777-300ER - Almoço
Turkish – Business Class – Boeing 777-300ER – Almoço

Em seguida foram servidos os pães, azeite, manteiga, especiarias, sal e pimenta. Mas o charme era todo dessa luminária de papel:

Turkish - Business Class - Boeing 777-300ER - Almoço
Turkish – Business Class – Boeing 777-300ER – Almoço

“Jantar a luz de velas acima das nuvens”: toque especial da Turkish para o almoço:

Turkish - Business Class - Boeing 777-300ER - Almoço
Turkish – Business Class – Boeing 777-300ER – Almoço

As entradas foram servidas direto do carrinho. Você escolhe quais vai querer e a quantidade. Escolhi polvo, tabule, massa folhada com queijo e pimentão recheado com queijo de cabra (isso estava divino):

Turkish - Business Class - Boeing 777-300ER - Almoço
Turkish – Business Class – Boeing 777-300ER – Almoço

O segundo prato foi uma sopa de batata acompanhada de brusqueta com tapenade de azeitonas (ambos excelentes):

Turkish - Business Class - Boeing 777-300ER - Almoço
Turkish – Business Class – Boeing 777-300ER – Almoço

As opções de prato principal eu achei pouco inspiradas: peixe ao molho branco com purê de batatas, penne ao molho de tomate e espetinhos de carne com nhoque ao curry. Fiquei com a última, que parecia ser mais interessante:

Turkish - Business Class - Boeing 777-300ER - Almoço
Turkish – Business Class – Boeing 777-300ER – Almoço

Confesso que esperava mais. Para acompanhar pedi uma taça do vinho tinto turco (Doluca Karma Merlot Bogazkere 2011) e para comparar pedi também um vinho mais tradicional, um Bordeaux (Chateau Lamothe Pontac Medoc 2011):

Turkish - Business Class - Boeing 777-300ER - Almoço
Turkish – Business Class – Boeing 777-300ER – Almoço

Fiquei surpreso com a qualidade do vinho turco, que preferi ao francês.

As sobremesas também foram servidas do carrinho no mesmo esquema: você escolhe o que quer entre doces e queijos

Turkish - Business Class - Boeing 777-300ER - Almoço
Turkish – Business Class – Boeing 777-300ER – Almoço

Eu descobri um novo fraco: doces turcos! Como eu consegui viver até aqui sem eles? Já os queijos estavam apenas ok.

Turkish - Business Class - Boeing 777-300ER - Almoço
Turkish – Business Class – Boeing 777-300ER – Almoço

Pra finalizar em grande estilo, pedi um café turco, que é servido com borra. É diferente e você demora a se acostumar, mas eu acabei gostando:

Turkish - Business Class - Boeing 777-300ER - Café turco
Turkish – Business Class – Boeing 777-300ER – Café turco

Eu fiquei satisfeito com o almoço, tirando as escolhas de prato principal. Na média bem acima das demais cabines executivas onde já voei.

As luzes da cabine voltaram a se apagar para alguns últimos momentos de sono para muitos. Eu já tinha desapegado do conceito dormir faz tempo e fiquei acompanhando o mapa do voo.

Turkish - Business Class - Boeing 777-300ER
Turkish – Business Class – Boeing 777-300ER
Turkish - Business Class - Boeing 777-300ER
Turkish – Business Class – Boeing 777-300ER

Outra coisa que eu curti bastante foi a câmera instalada no bico do avião, por onde eu vi nossa aterrizagem. Com pouco menos de 13 horas de voo chegamos na capital turca.

Turkish - Business Class - Boeing 777-300ER
Turkish – Business Class – Boeing 777-300ER

Recolhi meus pertences, dei uma última olhada para a cabine, onde ao fundo reluz o símbolo da Turkish e me despedi deste voo fantástico.

Turkish - Business Class - Boeing 777-300ER
Turkish – Business Class – Boeing 777-300ER

Realmente o que destaca a Turkish da concorrência é o cuidado nos detalhes. São os sucos em terra, o chocolate, a necessaire, o chef a bordo, enfim, tudo parece ter sido analisado da seguinte forma: como podemos fazer melhor que a concorrência.

E na maioria dos quesitos eles conseguiram exatamente isso: fazer melhor que os demais.

Mas não seria justo deixar de anotar que já está na hora de fazer um upgrade nas poltronas, que são o destaque negativo do voo.

Falando em destaques negativos (e aí não vou apontar o dedo pra Turkish) a espera pelas malas foi absurdamente grande. Ficamos todos olhando a esteira (que era a última de todas) por mais de uma hora, sem qualquer explicação. Sequer havia um funcionário da cia ou do aeroporto para dar explicações.

Espera interminável pelas malas no aeroporto de Istambul
Espera interminável pelas malas no aeroporto de Istambul

Mesmo tendo pesquisado de antemão sobre o pernoite que a Turkish oferece (veja o post onde eu falo sobre os voos) eu achei bem difícil encontrar o local onde deveria me apresentar.

Hotel Desk da Turkish: escondido perto do Starbucks
Hotel Desk da Turkish: escondido perto do Starbucks

Foram algumas voltas até encontrar o hotel desk. Se você estiver procurando por ele, pergunte pelo Starbubcks, que fica do lado.

Você pensa que o perrengue acabou? Claro que não: chegando lá fila! E tome aguardar a minha vez.

Quando fui atendido o funcionário pediu meu cartão de embarque do voo seguinte e passaporte, mas só me devolveu o último (achei estranho, mas o cansaço já estava dominando o corpo).

Só depois vim a saber que motorista entrega o cartão à recepção do hotel para fazer o check-in.

Falando no transporte (e no hotel) ponto positivo para a Turkish: os passageiros da executiva ficam em um hotel melhor e são transportados em van diferente.

Isso evita ter que fazer paradas intermediárias. Fomos transportados (eu e mais outro passageiro) direto pro Polat Renaissance Hotel, que apesar de antigo cumpriu com o papel de me deixar renovado para conhecer um pouco de Istambul antes do meu próximo voo.

Mas sobre o hotel (e um pouco do que fiz na cidade) eu falo no próximo post.

Ficou curioso para ler os próximo capítulos desta viagem? Receba os posts em primeira mão, assinado o blog via e-mail (ali no canto esquerdo ou direito superiores).

Turkish lança concurso fotográfico no Instagram

A Turkish Airlines acaba de lançar um concurso mundial de fotografia pelo Instagram. O prêmio? Duas passagens ida e volta na classe executiva de qualquer lugar do mundo para Istambul.

Para participar é muito simples: basta postar uma foto própria da sua cidade com a hashtag #MyPic4TK no Instagram até 30/06/2014. Um júri da Turkish vai selecionar 10 finalistas e o vencedor será escolhido por outro júri formado por fotógrafos. Vejam o vídeo da campanha:

Os ganhadores serão contactados via mensagem direta. Depois é só marcar a passagem (num prazo de 12 meses) e viajar pra Istambul. As regras completas você encontra aqui.

Gostou? Quer ser o primeiro a receber novos posts? Assine o blog via e-mail (ali no canto esquerdo ou direito superiores).

Turkish anuncia mudanças negativas no Miles & Smiles

A Turkish Airlines anunciou que a partir de 1o. de Junho vai aplicar mudanças profundas no seu programa de fidelidade, o Miles & Smiles.

Ainda que o programa seja pouco difundido aqui, vale divulgar este tipo de alteração porque ela claramente sinaliza a direção que o mercado de aviação está seguindo (e ela não é nada boa).

A principal mudança é que o sistema de acúmulo vai passar a ser revenue based, ou seja, o número de milhas a serem acumuladas dependerá de quanto se gasta no bilhete, semelhante ao caminho que será seguido pela Delta e Qantas.

Mas essa não será a única mudança. Eis o que vai mudar no acúmulo:

  • O número de milhas vai depender da classe tarifária;
  • Todas as tarifas vão render milhas, incluindo as promocionais;
  • Membros Classic Plus vão ganhar mais milhas quando voarem na classe comfort (econômica plus) e executiva;
  • Membros Elite e Elite Plus vão ganhar menos voando na executiva (175% para classes C e D ou 160% para K e J – antes 200% para qualquer classe);
  • Membros Elite e Elite Plus vão ganhar menos voando na tarifa A da comfort class (125% ao invés de 150%) e mais nas tarifas U, O (160% ao invés de 150%);
  •  Voos domésticos vão valer mais milhas.

Agora vamos ver o que muda para usar as milhas:

  • Não há mais distinção entre alta e baixa temporada;
  • Os valores para bilhetes prêmio serão os mesmos para voos na Turkish e nas parceiras da Star Alliance;
  • Bilhetes de ida pela metade do preço;
  • Mudanças nas regiões da tabela;
  • O prêmio companion agora custa 75% do regular (antes 50%);
  • O número de milhas necessárias para os bilhetes prêmio cresceu de maneira absurda.

E ainda o que muda nos upgrades:

  • Todas as tarifas da Turkish para classe econômica/comfort class são passíveis de upgrade;
  • Da econômica para a executiva são necessárias metade das milhas do bilhete prêmio.

Como se vê a Turkish fez um verdadeiro strike. Numa tacada só transforma o programa baseado em gastos e desvaloriza as milhas alterando os valores para resgate. De positivo só o fato de ter avisado com antecedência.

Então se você tem milhas no Miles & Smiles recomendo que as utilize antes que as mudanças entrem em vigor e que a partir de agora escolha pontuar em outras cias da Star Alliance (verifique sempre se sua tarifa é elegível antes).

As informações completas vocês podem ver aqui.

Se você não quiser perder nenhum post, assine o blog via e-mail (ali no canto esquerdo ou direito superiores).