United oferece lanches gratuitos a partir de hoje

A partir de hoje a United volta a oferecer em seus voos domésticos salgadinhos gratuitos. As guloseimas serão oferecidas em todos os voos domésticos e para América Central a partir de 9h45 e vão desde biscoitos de waffle:

UA_Stroopwafel_-large

A mix de salgadinhos:

UA+Asian-style+snack+mix-large

Pode parecer pouca coisa, mas saiba que no auge da crise de 2008 as empresas aéreas de lá tentaram cobrar até pela água, tamanha a pindaíba. Hoje, com as contas controladas e o petróleo custando pouco estamos vendo a volta de comodidades que foram cortadas para reduzir custos.

“Com elementos que distinguem o nosso serviço e toques pessoais, estamos redefinindo o que significa voar United Airlines” disse Jimmi Samartzis, vice presidente de serviços de comida da United. “Para o consumidor indo pra casa depois de uma viagem de negócios e para a família embarcando para as férias sonhadas, nós estamos construindo uma nova experiência a bordo com conforto e familiaridade, e os lanchinhos são uma parte pequena mas importante”.

 

O serviço de venda a bordo continuará sendo oferecido.

Gostou do post? Assine o blog: no computador e no Ipad é no canto superior direito e no Iphone no rodapé. Basta inserir o seu e-mail.

Gol e Azul ampliam code-shares com Delta e United

A Gol e Azul anunciaram um acréscimo aos acordos de code-share que mantém com Delta e United respectivamente, aumentando o número de destinos dos parceiros oferecidos em seus canais de venda.

Gol

Três novos destinos nos Estados Unidos: Honolulu, Eagle/CO e San Jose/CA. Até o final do mês entram também as canadenses Ottawa e Vancouver.

Os voos tem origem nos aeroportos de São Paulo (GRU), Rio de Janeiro (GIG) e Brasília (BSB), com conexões em Atlanta (ATL), Detroit (DTW) e Nova York (JFK).

Todos os trechos serão operados por aeronaves da GOL (no Brasil) e Delta (para os EUA e Canadá). “A ampliação da nossa parceria é resultado de um trabalho conjunto e estamos muito satisfeitos em poder disponibilizar novos destinos aos nossos clientes. Esse é mais um passo da GOL em busca da melhor experiência de voo e maior comodidade para os passageiros corporativos e de lazer,” explicou o gerente de alianças na GOL, Ciro Camargo.

Azul

Acréscimo de Chicago, Nova Iorque, Houston, San Francisco, Los Angeles, Boston, Washington e Las Vegas. A United também colocou seu prefixo em seis destinos da Azul: Goiânia, Belo Horizonte (Confins), Curitiba, Porto Alegre, Rio de Janeiro (Santos Dumont) e Brasília.

“O Brasil é o maior mercado da América Latina e um mercado-chave na rede de rotas globais da United”, diz Tim Cassady, Diretor Administrativo de Alianças da United. “Nossa parceria com a Azul, que é reconhecida por sua extensa rede de rotas, a qualidade dos seus serviços e sua confiabilidade operacional, irá reforçar ainda mais os nossos laços com esta importante região e proporcionar benefícios excepcionais para nossos Clientes.”

O que isso muda para o passageiro?

Existem algumas vantagens muito importantes como:

  • realização de apenas um check-in;
  • recebimento dos cartões de embarque para todo o percurso;
  • um único despacho de bagagem e uma única franquia para todo o trajeto (2 malas de 32kg);
  • a possibilidade de acumular milhas nos programas Smiles e Tudo Azul.

Gostou do post? Assine o blog: no computador e no Ipad é no canto superior direito e no Iphone no rodapé. Basta inserir o seu e-mail.

United enfrenta problemas apresentando novo CEO

Hoje estava lendo um artigo no New York Times sobre o desastre que tem sido a fusão entre a United e Continental. E no mesmo dia recebi um e-mail do novo CEO da United se apresentando aos membros do Mileage Plus:

unitedDe um lado o artigo aponta os problemas: mau serviço, wifi instável, corte de benefícios como upgrades, alienação da base de passageiros fiéis e uma dificuldade incrível de conseguir dar lucro, coisa que tanto American como Delta vem apresentando há anos.

Do outro o novo presidente apontar como corrigir os problemas, embora a carta seja genérica demais para saber quais serão as suas ações efetivas.

Vamos aguardar o que Mr. Oscar Muñoz pretende colocar em prática.

Gostou do post? Assine o blog: no computador e no Ipad é no canto superior direito e no Iphone no rodapé. Basta inserir o seu e-mail.

United Airlines estréia hoje o Boeing 787 na rota entre Rio de Janeiro e Houston

united-787-dreamliner-livery-sky-left_856x482

A partir de hoje a United passa a operar com seu mais novo produto, o Boeing 787-900 Dreamliner, na rota entre o Rio de Janeiro e Houston (um dos hubs da cia americana). De lá os passageiros encontram diversas opções de conexões para destinos domésticos e internacionais.

A substituição está prevista para durar inicialmente até 27 de março, ou seja, não é algo definitivo e sua continuidade após essa data vai depender da demanda. Eis o mapa de assentos, cortesia do site seatguru:

United_Airlines_Boeing_787-900

A executiva, chamada de Business First, conta com 48 assentos lie-flat na disposição 2-2-2:

The interior of United Airlines' new Boeing 787 Dreamliner is shown after its inaugural revenue flight from Houston to Chicago, at O'Hare international Airport in Chicago, Sunday, Nov. 4, 2012. The aircraft is touted to be much more fuel efficient than any other similar plane and has a host of passenger amenities, such as larger windows, special lighting and filtered air. (AP Photo/Nam Y. Huh)
AP Photo/Nam Y. Huh

O avião conta ainda com 88 assentos na economy plus, dispostos 3-3-3-, que possuem 88,9cm de distância nas fileiras e um pouco mais de reclinação com relação aos assentos da econômica convencional.

united787ecoplus

Somam ao total mais 116 assentos na classe econômica, dispostos 3-3-3, com distância entre fileiras de 81,2cm.

Este é o segundo Dreamliner que a United coloca em operação no Brasil, já que o avião da Boeing já é utilizado na rota entre Guarulhos e Houston.

Sem dúvida um upgrade e tanto para os cariocas, que tanto reclamam das aeronaves velhas e surradas que são postas nas rotas ligando o Brasil e os Estados Unidos.

Gostou do post? Assine o blog: no computador e no Ipad é no canto superior direito e no Iphone no rodapé. Basta inserir o seu e-mail.

Como renovar seu saldo na United por mais 18 meses

opinion miles club

Já falei aqui diversas vezes que é possível acumular milhas das maneiras mais variadas: compras em supermercados e farmácias, assinatura de revistas, abastecendo o carro, etc, etc. A lista é grande e sempre vale dar uma olhada no seu programa de fidelidade preferido para ver as oportunidades e ofertas vigentes.

O Mileage Plus, programa de fidelidade da United, também tem diversos parceiros onde se pode acumular milhas. Infelizmente a maioria fica nos Estados Unidos e é bem complicado para os brasileiros acumulares milhas sem ser voando com eles (melhorou um pouco com a entrada da Avianca Brasil na Star Alliance).

Mas existem algumas oportunidades e hoje vou falar de uma delas: o Opinion Miles Club. Trata-se de um site de pesquisas online que premia o seu tempo com milhas da United. Você recebe as ofertas de pesquisa no seu e-mail e ganha as milhas correspondentes depois de responder as perguntas.

Quem ainda não participa pode se inscrever clicando aqui. A oferta para novos membros dá 600 milhas após o cadastro e completar a primeira pesquisa.

Admito que 600 milhas não dá pra nada. Mas é bom lembrar que: 1) É muito difícil para os brasileiros acumularem na United que não tem parceiros de cartão de crédito no Brasil; 2) O Mileage Plus funciona diferente dos programas de fidelidade nacionais: qualquer movimentação na conta renova a validade do saldo por mais 18 meses.

Se você tem milhas ativas na United vale a pena fazer a pesquisa. Se não tiver nem perca o seu tempo que com 600 milhas você não está nem perto de emitir algum bilhete.

Gostou do post? Assine o blog: no computador e no Ipad é no canto superior direito e no Iphone no rodapé. Basta inserir o seu e-mail.

United compra 5% da Azul por US$ 100 milhões

united-azul

A Azul anunciou ontem (26) que vendeu 5% do seu capital social para a United, pelo valor de cem milhões de dólares. Apesar disso, com 67% de participação David Neeleman segue comandando a cia americana. A operação garante para a cia americana um assento no Conselho de Administração da Azul mas o principal objetivo da United é a conectividade com a malha da Azul.

Alguns pontos sobre a parceria foram abordados na entrevista de divulgação do negócio:

Voos da Azul para os EUA

A Azul afirma que serão mantidos seus voos para os EUA (Orlando e Fort Lauderdale) e confirmou o novo voo para Nova Iorque para o ano que vem. Aqui um pitaco meu: com a parceria é muito provável que o voo da Azul seja para Newark e não JFK.

Malha integrada

As duas empresas vão poder oferecer mais de 6.000 voos diários para mais de 450 destinos. As vendas devem iniciar em 30 dias. Ou seja, você vai poder comprar bilhetes da United no site da Azul e vice-versa.

Programa de milhagens

Aqui sem muito segredo já que os programas já são parceiros desde o ano passado: quando você voa Azul pode acumular no Mileage Plus e quando voa na United pode acumular no TudoAzul. Mesma coisa para o resgate.

Compra da TAP

Neeleman falou ainda da compra da TAP, onde saiu vencedor. A cia portuguesa deve receber pelo menos 53 aviões da Airbus (14 A330, 39 A321 e A320) e expadir fortemente sua malha aérea em direção aos Estados Unidos e Brasil, onde pretende operar de oito a dez rotas diretas.

Que semana teve Mr. Neeleman, não? Fechou a compra da TAP e agora uma parceria milhonária com a United. Torço para o sucesso de ambas empreitadas!

Gostou do post? Quer ser o primeiro a receber as novidades, dicas e promoções? Assine o blog: no desktop e no Ipad é no canto esquerdo e lá embaixo e no Iphone somente no rodapé. Basta inserir seu e-mail para cadastrar-se e receber sempre tudo em primeira mão.

United Airlines passa a operar no T3 em Guarulhos

United se muda para o Terminal 3 em Guarulhos
United se muda para o Terminal 3 em Guarulhos

United Airlines é a mais nova empresa aérea a utilizar o novo Terminal 3 de Guarulhos, juntando-se à Tap, Swiss e Lufthansa, pioneiras na migração. Com voos diretos para Chicago, Washington/Dulles, New York/Newark e Houston, a empresa norte-americana é mais uma cia internacional a utilizar o novo terminal, inaugurado pouco antes da Copa do Mundo como você pode ler aqui e aqui.

Outra novidade é que os passageiros voando na primeira classe, executiva e demais com status Gold na Star Alliance vão poder desfrutar no novo lounge que a aliança pretende inaugurar ainda em Julho (já está em funcionamento com capacidade e serviços reduzidos).

A GRU Aiport, concessionária que administra o aeroporto, antecipou que também estão previstos um lounge para os passageiros da Oneworld, um super lounge da LaTam com 2.000m2 e um lounge da American Express.

Gostou? Quer ser o primeiro a receber novos posts? Assine o blog via e-mail (ali no canto esquerdo ou direito superiores).

United anuncia mudanças negativas no Mileage Plus

united_mileage_plus_3p_c_r

Em Fevereiro eu escrevi sobre as mudanças que a Delta anunciou em seu programa de fidelidade, o Skymiles, que a partir de 2015 mudará o modelo de acúmulo do tradicional (baseado na distância percorrida) para outro baseado nos gastos do passageiro. Fechei aquele post com o seguinte comentário:

O programa da Delta já não era grande coisa e provavelmente você nem seja membro do Skymiles. Mas a mudança em uma cia deste porte pode indicar uma tendência para as demais que seria um desastre para todos nós. É aguardar pra ver.

Depois disso outros programas menores seguiram o mesmo caminho, como a Qantas em Março e a Turkish em Abril. Pois bem, hoje a United anunciou que vai seguir o mesmo caminho com o seu programa de fidelidade, o Mileage Plus. A página sobre as mudanças é essa aqui.

Vale lembrar que o programa já passou por uma mudança significativa (pra pior) na tabela de resgates no início deste ano e agora a mudança (também pra pior) é na forma de acúmulo. A partir de março de 2015 a United vai adotar um modelo semelhantes ao da Delta:

As of March 1, 2015, the award miles you earn on most United and United Express tickets will be based on your ticket price (that is, base fare plus carrier-imposed surcharges) instead of the distance you fly, so members will be rewarded for their travel spending on United. And when you have Premier status, you’ll earn even more.

Em resumo: quem gastar mais, vai acumular mais. E o que isso muda na prática? Pra maioria de nós significa acumular menos milhas ao voar United.

No modelo atual um voo entre São Paulo e Washington gera um acúmulo de aproximadamente 9.500 milhas (passageiro sem status no Mileage Plus e sem bônus por classe). Com as novas regras este mesmo voo vai gerar apenas o valor pago x 5. Digamos que o bilhete tenha custado 1.000 dólares, o acúmulo será de apenas 5.000 milhas (pouco mais que a metade do acúmulo atual).

Membros do Mileage Plus com status vão ganhar mais: Silver (x7), Gold (x8), Premier Platinum (x9) e Premier 1k (x11). Note que mesmo estes membros fiéis vão ter dificuldades no acúmulo: na passagem do exemplo o membro com status mais alto no programa (Premier 1k) vai ganhar 11.000 milhas, que é pouca coisa a mais do que qualquer um ganharia hoje sem status algum.

Note que isso penaliza quem voa United, pois quem acumula pontos no cartão de crédito (no Brasil não há nenhum programa que faça isso) não sofre alteração alguma. Isto é um contrassenso, pois quem é passageiro frequente vai ter mais dificuldade de acúmulo do que alguém que sequer voe United.

Esta é a minha grande crítica ao sistema baseado no gasto. A United vem tentando acertar os ponteiros desde que se fundiu à Continental (acaba de divulgar um prejuízo) e tenho dúvidas se este é o melhor caminho a seguir.

Todavia, como eu disse no caso da Delta e vou repetir aqui: quando duas gigantes da aviação seguem o mesmo caminho, mostram uma direção para o restante dos programas de fidelidade e abrem um precedente para que outros sigam o caminho.

Tenho muito receio que a American Airlines, uma vez que integre o Dividend Miles no AAdvantage anuncie mudanças parecidas.

Vale anotar ainda que o acúmulo em voos de outras cias do Star Alliance não sofre alteração (continua baseado na distância percorrida).

Gostou? Quer ser o primeiro a receber novos posts? Assine o blog via e-mail (ali no canto esquerdo ou direito superiores).