Qantas anuncia mudanças no programa de fidelidade

Quando eu postei aqui sobre as  mudanças no Skymiles do Delta, que vai tornar o programa em revenue based (o acúmulo de milhas depende do gasto com as passagens) alertei que “(…) a mudança em uma cia deste porte pode indicar uma tendência para as demais que seria um desastre para todos nós. É aguardar pra ver”.

Pois é exatamente o que está acontecendo: a australiana Qantas acaba de anunciar que a partir de 1o. de Julho efetuará mudanças em seu programa para torná-lo revenue based.

Num comunicado confuso (já que ninguém gostar de dizer que más notícias são más notícias) ela informa basicamente que o número de milhas que você vai acumular dependerá da tarifa que você pagar.

A única notícia boa é que, por enquanto, não haverá alteração na tabela de milhas da Qantas.

Vou repetir: o problema não são as mudanças no programa da Qantas, já que ele é muito pouco difundido por aqui, mas sim que o precedente que ele estabelece indica uma tendência de mercado que é péssima para todos nós. Podem apostar que mais cias aéreas vão seguir a Delta e a Qantas.

Se você não quiser perder nenhum post, assine o blog via e-mail (ali no canto esquerdo ou direito superiores).

Skymiles oferece milhas grátis para novos membros

O programa da Delta não é lá grandes coisas e vai piorar muito no ano que vem como já comentei aqui. Mas milhas grátis são sempre bem vindas então resolvi divulgar a oferta.

Ela é direcionada para os consumidores da Hertz em Seattle mas até onde eu li não há nenhum empecilho para que qualquer um participe da oferta.

A mecânica da promoção é simples: novos membros do Skymiles  (que não tenham sido membros nos últimos seis meses) ganham 1000 milhas ao se inscrever no programa. As milhas serão creditadas entre 4 e 6 semanas.

Interessou? Clica aqui.

Se você não quiser perder nenhum post, assine o blog via e-mail (ali no canto esquerdo ou direito superiores).

Delta anuncia mudanças no Skymiles

O Skymiles, programa de fidelidade da Delta, sempre foi alvo de críticas da comunidade de frequent flyers dos Estados Unidos. Altos preços para redenção de prêmios, dificuldade em encontrar assentos são algumas das reclamações que frequentemente eu leio por lá.

Como a Delta mantém voos saindo de diversas cidades do Brasil e é parceira da Gol acredito que um bom número de brasileiros é membro do programa.

Bom, tenho más notícias pra vocês: a partir de 01 de Janeiro de 2015 o Skymiles vai se tornar um programa totalmente baseado no gasto, algo que já vimos aqui na Gol na mudança mais recente que ela fez no Smiles. Coincidência? Sendo a Delta acionista da Gol e com assento no conselho de administração eu acho que não.

A partir desta data as milhas serão creditadas de acordo com o valor pago pela passagem (antes o modelo era baseado no número de milhas voadas). Os detalhes não são totalmente conhecidos, mas trata-se de uma mudança que indica um péssimo precedente.

Vejam a notícia que saiu no Wall Street Journal (em tradução livre):

“Dentro das novas regras da Delta, previstas para serem anunciadas na próxima quarta-feira, os passageiros sem status elite no Skymiles receberão 5 milhas por cada dólar gasto em bilhetes, excluindo as taxas governamentais e tarifas. Aqueles com o nível mais alto de elite no Skymiles receberão 11 milhas por dólar gasto. Para os resgates a Delta vai continuar precificando os bilhetes em milhas, sem tarifas em dinheiro, em diferentes níveis de disponibilidade, como faz hoje”.

Trocando em miúdos: se você não é um membro Diamond Elite tenha uma certeza: você vai perder com a mudança. Acredita-se que os ganhos em milhas vão ser cortados pela metade.

O programa da Delta já não era grande coisa e provavelmente você nem seja membro do Skymiles. Mas a mudança em uma cia deste porte pode indicar uma tendência para as demais que seria um desastre para todos nós. É aguardar pra ver.

Se você não quiser perder nenhum post, assine o blog via e-mail (ali no canto esquerdo ou direito superiores).