Star Alliance pretende crescer com novos parceiros low-cost

A Star Alliance lançou um novo modelo de parceria para poder expandir o seu mapa de rotas chamado “Connecting Partner”. Trata-se de trazer para a rede rotas operadas por cias low-cost ou híbridas que não são servidas pelos membros da aliança.

O objetivo, além de permitir aumentar a cobertura da Star Alliance a nível mundial, é definir “uma tendência de convergência entre as companhias tradicionais que oferecem um serviço completo e o modelo ‘low cost’”, diz Mark Schwab.

A sul-africana Mango será a primeira companhia aérea ‘low cost’ a integrar o programa.

Sem traçar objetivos quanto ao número de companhias que possam vir a aderir ao programa, Mark Schwab deixa claro que não está nos planos da Star Alliance a adesão de companhias como a easyJet ou a Ryanair, as maiores ‘low cost’ europeias. “Não estamos a ter conversações com nenhuma dessas grandes entidades. Estamos focados nos ‘amigos da família’”, diz o CEO da Star Alliance, o que poderá significar a adesão de companhias como a Eurowings, companhia ‘low cost’ da alemã Lufthansa. Além disso, a Star Alliance promete estar atenta às regiões do globo onde se mostra mais difícil vir a integrar novos membros à aliança.

Mango-Air-by-Frans-DelyAos passageiros que viagem numa rota que inclua a transferência entre uma companhia membro e uma ‘low cost’ serão fornecidos os mesmos benefícios dados aos passageiros frequentes da Star Alliance, incluindo serviços de ‘check in’ e de bagagem ou acumulação de milhas.

“Tradicionalmente as ‘low cost’ não tem programas de fidelidade, mas este novo conceito permite-nos oferecer milhas aos nossos clientes que voem na Mango”, diz Mark Schwab, esclarecendo que as milhas só serão registadas no caso de existirem voos de ligação entre um membro da Star Alliance e a Mango. “Clientes que viagem apenas de ponto a ponto [na Mango] não serão parte da proposta da Star Alliance”.

Será que teremos alguma parceria por aqui? A Azul (que é uma cia híbrida) andava no radar da aliança mas não sei se o atual cenário econômico deu uma esfriada nas conversas – deveria ser o contrário, já que a parceria poderia ajudar a lotar os voos da Azul com passageiros em conexão das rotas internacionais.

A ideia parece interessante por permitir que os passageiros cheguem a mais destinos sem ter que lidar com problemas como franquia de bagagem mas é no mínimo estranho sair de uma cia full-service e entrar numa low-cost. Bem, se for pensar é mais ou menos o que passam os passageiros da Etihad quando aqui desembarcam e tem que seguir ao seu destino final com a Gol.

O que acharam da ideia?

Gostou do post? Assine o blog: no computador e no Ipad é no canto superior direito e no Iphone no rodapé. Basta inserir o seu e-mail.

 

Copa Airlines: como conseguir 15% de desconto nas tarifas

A Copa enviou um email pedindo a atualização de alguns dados cadastrais (nada de mais: nome, email, telefone). Em troca deste minuto do seu tempo um desconto de 15%. Eu diria que é um senhor desconto, embora ele não seja aplicável às tarifas promocionais (mas aplica-se para a executiva, por outro lado).

Primeiro você deve se recadastrar no site (clique aqui). Depois irá receber um código por email que deverá inserir na primeira página da cia aérea:

copa_cod_promoFácil, fácil. Só fique atendo para os períodos de compra e voo:

  • Última data de compra: 18 de setembro  de 2015;
  • Última data para completar a viagem: 31 de outubro de 2015.

Alguém vai aproveitar?

Gostou do post? Assine o blog: no computador e no Ipad é no canto superior direito e no Iphone no rodapé. Basta inserir o seu e-mail.

Trip Report: Indochina – 35 – SilverKris First Class Lounge (HKG)

SilverKriss First Class Lounge (HKG)
SilverKris First Class Lounge (HKG)

Antes de embarcar no voo da Singapore para Cingapura eu deixei bastante tempo para conhecer o aclamado SilverKris Lounge de Hong Kong. Ele tinha acabado de ser reinaugurado (Novembro de 2014) e todas as informações que encontrei na internet falavam maravilhas do espaço. E já adianto, a fama tem razão de ser. Quer conhecer o espaço? Este é o tema de hoje, no trigésimo quinto post deste trip report:

  1. Introdução;
  2. Emissão de passagens;
  3. Reserva de hotéis;
  4. Ibis Guarulhos;
  5. Sala Vip Star Alliance (GRU);
  6. Voo Turkish Airlines GRU/IST;
  7. Polat Renaissance Hotel Istanbul;
  8. Cip Lounge Turkish Airlines (IST);
  9. Voo Turkish Airlines IST/BCN;
  10. Sala Vip Pau Casals (BCN);
  11. Voo Swiss Airlines BCN/ZHR;
  12. Voo Swiss Airlines ZHR/AMS;
  13. Voo Eva Airways AMS/BKK;
  14. Voo Bangkok Airways BKK-HKT;
  15. Millenium Resort Patong Phuket;
  16. Holiday Inn Resort Phi Phi Island;
  17. Sheraton Krabi Beach Resort;
  18. Voo Bangkok Airways KBV/BKK;
  19. Renaissance Bangkok Ratchaprasong Hotel;
  20. Voo Bangkok Airways BKK/CNX;
  21. Ibis Styles Chiang Mai;
  22. Voos Bangkok Airways CNX/BKK e BKK/REP;
  23. Sofitel Angkor Phokeethra Golf and Spa Resort;
  24. Voo Vietnam Airlines REP/SGN;
  25. Pullman Saigon Centre;
  26. Voo Vietnam Airlines SGN/HAN;
  27. Sofitel Plaza Hanoi;
  28. Pelican Cruise Halong Bay;
  29. ACV Business Lounge (HAN);
  30. Voo Qatar Airways HAN/BKK;
  31. Bangkok Marriott Hotel Sukhumvit;
  32. Salas Vip BKK Internacional;
  33. Voo Royal Jordanian BKK/HKG;
  34. Hotel Novotel Hong Kong Century

SilverKris é como a Singapore chama os seus 15 lounges espalhados pelo mundo. O de Hong Kong fica no Terminal 1, perto do portão 15 e é extremamente conveniente para quem parte em voos da cia asiática. O meu portão ficava a menos de 100 metros da entrada do lounge. Perfeito para esperar confortavelemente e chegar ao portão de embarque sem atropelos.

hong-kong-international-airport0811t1brochure_22947-1024x724

Salvo engano o lounge de 913m2 foi o primeiro a apresentar o conceito “home away from home” que a Singapore pretende implementar em suas salas vip. Vejam o vídeo de apresentação:

Mas chega de fru-fru e vamos ao relato da minha experiência. Na recepção você apresenta as credenciais (cartão de embarque no meu caso):

SilverKriss First Class Lounge (HKG)
SilverKris First Class Lounge (HKG)

Logo adiante, à direita, há um espaço mais reservado:

SilverKriss First Class Lounge (HKG)
SilverKris First Class Lounge (HKG)

Ele conta inclusive com uma cafeteira e geladeira:

SilverKriss First Class Lounge (HKG)
SilverKris First Class Lounge (HKG)

Seguindo o corredor em direção ao salão principal você chega ao espaço destinado à classe executiva, que na entrada tem esse bar:

SilverKriss First Class Lounge (HKG)
SilverKris First Class Lounge (HKG)

Virei à esquerda rumo à seção destinada à Primeira Classe:

SilverKriss First Class Lounge (HKG)
SilverKris First Class Lounge (HKG)

Logo na entrada um aviso do horário do embarque e partida do voo da Singapore:

SilverKriss First Class Lounge (HKG)
SilverKris First Class Lounge (HKG)

O espaço não é muito grande, conta com alguns nichos com poltronas, um bufê pequeno, jornais, revistas:

SilverKriss First Class Lounge (HKG)
SilverKris First Class Lounge (HKG)

A parte self-service de bebidas não é muito variada, como vocês podem ver. Isso porque a parte reservada à Primeira Classe tem atendimento à la carte. Além de comidas você também pode pedir qualquer tipo de bebida.

SilverKriss First Class Lounge (HKG)
SilverKris First Class Lounge (HKG)

Como não existem muitos assentos de Primeira Classe o espaço dá conta com sobras da demanda. Lugar pra sentar não falta:

SilverKriss First Class Lounge (HKG)
SilverKris First Class Lounge (HKG)

Quando cheguei havia apenas dois ou três outros passageiros:

SilverKriss First Class Lounge (HKG)
SilverKris First Class Lounge (HKG)

O que eu mais gostei foram estes espaços individuais, chamados de “productivity pod”, destinados a quem quer trabalhar: 

SilverKriss First Class Lounge (HKG)
SilverKris First Class Lounge (HKG)

Eles contam com tomadas universais, então aproveitei para comer ali enquanto carregava meus eletrônicos:

SilverKriss First Class Lounge (HKG)
SilverKris First Class Lounge (HKG)

Antes disso fui até o banheiro que fica no corredor de entrada, fora do espaço reservado. A sala conta ainda com três cabines de banho, serviço que não utilizei.

SilverKriss First Class Lounge (HKG)
SilverKris First Class Lounge (HKG)

Aproveitei para dar uma olhada na seção da classe executiva que conta com bebidas frias:

SilverKriss First Class Lounge (HKG)
SilverKris First Class Lounge (HKG)

E um pequeno bufê quente:

SilverKriss First Class Lounge (HKG)
SilverKris First Class Lounge (HKG)

Há também os espaços individuais que eu elogiei, só muda a cor:

SilverKriss First Class Lounge (HKG)
SilverKris First Class Lounge (HKG)
SilverKriss First Class Lounge (HKG)
SilverKris First Class Lounge (HKG)

No horário que visitei havia lugares de sobra para sentar, apesar da sala não ser muito grande:

SilverKriss First Class Lounge (HKG)
SilverKris First Class Lounge (HKG)

Mas o destaque fica mesmo com o bar. Ter profissionais preparando seu drinque favorito ou tirando um chope gelado sem custo algum é realmente sensacional: 

SilverKriss First Class Lounge (HKG)
SilverKris First Class Lounge (HKG)

Voltei ao lounge da First pronto para fazer um lanche, já que não queria estragar o apetite para o voo, onde havia, inclusive reservado a refeição principal antecipadamente pela internet. Iniciei com uma taça de champagne (Piper Heidseck Brut):

SilverKriss First Class Lounge (HKG)
SilverKris First Class Lounge (HKG)

As opções de comida à la carte eram as seguintes:

  • Satay de carne com molho de amendoim e arroz de coco;
  • Salmão pochê com purê de batatas e molho amanteigado de limão;
  • Macarrão com cogumelos e ervas.

Como a minha intenção não era matar a fome, apenas dei uma tapeada com pedindo o Satay, que estava delicioso:

SilverKriss First Class Lounge (HKG)
SilverKris First Class Lounge (HKG)

Não fui forte o suficiente para resistir a oferta de sobremesa e acabei tomando um sorvete:

SilverKriss First Class Lounge (HKG)
SilverKris First Class Lounge (HKG)

Apesar de nenhum dos dois espaços ser muito grande, gostei bastante de ambos e das opções que oferecem. Os bufês são pequenos mas com boas ofertas de comidas, principalmente se você curte a culinária asiática. As bebida são acima da média. A internet é super rápida e você tem os espaços individuais para trabalhar com toda tranquilidade. O fato de ser pertíssimo do portão de embarque da Singapore foi também um grande diferencial no meu caso.

 

Localização

No Terminal 1, logo após o raio-x, perto do Portão 15

Horário de funcionamento

Diariamente de 06h15 às 23h30 ou até sair o último voo da Singapore

Quem tem acesso?

  • Passageiros voando na Primeira Classe e Executiva de cias pertencentes à Star Alliance;
  • Membros do PPS Club;
  • Membros Star Alliance Gold;
  • Membros Platinum e Gold do Virgin Australia Velocity

No próximo voo eu conto como foi uma das melhores experiências que tive na vida, ao voar em uma das suítes da primeira classe do A-380 da Singapore. Foram quatro horas inesquecíveis, não percam!

Gostou do post? Assine o blog: no computador e no Ipad é no canto superior esquerdo e lá embaixo, no Iphone somente no rodapé. Basta inserir o seu e-mail.

Trip Report: Indochina – 34 – Hotel Novotel Hong Kong Century

Hotel Novotel Hong Kong Century
Hotel Novotel Hong Kong Century

A sequência de viagens já cobrava um preço alto. Depois do desembarque ainda enfrentei uma longa jornada no trem que liga o aeroporto à Hong Kong e da estação um ônibus que deixa os turistas na porta do hotel (preciso dizer que a minha parada foi a última?). Ao chegar na recepção do Novotel Hong Kong Century tudo que eu queria era a chave e a cama. Será que o hotel se saiu bem no teste? Isto você confere neste que é o trigésimo quarto post deste trip report:

  1. Introdução;
  2. Emissão de passagens;
  3. Reserva de hotéis;
  4. Ibis Guarulhos;
  5. Sala Vip Star Alliance (GRU);
  6. Voo Turkish Airlines GRU/IST;
  7. Polat Renaissance Hotel Istanbul;
  8. Cip Lounge Turkish Airlines (IST);
  9. Voo Turkish Airlines IST/BCN;
  10. Sala Vip Pau Casals (BCN);
  11. Voo Swiss Airlines BCN/ZHR;
  12. Voo Swiss Airlines ZHR/AMS;
  13. Voo Eva Airways AMS/BKK;
  14. Voo Bangkok Airways BKK-HKT;
  15. Millenium Resort Patong Phuket;
  16. Holiday Inn Resort Phi Phi Island;
  17. Sheraton Krabi Beach Resort;
  18. Voo Bangkok Airways KBV/BKK;
  19. Renaissance Bangkok Ratchaprasong Hotel;
  20. Voo Bangkok Airways BKK/CNX;
  21. Ibis Styles Chiang Mai;
  22. Voos Bangkok Airways CNX/BKK e BKK/REP;
  23. Sofitel Angkor Phokeethra Golf and Spa Resort;
  24. Voo Vietnam Airlines REP/SGN;
  25. Pullman Saigon Centre;
  26. Voo Vietnam Airlines SGN/HAN;
  27. Sofitel Plaza Hanoi;
  28. Pelican Cruise Halong Bay;
  29. ACV Business Lounge (HAN);
  30. Voo Qatar Airways HAN/BKK;
  31. Bangkok Marriott Hotel Sukhumvit;
  32. Salas Vip BKK Internacional;
  33. Voo Royal Jordanian BKK/HKG

Hotel Novotel Hong Kong Century
Diária: US$ 153 (com café da manhã)
Check-in: Quinta, 15 de janeiro de 2015
Check-out: Sexta, 16 de janeiro de 2015
Quarto: ?
Site: http://www.novotel.com/pt-br/hotel-3562-novotel-hong-kong-century/index.shtml

A recepção não foi nada calorosa. Apesar de haver um guichê ostensivamente destinado aos clientes com status no Le Club fui solenemente ignorado por longos minutos até que resolvi perguntar se alguém ia me atender. Fui então atendido, apresentei o cartão de crédito, passaporte e cartão Le Club. O status deu direito a um welcome drink no bar de cima:

Hotel Novotel Hong Kong Century
Hotel Novotel Hong Kong Century

De posse das chaves, mesmo cansado eu não sei dizer não a uma bebida de graça. Lá fui em escada acima:

Hotel Novotel Hong Kong Century
Hotel Novotel Hong Kong Century

Mas o esforço foi recompensado: o chopp Carlsberg estava na temperatura ideal.

Hotel Novotel Hong Kong Century
Hotel Novotel Hong Kong Century

Subi para o quarto para fazer a inspeção de praxe e achei que estava no hotel errado. Vejam se vocês não acham esse quarto a cara de um Ibis?

Hotel Novotel Hong Kong Century
Hotel Novotel Hong Kong Century
Hotel Novotel Hong Kong Century
Hotel Novotel Hong Kong Century

A cama para uma pessoa acomodava bem, mas imagina se estivesse hospedado com mais alguém?

Hotel Novotel Hong Kong Century
Hotel Novotel Hong Kong Century

O frigobar, no móvel logo abaixo da tevê tinha bebidas e até Pringles. Primeira vez que vejo batata frita na geladeira =)

Hotel Novotel Hong Kong Century
Hotel Novotel Hong Kong Century

Ao lado os utensílios:

Hotel Novotel Hong Kong Century
Hotel Novotel Hong Kong Century

Ponto positivo para a água em tamanho grande que me esperava como cortesia:

Hotel Novotel Hong Kong Century
Hotel Novotel Hong Kong Century

Mas não achei nada agradável esse painel rádio relógio. Cara de motel de beira de estrada:

Hotel Novotel Hong Kong Century
Hotel Novotel Hong Kong Century

No banheiro a coisa melhorou um pouco, apesar dele ser bem apertado:

Hotel Novotel Hong Kong Century
Hotel Novotel Hong Kong Century

Notem que o enxaguante bucal é pago à parte:

Hotel Novotel Hong Kong Century
Hotel Novotel Hong Kong Century

Inclusos mesmo só as amenidades genéricas da Novotel que são de boa qualidade:

Hotel Novotel Hong Kong Century
Hotel Novotel Hong Kong Century

No quarto havia ainda uma carta do Gerente Geral do hotel informando que a piscina estava fechada durante a minha estada.

Hotel Novotel Hong Kong Century
Hotel Novotel Hong Kong Century

De fato, no dia seguinte, antes de seguir pro café fui olhar a academia e vi a piscina em obras:

Hotel Novotel Hong Kong Century
Hotel Novotel Hong Kong Century

Não que isso tenha influenciado algo na minha visita. Em absoluto! Mas deve ter chateado a beça os demais hóspedes, já que a informação não constava na página de reserva.

Hotel Novotel Hong Kong Century
Hotel Novotel Hong Kong Century

O café da manhã estava incluso na minha tarifa e é servido no restaurante Le Café:

Hotel Novotel Hong Kong Century
Hotel Novotel Hong Kong Century

A variedade é bem boa, com pães:

Hotel Novotel Hong Kong Century
Hotel Novotel Hong Kong Century

Pratos quentes:

Hotel Novotel Hong Kong Century
Hotel Novotel Hong Kong Century

Chef cozinhando ovos de acordo com o pedido do hóspede:

Hotel Novotel Hong Kong Century
Hotel Novotel Hong Kong Century

Uma ilha de cereais:

Hotel Novotel Hong Kong Century
Hotel Novotel Hong Kong Century

E outra de frutas:

Hotel Novotel Hong Kong Century
Hotel Novotel Hong Kong Century

Nesta foto é possível ver um panorama do salão onde o café é servido:

Hotel Novotel Hong Kong Century
Hotel Novotel Hong Kong Century

Conclusão:

Achei o hotel fraco. O quarto não condiz com a bandeira que ostenta e este tipo de situação acaba confundindo o cliente. Quando se vai a um hotel de bandeira de uma rede internacional o consumidor está justamente querendo algo certo. Não quer arriscar em um hotel desconhecido. O produto que o hotel entrega não está alinhado com o que a Novotel promete como marca. O quarto parece mais um Ibis, embora o Ibis de Chiang Mai seja muito mais estiloso. Então é até maldade com o Ibis. O café da manhã é terceirizado então não vou dar ponto positivo pro hotel pela fartura ali. Na próxima vez vou procurar outro lugar pra ficar.

Quer receber este e outros posts em primeira mão? Ser o primeiro a saber das dicas e promoções? Assine o blog via e-mail (ali no canto esquerdo ou direito superiores).

TAM amplia o número de voos entre Rio de Janeiro e Santiago

Tam-Logo

 

A Tam está com um voo novo ligando o Rio de Janeiro (GIG) a Santiago (SCL). Os voos JJ8020 (ida) e JJ8021 (volta) já estão à venda, somando agora 14 frequências semanais na rota (além das 11 mantidas pela Lan). Eis o horário dos novos voos:

Além disso, a LAN está se preparando para reforçar a operação na rota Rio de Janeiro-Santiago durante a alta temporada de inverno (em curso). Temporariamente, a empresa vai adicionar duas novas frequências semanais em julho e outra em agosto.
Quer receber este e outros posts em primeira mão? Ser o primeiro a saber das dicas e promoções? Assine o blog via e-mail (ali no canto esquerdo ou direito superiores).

Trip Report: Indochina – 33 – Voo Royal Jordanian (BKK/HKG) – Boeing 787 Dreamliner

Voo Royal Jordanian (BKK/HKG) - Boeing 787 Dreamliner
Voo Royal Jordanian (BKK/HKG) – Boeing 787 Dreamliner

Sou fanático por aviação civil, isso vocês já sabem. O lugar onde me sinto mais à vontade é lá em cima cruzando os céus, mesmo que seja numa curta rota nacional. A rota do voo de hoje também foi curta, cerca de duas horas. Muito pouco para aproveitar de verdade a maravilha criada pela Boeing. Este voo marcou duas estréias: meu primeiro voo com a Royal Jordanian e no Boeing 787 Dreamliner, vem comigo neste relato que é o trigésimo terceiro post deste trip report:

  1. Introdução;
  2. Emissão de passagens;
  3. Reserva de hotéis;
  4. Ibis Guarulhos;
  5. Sala Vip Star Alliance (GRU);
  6. Voo Turkish Airlines GRU/IST;
  7. Polat Renaissance Hotel Istanbul;
  8. Cip Lounge Turkish Airlines (IST);
  9. Voo Turkish Airlines IST/BCN;
  10. Sala Vip Pau Casals (BCN);
  11. Voo Swiss Airlines BCN/ZHR;
  12. Voo Swiss Airlines ZHR/AMS;
  13. Voo Eva Airways AMS/BKK;
  14. Voo Bangkok Airways BKK-HKT;
  15. Millenium Resort Patong Phuket;
  16. Holiday Inn Resort Phi Phi Island;
  17. Sheraton Krabi Beach Resort;
  18. Voo Bangkok Airways KBV/BKK;
  19. Renaissance Bangkok Ratchaprasong Hotel;
  20. Voo Bangkok Airways BKK/CNX;
  21. Ibis Styles Chiang Mai;
  22. Voos Bangkok Airways CNX/BKK e BKK/REP;
  23. Sofitel Angkor Phokeethra Golf and Spa Resort;
  24. Voo Vietnam Airlines REP/SGN;
  25. Pullman Saigon Centre;
  26. Voo Vietnam Airlines SGN/HAN;
  27. Sofitel Plaza Hanoi;
  28. Pelican Cruise Halong Bay;
  29. ACV Business Lounge (HAN);
  30. Voo Qatar Airways HAN/BKK;
  31. Bangkok Marriott Hotel Sukhumvit;
  32. Salas Vip BKK Internacional

Royal Jordanian Voo RJ-182
Bangkok (BKK) – Hong Kong (HKG)
Quarta, 15 de janeiro de 2015
Partida: 15h25
Chegada: 19h
Duração: 2h
Milhas: 1.049
Aeronave: Boeing 787-800 Dreamliner
Assento: 1A (classe executiva)

BKK-HKGCheguei ao aeroporto com bastante antecedência pois sabia que precisaria de tempo para visitar todas as salas vip do post anterior e ainda chegar ao portão de embarque a tempo de ser um dos primeiros para embarcar. A Royal Jordanian tem os balcões de check-in na ilha Q do terminal de voo internacionais:

Voo Royal Jordanian (BKK/HKG) - Boeing 787 Dreamliner
Voo Royal Jordanian (BKK/HKG) – Boeing 787 Dreamliner

A classe executiva, também chamada de Crown Class tem um guichê exclusivo que estava vazio:

Voo Royal Jordanian (BKK/HKG) - Boeing 787 Dreamliner
Voo Royal Jordanian (BKK/HKG) – Boeing 787 Dreamliner

Ela não tem uma base propriamente dita em Bangkok e utiliza de funcionários tercerizados, como este senhor, que me atendeu de forma correta:

Voo Royal Jordanian (BKK/HKG) - Boeing 787 Dreamliner
Voo Royal Jordanian (BKK/HKG) – Boeing 787 Dreamliner

No caminho para a imigração você passa por estas estátuas gigantes que dão todo um clima ao local:

Voo Royal Jordanian (BKK/HKG) - Boeing 787 Dreamliner
Voo Royal Jordanian (BKK/HKG) – Boeing 787 Dreamliner

O acesso para os passageiros com prioridade é facilitado e em questão de minutos já estava do outro lado:

Voo Royal Jordanian (BKK/HKG) - Boeing 787 Dreamliner
Voo Royal Jordanian (BKK/HKG) – Boeing 787 Dreamliner

Depois de percorrer todas as salas vip que tinha direito (todas não, faltou a da Jal que estava fechada naquele horário), sai com bastante tempo da sala vip da Qantar que fica no Concourse G, um longo caminho até o portão D7:

Voo Royal Jordanian (BKK/HKG) - Boeing 787 Dreamliner
Voo Royal Jordanian (BKK/HKG) – Boeing 787 Dreamliner

Cheguei à área de embarque e aguardei ali alguns minutos até iniciarem a chamada do voo. No finger, pausa para a já tradicional foto do corredor que leva ao avião:

Voo Royal Jordanian (BKK/HKG) - Boeing 787 Dreamliner
Voo Royal Jordanian (BKK/HKG) – Boeing 787 Dreamliner

E outra foto antes da grande revelação:

Voo Royal Jordanian (BKK/HKG) - Boeing 787 Dreamliner
Voo Royal Jordanian (BKK/HKG) – Boeing 787 Dreamliner

Ao entrar na cabine a minha reação foi: uau! Antes que eu mostre o ambiente vamos ao meu assento (1A):

Voo Royal Jordanian (BKK/HKG) - Boeing 787 Dreamliner
Voo Royal Jordanian (BKK/HKG) – Boeing 787 Dreamliner
Voo Royal Jordanian (BKK/HKG) - Boeing 787 Dreamliner
Voo Royal Jordanian (BKK/HKG) – Boeing 787 Dreamliner

Ele é todo revestido em couro claro e conta com encosto de cabeça regulável:

Voo Royal Jordanian (BKK/HKG) - Boeing 787 Dreamliner
Voo Royal Jordanian (BKK/HKG) – Boeing 787 Dreamliner

Em frente ficam os monitores touchscreen:

Voo Royal Jordanian (BKK/HKG) - Boeing 787 Dreamliner
Voo Royal Jordanian (BKK/HKG) – Boeing 787 Dreamliner

Que também podem ser controlados remotamente:

 

Voo Royal Jordanian (BKK/HKG) - Boeing 787 Dreamliner
Voo Royal Jordanian (BKK/HKG) – Boeing 787 Dreamliner

Os ajustes do assento estão no console central:

Voo Royal Jordanian (BKK/HKG) - Boeing 787 Dreamliner
Voo Royal Jordanian (BKK/HKG) – Boeing 787 Dreamliner
Voo Royal Jordanian (BKK/HKG) - Boeing 787 Dreamliner
Voo Royal Jordanian (BKK/HKG) – Boeing 787 Dreamliner

O descansa pés tem bom tamanho e encaixa-se perfeitamente ao assento quando este é reclinado 180 graus:

Voo Royal Jordanian (BKK/HKG) - Boeing 787 Dreamliner
Voo Royal Jordanian (BKK/HKG) – Boeing 787 Dreamliner

Olhem a distância entre o assento e o descansa pés:

Voo Royal Jordanian (BKK/HKG) - Boeing 787 Dreamliner
Voo Royal Jordanian (BKK/HKG) – Boeing 787 Dreamliner

As luzes de leitura no teto formam um bonito conjunto com as saídas de ventilação:

Voo Royal Jordanian (BKK/HKG) - Boeing 787 Dreamliner
Voo Royal Jordanian (BKK/HKG) – Boeing 787 Dreamliner

Mas a bossa toda do Dreamliner está nas janelas, grandes, amplas e com o controle de claridade controlado por um botão. Percebam a diferença, na primeira foto a janela “aberta”:

Voo Royal Jordanian (BKK/HKG) - Boeing 787 Dreamliner
Voo Royal Jordanian (BKK/HKG) – Boeing 787 Dreamliner

Com alguns toques neste botão aqui:

Voo Royal Jordanian (BKK/HKG) - Boeing 787 Dreamliner
Voo Royal Jordanian (BKK/HKG) – Boeing 787 Dreamliner

E a janela está “fechada”…ou quase. O que ocorre é que gases são liberados quando se aperta o botão e a reação forma essa película que filtra os raios solares. Eu adorei a brincadeira, muito mais pela novidade do que pela praticidade. Hoje olhando as fotos vejo que isso não tá bem resolvido.

Voo Royal Jordanian (BKK/HKG) - Boeing 787 Dreamliner
Voo Royal Jordanian (BKK/HKG) – Boeing 787 Dreamliner

O assento conta com uma tomada universal e entrada USB:

Voo Royal Jordanian (BKK/HKG) - Boeing 787 Dreamliner
Voo Royal Jordanian (BKK/HKG) – Boeing 787 Dreamliner

Neste momento começou o filme que ensina os passageiros os procedimentos de segurança, algo que eu aprecio bastante. Elimina essa tarefa repetitiva e tediosa dos comissários e algumas empresas conseguem resultados engraçadíssimos (o filme da Delta, por exemplo, é muito bom).

Voo Royal Jordanian (BKK/HKG) - Boeing 787 Dreamliner
Voo Royal Jordanian (BKK/HKG) – Boeing 787 Dreamliner

Um pouco antes o comissário passou distribuindo o fone de ouvido, que é noise-cancelling e de boa qualidade e vem com protetor auricular em separado:

Voo Royal Jordanian (BKK/HKG) - Boeing 787 Dreamliner
Voo Royal Jordanian (BKK/HKG) – Boeing 787 Dreamliner

E também o menu e a carta de vinhos (sim, num voo de duas horas!):

Voo Royal Jordanian (BKK/HKG) - Boeing 787 Dreamliner
Voo Royal Jordanian (BKK/HKG) – Boeing 787 Dreamliner

Ainda em solo foram oferecidos suco de laranja, maça e água. Mas eu to enrolando vocês. Afinal e a cabine? São quatro fileiras na disposição 2-2-2:

Voo Royal Jordanian (BKK/HKG) - Boeing 787 Dreamliner
Voo Royal Jordanian (BKK/HKG) – Boeing 787 Dreamliner

Embora não seja o meu produto preferido em termos de conforto e privacidade, achei os detalhes, cores e design fora de série. Dei muita sorte também, já que não tive nenhum passageiro ao meu lado, ou seja, fiquei com as duas poltronas (1A e 1B) só pra mim.

Voo Royal Jordanian (BKK/HKG) - Boeing 787 Dreamliner
Voo Royal Jordanian (BKK/HKG) – Boeing 787 Dreamliner

O principal motivo foi a Royal Jordanian ter adotado este arco na separação da Business pra Economy que dão uma sensação de amplitude absurda. Até onde eu sei a cia árabe foi a única a adotar essa solução de design sugerida pela Boeing.

Voo Royal Jordanian (BKK/HKG) - Boeing 787 Dreamliner
Voo Royal Jordanian (BKK/HKG) – Boeing 787 Dreamliner

Na divisória a coroa dourada símbolo da RJ repousa em destaque:

Voo Royal Jordanian (BKK/HKG) - Boeing 787 Dreamliner
Voo Royal Jordanian (BKK/HKG) – Boeing 787 Dreamliner

De volta ao meu assento para iniciar o taxiamento, não pude deixar de reparar neste detalhe: Emirates e El Al (Israel) lado a lado. Aeroportos são realmente lugares mágicos:

Voo Royal Jordanian (BKK/HKG) - Boeing 787 Dreamliner
Voo Royal Jordanian (BKK/HKG) – Boeing 787 Dreamliner

O tráfego de Bangkok aliás é cheio de atrações para fanáticos por aviação. Sou fã do esquema de pintura da Thai:

Voo Royal Jordanian (BKK/HKG) - Boeing 787 Dreamliner
Voo Royal Jordanian (BKK/HKG) – Boeing 787 Dreamliner

Aguardamos nossa vez de decolar por alguns minutos e a fila estava grande:

Voo Royal Jordanian (BKK/HKG) - Boeing 787 Dreamliner
Voo Royal Jordanian (BKK/HKG) – Boeing 787 Dreamliner

Quando chegou a nossa vez, o comandante alinhou o Boeing 787-800 na cabeceira da pista 01 de Suvarnabhumi para a decolagem:

Voo Royal Jordanian (BKK/HKG) - Boeing 787 Dreamliner
Voo Royal Jordanian (BKK/HKG) – Boeing 787 Dreamliner

E fez uma das decolagens mais suaves que já vivenciei. Já em cruzeiro, reparem no bonito desenho da asa curvada do Dreamliner:

Voo Royal Jordanian (BKK/HKG) - Boeing 787 Dreamliner
Voo Royal Jordanian (BKK/HKG) – Boeing 787 Dreamliner

Parei com os devaneios e voltei ao CSI. Peguei o controle para analisar o sistema de entretenimento. De um lado controle remoto:

Voo Royal Jordanian (BKK/HKG) - Boeing 787 Dreamliner
Voo Royal Jordanian (BKK/HKG) – Boeing 787 Dreamliner

Do outro um joystick:

Voo Royal Jordanian (BKK/HKG) - Boeing 787 Dreamliner
Voo Royal Jordanian (BKK/HKG) – Boeing 787 Dreamliner

Depois do jantar me aventurei no videogame:

Voo Royal Jordanian (BKK/HKG) - Boeing 787 Dreamliner
Voo Royal Jordanian (BKK/HKG) – Boeing 787 Dreamliner

Passei então a mexer no assento, colocando-o na posição cama:

Voo Royal Jordanian (BKK/HKG) - Boeing 787 Dreamliner
Voo Royal Jordanian (BKK/HKG) – Boeing 787 Dreamliner

Apesar de confortável ele é muito estreito. Pra dormir, só de lado:

Voo Royal Jordanian (BKK/HKG) - Boeing 787 Dreamliner
Voo Royal Jordanian (BKK/HKG) – Boeing 787 Dreamliner

O encaixe com o descansa pés é um ponto muito bem resolvido no desenho:

Voo Royal Jordanian (BKK/HKG) - Boeing 787 Dreamliner
Voo Royal Jordanian (BKK/HKG) – Boeing 787 Dreamliner

Como vi que os comissários já estavam se mexendo para iniciar o serviço de bordo, fui ao toilete lavar as mãos:

Voo Royal Jordanian (BKK/HKG) - Boeing 787 Dreamliner
Voo Royal Jordanian (BKK/HKG) – Boeing 787 Dreamliner

O tamanho não impressinou:

Voo Royal Jordanian (BKK/HKG) - Boeing 787 Dreamliner
Voo Royal Jordanian (BKK/HKG) – Boeing 787 Dreamliner

Tirando um ou outro detalhe poderia estar em qualquer 737 da Gol:

Voo Royal Jordanian (BKK/HKG) - Boeing 787 Dreamliner
Voo Royal Jordanian (BKK/HKG) – Boeing 787 Dreamliner

Um destes detalhes é a presença desta água de colônia (coisa do tempo do meu falecido avô):

Voo Royal Jordanian (BKK/HKG) - Boeing 787 Dreamliner
Voo Royal Jordanian (BKK/HKG) – Boeing 787 Dreamliner

Ao retornar ao assento teve início o serviço de bordo com os aperitivos. Pedi uma taça de Champagne. A Royal Jordanian serviu neste voo uma Moët Chandon Brut Imperial:

Voo Royal Jordanian (BKK/HKG) - Boeing 787 Dreamliner
Voo Royal Jordanian (BKK/HKG) – Boeing 787 Dreamliner

Na sequência veio a entrada que consistia em um marinado thai de frutos do mar (a outra opção era um enroladinho de pastrami com aspargos):

Voo Royal Jordanian (BKK/HKG) - Boeing 787 Dreamliner
Voo Royal Jordanian (BKK/HKG) – Boeing 787 Dreamliner

Acompanhava uma salada mista sem muita graça:

Voo Royal Jordanian (BKK/HKG) - Boeing 787 Dreamliner
Voo Royal Jordanian (BKK/HKG) – Boeing 787 Dreamliner

Um fato curioso é que o pedido do prato principal só foi tirado depois da entrada. Num voo curto e sem muito tempo para o serviço o normal seria, inclusive, que o pedido fosse tirado em solo. Dentre as quatro opções escolhi a vitela empanada na crosta de ervas e molho de tomate e capim limão, que veio acompanhada de purê de batata:

Voo Royal Jordanian (BKK/HKG) - Boeing 787 Dreamliner
Voo Royal Jordanian (BKK/HKG) – Boeing 787 Dreamliner

Dá pra ver pela cara que não tava legal, né? O gosto também não tava: a carne foi cozinha além do ponto e estava dura. O molho (gostoso) ajudou a disfarçar um pouco. O purê, apesar de um pouco tostado, também agradou. A sorte foi que Junto com a refeição foram servidos pães e o de pretzel acabou sendo o salvador da pátria. Para acompanhar o prato principal pedi um vinho tinto. Como regra tento sempre privilegiar a região de origem da cia aérea, e fui gratamente surpreendido com Shiraz jordaniano St. George:

Voo Royal Jordanian (BKK/HKG) - Boeing 787 Dreamliner
Voo Royal Jordanian (BKK/HKG) – Boeing 787 Dreamliner

Já que meu jantar foi pão e vinho, que seja um bom pão e um bom vinho =)

Voo Royal Jordanian (BKK/HKG) - Boeing 787 Dreamliner
Voo Royal Jordanian (BKK/HKG) – Boeing 787 Dreamliner

A sobremesa foi uma mousse de tangerina com creme de café, que comi acompanhada de um café meio aguado.

Voo Royal Jordanian (BKK/HKG) - Boeing 787 Dreamliner
Voo Royal Jordanian (BKK/HKG) – Boeing 787 Dreamliner

Após a refeição, voltei a brincar com o sistema de entretenimento:

Voo Royal Jordanian (BKK/HKG) - Boeing 787 Dreamliner
Voo Royal Jordanian (BKK/HKG) – Boeing 787 Dreamliner
Voo Royal Jordanian (BKK/HKG) - Boeing 787 Dreamliner
Voo Royal Jordanian (BKK/HKG) – Boeing 787 Dreamliner
Voo Royal Jordanian (BKK/HKG) - Boeing 787 Dreamliner
Voo Royal Jordanian (BKK/HKG) – Boeing 787 Dreamliner

Com uma hora de voo e lá fora o sol caindo, resolvi aproveitar a cama e dormi o restante do trajeto.

Voo Royal Jordanian (BKK/HKG) - Boeing 787 Dreamliner
Voo Royal Jordanian (BKK/HKG) – Boeing 787 Dreamliner

Por conta do fuso horário o voo chegou quatro horas depois da partida, apesar de ter tido duração de apenas duas horas.

Voo Royal Jordanian (BKK/HKG) - Boeing 787 Dreamliner
Voo Royal Jordanian (BKK/HKG) – Boeing 787 Dreamliner

No desembarque foi respeitada a prioridade de desembarque da classe executiva. Hora de me despedir desta cabine que me encantou e da Royal Jordanian que restou aprovada com uma pequena ressalva no preparo da refeição, nada que não possa ser corrigido facilmente.

Voo Royal Jordanian (BKK/HKG) - Boeing 787 Dreamliner
Voo Royal Jordanian (BKK/HKG) – Boeing 787 Dreamliner

Sair antes faz a diferença já que não há prioridade na imigração de lá. Apesar disso o procedimento foi super rápido. Pena que a RJ não respeitou a prioridade de bagagem e a minha demorou para aparecer. Com poucas horas em Hong Kong este tipo de detalhe faz a diferença. No próximo post eu conto como foi a minha curta estada na ilha, onde me hospedei no Novotel Century Hong Kong.

Quer receber este e outros posts em primeira mão? Ser o primeiro a saber das dicas e promoções? Assine o blog via e-mail (ali no canto esquerdo ou direito superiores).

Trip Report: Indochina – 32 – Salas Vip BKK Internacional

Mais um capítulo da saga de volta pra casa. Antes de embarcar no voo da Royal Jordanian em seu reluzente 787 eu fiz uma verdadeira peregrinação nas diversas salas vip que eu tinha acesso, seja por conta do status, seja por conta da classe voada. Foi um bom comparativo. Quem levou a melhor? Você confere hoje no trigésimo segundo post deste trip report:

  1. Introdução;
  2. Emissão de passagens;
  3. Reserva de hotéis;
  4. Ibis Guarulhos;
  5. Sala Vip Star Alliance (GRU);
  6. Voo Turkish Airlines GRU/IST;
  7. Polat Renaissance Hotel Istanbul;
  8. Cip Lounge Turkish Airlines (IST);
  9. Voo Turkish Airlines IST/BCN;
  10. Sala Vip Pau Casals (BCN);
  11. Voo Swiss Airlines BCN/ZHR;
  12. Voo Swiss Airlines ZHR/AMS;
  13. Voo Eva Airways AMS/BKK;
  14. Voo Bangkok Airways BKK-HKT;
  15. Millenium Resort Patong Phuket;
  16. Holiday Inn Resort Phi Phi Island;
  17. Sheraton Krabi Beach Resort;
  18. Voo Bangkok Airways KBV/BKK;
  19. Renaissance Bangkok Ratchaprasong Hotel;
  20. Voo Bangkok Airways BKK/CNX;
  21. Ibis Styles Chiang Mai;
  22. Voos Bangkok Airways CNX/BKK e BKK/REP;
  23. Sofitel Angkor Phokeethra Golf and Spa Resort;
  24. Voo Vietnam Airlines REP/SGN;
  25. Pullman Saigon Centre;
  26. Voo Vietnam Airlines SGN/HAN;
  27. Sofitel Plaza Hanoi;
  28. Pelican Cruise Halong Bay;
  29. ACV Business Lounge (HAN);
  30. Voo Qatar Airways HAN/BKK;
  31. Bangkok Marriott Hotel Sukhumvit;

A Royal Jordanian, cia pertencente à Oneworld, oferece aos passageiros da business acesso à Sala Vip da Thai, que é da Star Alliance. Confuso? Com certeza, mas eles prezaram pela proximidade desta sala ao portão de embarque. As outras salas das cias da Oneworld ficam mais distantes e não são muito convenientes.

Thai Royal Orchid Lounge

Passando pela segurança, o caminho para o lounge oferecido pela Royal Jordanian leva cerca de 10 minutos. A sala fica no 3o. andar do Concourse E e apesar as diversas placas tive que pedir informações para chegar até lá. É que ela fica um nível abaixo do nível de embarques.

Thai Royal Orchid Lounge
Thai Royal Orchid Lounge

Passageiros voando cias da Star Alliance que possuam status Star Gold também tem acesso ao lounge.

Thai Royal Orchid Lounge
Thai Royal Orchid Lounge

Após apresentar o cartão de embarque e o passe fui admitido na sala, que consiste neste grande corredor com vista pro pátio:

Thai Royal Orchid Lounge
Thai Royal Orchid Lounge
Thai Royal Orchid Lounge
Thai Royal Orchid Lounge
Thai Royal Orchid Lounge
Thai Royal Orchid Lounge

Há um banheiro disponível na sala, o que sempre é conveniente, mas não cheguei a verificar se possui chuveiros:

Thai Royal Orchid Lounge
Thai Royal Orchid Lounge

Sendo a Thai uma cia de boa reputação, inclusive pelos lounges, esperava algo bem mais suntuoso do que este lounge, que além de apertado tinha opções limitadas de comida e bebida.

Thai Royal Orchid Lounge
Thai Royal Orchid Lounge
Thai Royal Orchid Lounge
Thai Royal Orchid Lounge
Thai Royal Orchid Lounge
Thai Royal Orchid Lounge
Thai Royal Orchid Lounge
Thai Royal Orchid Lounge
Thai Royal Orchid Lounge
Thai Royal Orchid Lounge
Thai Royal Orchid Lounge
Thai Royal Orchid Lounge
Thai Royal Orchid Lounge
Thai Royal Orchid Lounge
Thai Royal Orchid Lounge
Thai Royal Orchid Lounge

Talvez esse lounge seja um secundário da Thai que possui outros espaços em diferentes terminais do aeroporto de Bangkok. Seja como for, esse não deixou saudades.

Cathay Pacific First and Business Class Lounge

Tive acesso à sala em virtude do meu finado status Executive Platinum com a AA, mas também teria por estar voando na executiva de uma cia da Oneworld. A sala fica no Concourse G no mesmo piso da sala da Thai (cerca de 10 minutos caminhando rápido).

Cathay Pacific First and Business Class Lounge
Cathay Pacific First and Business Class Lounge
Cathay Pacific First and Business Class Lounge
Cathay Pacific First and Business Class Lounge

O espaço me pareceu ainda mais apertado, e foi difícil tirar as fotos sem causar contrangimento.

Cathay Pacific First and Business Class Lounge
Cathay Pacific First and Business Class Lounge
Cathay Pacific First and Business Class Lounge
Cathay Pacific First and Business Class Lounge
Cathay Pacific First and Business Class Lounge
Cathay Pacific First and Business Class Lounge

No fundo da sala há um business center com computadores ligados à internet:

Cathay Pacific First and Business Class Lounge
Cathay Pacific First and Business Class Lounge

O bufê, igualmente diminuto oferece poucas opções:

Cathay Pacific First and Business Class Lounge
Cathay Pacific First and Business Class Lounge

Há uma máquina de café e algumas frutas:

Cathay Pacific First and Business Class Lounge
Cathay Pacific First and Business Class Lounge

Bebidas geladas e canapés:

Cathay Pacific First and Business Class Lounge
Cathay Pacific First and Business Class Lounge

E uma seleção de bebidas quentes (boa pra quem bebe uísque):

Cathay Pacific First and Business Class Lounge
Cathay Pacific First and Business Class Lounge

Logo abaixo uma máquina de aquecer Din-Sun e os molhos que acompanham a iguaria asiática:

Cathay Pacific First and Business Class Lounge
Cathay Pacific First and Business Class Lounge

Resolvi esticar um pouco mais a pernada, já que aquela sala ainda não tinha me convencido.

Qantas Business Lounge

Logo ali perto estava a sala da Qantas, que também fica no Concourse G, perto dos portões 1-5.

Qantas Business Lounge
Qantas Business Lounge

Logo na entrada, percebe-se que está entrando em um lugar diferente:

Qantas Business Lounge
Qantas Business Lounge
Qantas Business Lounge
Qantas Business Lounge

A sala tem arquitetura moderna e ambientes amplos:

Qantas Business Lounge
Qantas Business Lounge

Com muitas opções para sentar:

Qantas Business Lounge
Qantas Business Lounge

A área principal é esse corredor:

Qantas Business Lounge
Qantas Business Lounge

Percorrendo ele você encontra o bufê à direita:

Qantas Business Lounge
Qantas Business Lounge
Qantas Business Lounge
Qantas Business Lounge
Qantas Business Lounge
Qantas Business Lounge

Boas opções de tintos:

Qantas Business Lounge
Qantas Business Lounge

E outras opções de brancos:

Qantas Business Lounge
Qantas Business Lounge

O lounge estava deserto em razão do horário, então aproveitei para fazer uma boquinha saboerando este belo Bordeaux:

Qantas Business Lounge
Qantas Business Lounge

A sala além de agradável e com boas opções de comida e bebida, da ampla oferta de assentos, ainda conta com algo que faz toda a diferença numa conexão internacional: chuveiros. Gostei bastante do lugar e valeu a pena a longa caminhada de ida e de volta.

Conclusão:

Se estiver com tempo e disposição de sobra, vale a pena andar até a sala vip da Qantas. Além do espaço ser muito mais amplo e agradável, o bufê e bebidas dão um show na concorrência.

Quer receber este e outros posts em primeira mão? Ser o primeiro a saber das dicas e promoções? Assine o blog via e-mail (ali no canto esquerdo ou direito superiores).

Santander é o novo parceiro do Avianca Amigo

Santander logo

Já comentei aqui em alguns posts que o Avianca Amigo vem sofrendo mudanças importantes neste ano, muito em função da iminente entrada da cia na aliança Star Alliance (que ocorre no dia 22/07/2015). As promoções de milhas reduzidas se tornaram frequentes mas um ponto fraco segue sendo o número de parceiros.

E parece que o pessoal do Amigo está focado em mudar essa realidade. Recentemente foram adicionados a American Express e HSBC aos parceitos de cartão de crédito já existentes: Bradesco e PanAmericano.

A partir deste mês os clientes do Santander também podem enviar os seus pontos ao Amigo, como você pode conferir aqui. A proporção do envio é de 1=1 e o envio mínimo é de 15.000 pontos (só aplicável para o primeiro envio, depois é possível enviar de 1.000 em 1.000).

Embora venha melhorando, ainda é uma rede limitada. Banco do Brasil e Itaú, dois dos maiores bancos, são ausências evidentes, mas certamente já devem existir negociações a respeito.

Quer receber este e outros posts em primeira mão? Ser o primeiro a saber das dicas e promoções? Assine o blog via e-mail (ali no canto esquerdo ou direito superiores). 

Trip Report: Indochina – 31 – Bangkok Marriott Hotel Sukhumvit

Bangkok Marriott Hotel Sukhumvit
Bangkok Marriott Hotel Sukhumvit

Um tempo atrás a Marriott tinha uma promoção na qual a cada duas estadas pagas dava direito a um certificado de noite grátis para uso em hoteis de categoria 1 a 5. Quando estava pesquisando onde ia passar a noite em Bangkok lembrei do certificado. Entrei na minha conta e…nada. Tinha sumido dali. “Não acredito que deixei expirar”, pensei. Liguei para a Central de Atendimento e confirmei a barbeiragem. Mas acreditam que o atendente disse que poderia resgatar o certificado e ainda fez a reserva no hotel que queria? Nota 10 para a Marriott no atendimento ao consumidor! Foi assim que passei uma noite no Bangkok Marriott Hotel Sukhumvit, tema de hoje no trigésimo primeiro post deste trip report:

  1. Introdução;
  2. Emissão de passagens;
  3. Reserva de hotéis;
  4. Ibis Guarulhos;
  5. Sala Vip Star Alliance (GRU);
  6. Voo Turkish Airlines GRU/IST;
  7. Polat Renaissance Hotel Istanbul;
  8. Cip Lounge Turkish Airlines (IST);
  9. Voo Turkish Airlines IST/BCN;
  10. Sala Vip Pau Casals (BCN);
  11. Voo Swiss Airlines BCN/ZHR;
  12. Voo Swiss Airlines ZHR/AMS;
  13. Voo Eva Airways AMS/BKK;
  14. Voo Bangkok Airways BKK-HKT;
  15. Millenium Resort Patong Phuket;
  16. Holiday Inn Resort Phi Phi Island;
  17. Sheraton Krabi Beach Resort;
  18. Voo Bangkok Airways KBV/BKK;
  19. Renaissance Bangkok Ratchaprasong Hotel;
  20. Voo Bangkok Airways BKK/CNX;
  21. Ibis Styles Chiang Mai;
  22. Voos Bangkok Airways CNX/BKK e BKK/REP;
  23. Sofitel Angkor Phokeethra Golf and Spa Resort;
  24. Voo Vietnam Airlines REP/SGN;
  25. Pullman Saigon Centre;
  26. Voo Vietnam Airlines SGN/HAN;
  27. Sofitel Plaza Hanoi;
  28. Pelican Cruise Halong Bay;
  29. ACV Business Lounge (HAN);
  30. Voo Qatar Airways HAN/BKK

Bangkok Marriott Hotel Sukhumvit
Diária: Certificado de noite grátis Marriott Rewards
Check-in: Quarta, 14 de janeiro de 2015
Check-out: Quinta, 15 de janeiro de 2015
Quarto: 2816
Site: http://www.marriott.com/hotels/travel/bkkms-bangkok-marriott-hotel-sukhumvit/

Estava morto de cansaço das viagens e sentido que estava ficando gripado. Depois de resolver o problema da mala, peguei um táxi e pedi para que me levasse ao hotel. Tudo que eu queria era um banho e uma cama. Ao chegar, mesmo com sono fiquei admirado com a imponência do hotel:

Bangkok Marriott Hotel Sukhumvit
Bangkok Marriott Hotel Sukhumvit

Não sei quando o hotel foi inagurado, mas parece ter sido ontem. Olhem essa recepção:

Bangkok Marriott Hotel Sukhumvit
Bangkok Marriott Hotel Sukhumvit

Como em todos os Marriotts há um local designado para o atendimento preferencial dos membros com status (e que quase sempre está desguarnecido):

Bangkok Marriott Hotel Sukhumvit
Bangkok Marriott Hotel Sukhumvit

Mas tenho que ser honesto: o atendimento não demorou, rapidamente recebi as chaves e explicações sobre o lounge ao qual teria acesso por conta do status Gold. Registrei o necessário no HD e subi para o 26o andar:

Bangkok Marriott Hotel Sukhumvit
Bangkok Marriott Hotel Sukhumvit

Olhem esse corredor. Sem dúvida alguma foi um hotel que se destacou positivamente, apesar da curta estada:

Bangkok Marriott Hotel Sukhumvit
Bangkok Marriott Hotel Sukhumvit

Eis o meu quarto, o 2816:

Bangkok Marriott Hotel Sukhumvit
Bangkok Marriott Hotel Sukhumvit

Lá dentro o padrão externo continua: tudo muito novo e de bom gosto:

Bangkok Marriott Hotel Sukhumvit
Bangkok Marriott Hotel Sukhumvit
Bangkok Marriott Hotel Sukhumvit
Bangkok Marriott Hotel Sukhumvit

Tirei as fotos no automático, pois tudo que queria era deitar nessa cama que depois embalou lindamente meus sonhos:

Bangkok Marriott Hotel Sukhumvit
Bangkok Marriott Hotel Sukhumvit

O quarto conta ainda com uma mesinha de canto:

Bangkok Marriott Hotel Sukhumvit
Bangkok Marriott Hotel Sukhumvit

Aqui a mesa de canto no detalhe:

Bangkok Marriott Hotel Sukhumvit
Bangkok Marriott Hotel Sukhumvit

Ao lado uma mesa de trabalho:

Bangkok Marriott Hotel Sukhumvit
Bangkok Marriott Hotel Sukhumvit

Na cabeceira da cama uma água de cortesia, telefone e rádio-relógio:

Bangkok Marriott Hotel Sukhumvit
Bangkok Marriott Hotel Sukhumvit

Logo acima um bonito painel decora o ambiente:

Aqui a mesa de canto no detalhe:   Bangkok Marriott Hotel Sukhumvit
Aqui a mesa de canto no detalhe: Bangkok Marriott Hotel Sukhumvit

Passei ao banheiro, onde o mármore branco abunda:

Bangkok Marriott Hotel Sukhumvit
Bangkok Marriott Hotel Sukhumvit
Bangkok Marriott Hotel Sukhumvit
Bangkok Marriott Hotel Sukhumvit

As amenidades de banheiro são da marca Thann, presentes em todos os Marriott. Acho os produtos mais ou menos:

Bangkok Marriott Hotel Sukhumvit
Bangkok Marriott Hotel Sukhumvit

Quando vi que tinha uma banheira no quarto tive a certeza de que havia ganho um upgrade, o que é sempre bom:

Bangkok Marriott Hotel Sukhumvit
Bangkok Marriott Hotel Sukhumvit

Além da banheira, há também, ao lado, uma ducha:

Bangkok Marriott Hotel Sukhumvit
Bangkok Marriott Hotel Sukhumvit

Também com produtos de banho da Thann:

Bangkok Marriott Hotel Sukhumvit
Bangkok Marriott Hotel Sukhumvit

Voltando ao quarto, depois de um belo banho vi que tinnha pulado o enorme closet que fica ao lado da entrada:

Bangkok Marriott Hotel Sukhumvit
Bangkok Marriott Hotel Sukhumvit

Ali está localizado o cofre que tem tamanho suficiente para acomodar um laptop:

Bangkok Marriott Hotel Sukhumvit
Bangkok Marriott Hotel Sukhumvit

Detalhe curioso: no closet há uma lanterna a disposição do hóspede.

Bangkok Marriott Hotel Sukhumvit
Bangkok Marriott Hotel Sukhumvit

Há também um roupão:

Bangkok Marriott Hotel Sukhumvit
Bangkok Marriott Hotel Sukhumvit

Busquei as últimas forças para subir ao lounge para comer algo antes de dormir:

Bangkok Marriott Hotel Sukhumvit
Bangkok Marriott Hotel Sukhumvit

O espaço segue o padrão asiático: happy hour e café da manhã farto e grátis para quem tem acesso:

Bangkok Marriott Hotel Sukhumvit
Bangkok Marriott Hotel Sukhumvit

Lá dentro há um business center ao fundo, com dois computadores e uma impressora:

Bangkok Marriott Hotel Sukhumvit
Bangkok Marriott Hotel Sukhumvit

Ao lado há uma sala de reunião que pode ser locada pelos hóspedes:

Bangkok Marriott Hotel Sukhumvit
Bangkok Marriott Hotel Sukhumvit

Fazendo o caminho de volta temos uma máquina de expresso:

Bangkok Marriott Hotel Sukhumvit
Bangkok Marriott Hotel Sukhumvit

A mesa com as bebidas open bar:

Bangkok Marriott Hotel Sukhumvit
Bangkok Marriott Hotel Sukhumvit

Os petiscos:

Bangkok Marriott Hotel Sukhumvit
Bangkok Marriott Hotel Sukhumvit

E a geladeira que permanece a disposição dos hóspedes o dia inteiro. Quer uma água ou refri? Basta passar no lounge:

Bangkok Marriott Hotel Sukhumvit
Bangkok Marriott Hotel Sukhumvit

Havia também uns salgados de forno:

Bangkok Marriott Hotel Sukhumvit
Bangkok Marriott Hotel Sukhumvit

Forrei o estômago e olhei algumas notícias no celular. Resolvi então testar a velocidade da conexão. Olhem a rapidez:

Bangkok Marriott Hotel Sukhumvit
Bangkok Marriott Hotel Sukhumvit

No dia seguinte retornei ao espaço para o café da manhã, que tinha frutas:

Bangkok Marriott Hotel Sukhumvit
Bangkok Marriott Hotel Sukhumvit

Salsichas, bacon, tomate e batata:

Bangkok Marriott Hotel Sukhumvit
Bangkok Marriott Hotel Sukhumvit

E algumas outras opções quentes

Bangkok Marriott Hotel Sukhumvit
Bangkok Marriott Hotel Sukhumvit
Bangkok Marriott Hotel Sukhumvit
Bangkok Marriott Hotel Sukhumvit
Bangkok Marriott Hotel Sukhumvit
Bangkok Marriott Hotel Sukhumvit
Bangkok Marriott Hotel Sukhumvit
Bangkok Marriott Hotel Sukhumvit
Bangkok Marriott Hotel Sukhumvit
Bangkok Marriott Hotel Sukhumvit
Bangkok Marriott Hotel Sukhumvit
Bangkok Marriott Hotel Sukhumvit

Mais frutas ao lado da cafeteira para usar na centrífuga ao lado, bela ideia:

Bangkok Marriott Hotel Sukhumvit
Bangkok Marriott Hotel Sukhumvit

Dentro do lounge, ao lado do business center, há também um banheiro:

Bangkok Marriott Hotel Sukhumvit
Bangkok Marriott Hotel Sukhumvit

Voltando ao café da manhã, tem também essa tanto de pães e doces:

Bangkok Marriott Hotel Sukhumvit
Bangkok Marriott Hotel Sukhumvit

Depois do café, já saindo, tirei uma foto que mostra melhor a configuração do lounge: um enorme corredor envidraçado com vista para a cidade. Como tudo no hotel, de muito bom gosto:

Bangkok Marriott Hotel Sukhumvit
Bangkok Marriott Hotel Sukhumvit

Conclusão:

Acho que não poderia ter dado destinação melhor ao meu certificado do que ficando no Bangkok Marriott Hotel Sukhumvit. Hotel tinindo de novo, quarto espetacular com vista pra cidade, lounge com boas opções de comida e bebida no happy hour e um café da manhã caprichado. O hotel fica ainda perto de uma estação do metrô/trem, o que facilita bastante os deslocamentos, embora fique um pouco afastado da região central.

Gostou do post? Assine o blog: no computador e no Ipad é no canto superior esquerdo e lá embaixo, no Iphone somente no rodapé. Basta inserir o seu e-mail.

TAM inaugura nova rota entre São Paulo e Punta del Este

Tam-Logo

A Tam inaugurou no último dia 2 a rota ligando São Paulo a Punta del Este, no Uruguai. A nova operação é resultado de um acordo firmado com a Enjoy Conrad Punta del Este, o maior hotel cassino da América Latina, e permitirá oferecer conexão com operação própria entre o balneário e 135 cidades localizadas em 34 países do mundo, por meio da malha aérea do Grupo LATAM Airlines, além de outros 900 pontos integrados pela malha aérea global das companhias aéreas membro da Oneworld.

 
Além das duas frequências normais a rota deve contar com reforços durante a alta temporada. O serviço será oferecido em modernas aeronaves Airbus A320, configuradas com 12 assentos na Business Class e 144 assentos na Classe Econômica.
Quer receber este e outros posts em primeira mão? Ser o primeiro a saber das dicas e promoções? Assine o blog via e-mail (ali no canto esquerdo ou direito superiores).