Área de Embarque faz 3 anos hoje!!!

Oi pessoal, tudo bem com vocês? Ainda lembram de mim? Hoje ao olhar minha agenda no telefone fui lembrado que este blog nasceu há exatos três anos. Embora esteja adormecido há alguns meses eu não poderia deixar a data passar em branco. Afinal aniversários são para serem comemorados!

Em primeiro lugar me sinto obrigado a compartilhar o porquê de tanto tempo afastado (o último post é de 26 de março). Além do trabalho (aquele que paga as contas) que sempre tomou a maior parte do meu dia, eu estava no primeiro semestre com duas incumbências adicionais que demandaram todo meu tempo e atenção: meu casamento e a compra de um apartamento (afinal, quem casa, quer casa).

E com o casamento (que foi ótimo), teve a lua de mel (que foi maravilhosa). Eu não ia deixar um evento assim passar sem um mega-planejamento que envolveria diversos voos e hotéis dentre os melhores do mundo (e isso leva muuuuuito tempo se você for usar pontos e milhas). E foram pontos e milhas que me levaram a ficar neste hotel de sonhos, o Park Hyatt Maldives:

Park Hyatt Maldives
Park Hyatt Maldives

Trata-se do lugar mais remoto que já fui sem medo de errar: foram 5 voos (sendo o último num turbo hélice) e um trajeto de barco de 45 minutos para chegar neste paraíso:

img_6517

Pra chegar lá voamos na excelente business da Qatar (EZE-DOH):

Qatar Business Class - EZE-DOH
Qatar Business Class – EZE-DOH

Com uma conexão em Doha, pudemos conhecer o fantástico longe da Qatar Airways, onde há um restaurante à la carte subindo essa escadaria:

Business Class Lounge - Qatar Airways Doha
Business Class Lounge – Qatar Airways Doha

A viagem a Malé foi com a executiva regional da Qatar (com assentos que reclinam 180 graus):

Qatar Business Class - DOH-MLE
Qatar Business Class – DOH-MLE

Acabados os dias na ilha da fantasia, hora de começar a segunda parte da viagem, na Costa Amalfitana:

Costa Amalfitana
Costa Amalfitana

Primeiro a executiva regional da Etihad (MLE-AUH):

Etihad Business Class MLE-AUH
Etihad Business Class MLE-AUH

Tudo pensado para fazer uma conexão em Abu Dhabi para conhecer o First Class Lounge (que inaugurou dias antes da nossa visita):

Etihad First Class Lounge  Abu Dhabi
Etihad First Class Lounge Abu Dhabi

E para poder voar essa maravilha que é o Airbus A380 da Etihad na Primeira Classe (AUH-LHR):

Etihad Airbus A380
Etihad Airbus A380
Etihad First Class
Etihad First Class

Claro que a rota mais curta pra Roma é via Londres, né não? Pra mim é! Para chegar a Roma o voo foi com a business intra europeia da British Airways que, se não está na mesma liga das anteriores, cumpriu bem o papel:

British Airways Business Class LHR-FCO
British Airways Business Class LHR-FCO

A volta foi com a nova business da Alitalia (FCO-EZE-FLN) produto que esta morrendo de curiosidade de conhecer e com a grata surpresa de pegar aberto o recém inaugurado Flagship Lounge “Casa Alitalia” de Roma.

Nova Classe Executiva da Alitalia FCO-EZE
Nova Classe Executiva da Alitalia FCO-EZE

Foi realmente uma viagem dos sonhos, tanto pelos destinos, quanto pela forma como chegamos a eles. Mas, tudo que é bom dura pouco né?

Ao voltar para a realidade as tarefas se multiplicaram: completar a mudança para o novo apartamento e botar o trabalho em dia. Mas isso aqui fazia falta, isso fazia. Só que não via como voltar ao ritmo anterior com postagens diárias e não dava pra voltar e depois parar novamente.

Nestes meses que estive afastado tentei manter ativos o Twitter, Instagram e Facebook, que são ferramentas de comunicação rápida e instantânea, muito menos trabalhosas que o blog e é algo que pretendo manter indefinidamente. Sempre que eu vejo algo legal eu retuíto ou posto.

Quanto aos posts, bem, não vou fazer promessa de político em campanha. Pretendo voltar, mas sem data, sem a mesma frequência e selecionando melhor os assuntos tratados.

Estava com saudades deste espaço, de falar com vocês e daquilo que amamos: viajar mais e melhor! Um grande abraço a todos e longa vida à Área de Embarque!

Gostou do post? Assine o blog: no computador e no Ipad é no canto superior direito e no Iphone no rodapé. Basta inserir o seu e-mail.

Smiles: executiva da Qatar Airways para Buenos Aires por 15 mil milhas o trecho

smiles_qatar_exec_15k

Quer voar na classe executiva da Qatar Airways, cia eleita recentemente a melhor do mundo pela Skytrax pagando apenas 15.000 milhas Smiles? Este o motivo 296 da promoção 365 motivos para sorrir, que comemora os 20 anos do Smiles. Há alguns aspectos que devem ser levados em consideração, entretanto.

Em primeiro lugar a promoção é válida somente para o trecho São Paulo (GRU) – Buenos Aires (EZE) e inverso. Pode-se emitir somente a ida ou ida e volta, mas se você não mora em São Paulo vai ter que pagar pelo trecho adicional (com milhas ou comprando a passagem), o que já torna a promoção menos atraente.

Além disso o voo da volta tem um horário péssimo pra quem não é de São Paulo. Sai de Buenos Aires as 22:55 e chega em São Paulo 01:30. Isso significa uma longa e tediosa espera no aeroporto ou uma noite adicional em um hotel por perto.

Feitas as considerações, ainda que seja um voo curto (2h30) para realmente aproveitar os confortos da classe, as milhas Smiles andam tão desvalorizadas que achei o valor excelente! A emissão dos bilhetes poderá ser feita até as 08:00 do dia 06/07/2015 e não há restrição de período para uso. Achei bem fácil nas minhas pesquisas, mas vale a boa e velha pescaria.

Gostou do post? Quer ser o primeiro a receber as novidades, dicas e promoções? Assine o blog: no desktop e no Ipad é no canto esquerdo e lá embaixo e no Iphone somente no rodapé. Basta inserir seu e-mail para cadastrar-se e receber sempre tudo em primeira mão.

Trip Report: Indochina – 9 – Voo Turkish Airlines (IST/BCN)

Voo Turkish Airlines 1855 - IST/BCN - Airbus A321-200
Voo Turkish Airlines 1855 – IST/BCN – Airbus A321-200

Se é verdade que a maioria dos trechos internos na Europa são de curta duração, certamente este não foi o caso, já que as duas cidades estão praticamente em cada extremo da Europa. Sorte a minha que iria passar muito bem a bordo do Airbus A321 da Turkish Airlines, experiência que em nada lembrou as anteriores na classe executiva intra-Europa. Este é o novo post deste trip-report aqui:

  1. Introdução;
  2. Emissão de passagens;
  3. Reserva de hotéis;
  4. Ibis Guarulhos;
  5. Sala Vip Star Alliance (GRU);
  6. Voo Turkish Airlines GRU/IST;
  7. Polat Renaissance Hotel Istanbul;
  8. Cip Lounge Turkish Airlines (IST);

Turkish Airlines Voo TK-1855
Istambul (IST) – Barcelona (BCN)
Quarta, 24 de dezembro de 2014
Partida: 14h05
Chegada: 16h45
Duração: 3h11min
Milhas: 1.389
Aeronave: Airbus A321-200
Assento: 1A (classe executiva)

Voo Turkish Airlines 1855 - IST/BCN - Airbus A321-200
Voo Turkish Airlines 1855 – IST/BCN – Airbus A321-200

A classe executiva nos voos internos na Europa consiste basicamente no assento do meio bloqueado, comida e bebida um pouco melhores e algumas prioridades como check-in, embarque e bagagem.

O assento é rigorosamente o mesmo do restante da aeronave. Um belo exemplo que ilustra o que eu estou falando é meu relato do voo entre Madrid e Londres feito na classe executiva da Ibéria (clique aqui para ler).

A razão é simples: como a maioria dos voos dificilmente passa de duas horas, não é preciso investir em poltronas lie-flat, entretenimento individual e outras amenidades.

Seja como for, já tinha visto o mapa de assentos deste voo da TK e sabia que ia encontrar algo diferente, já que ao invés de 3-3 somente duas fileiras 2-2:

Voo Turkish Airlines 1855 - IST/BCN - Airbus A321-200
Voo Turkish Airlines 1855 – IST/BCN – Airbus A321-200

Uma legítima poltrona business class, semelhante as que se encontra na Copa Airlines, por exemplo:

Voo Turkish Airlines 1855 - IST/BCN - Airbus A321-200
Voo Turkish Airlines 1855 – IST/BCN – Airbus A321-200

A poltrona (e o avião todo) estavam impecáveis, oferecendo conforto de sobra. Destaque para o encosto de cabeça, acolchoado e customizável:

Voo Turkish Airlines 1855 - IST/BCN - Airbus A321-200
Voo Turkish Airlines 1855 – IST/BCN – Airbus A321-200

Como meu assento era na primeira fileira, o espaço para perna era pra lá de generoso (mas os passageiros sentados na segunda fileira também tinham bastante espaço):

Voo Turkish Airlines 1855 - IST/BCN - Airbus A321-200
Voo Turkish Airlines 1855 – IST/BCN – Airbus A321-200

No console que dividia os assentos, entradas para o fone de ouvido, entrada usb e uma outra entrada que desconheço pra que sirva (não era do tamanho da entrada veicular, mas menor):

 

Voo Turkish Airlines 1855 - IST/BCN - Airbus A321-200
Voo Turkish Airlines 1855 – IST/BCN – Airbus A321-200

Os comandos do assento ficavam logo abaixo do descansa braços esquerdo:

Voo Turkish Airlines 1855 - IST/BCN - Airbus A321-200
Voo Turkish Airlines 1855 – IST/BCN – Airbus A321-200

No bolsão à frente já estava o fone de ouvido, algo que sequer é distribuído em outros voos intra-Europa:

Voo Turkish Airlines 1855 - IST/BCN - Airbus A321-200
Voo Turkish Airlines 1855 – IST/BCN – Airbus A321-200

Se não estou enganado eram idênticos aos distribuídos nos voos de longo curso, como o que me levou de São Paulo a Istambul:

Voo Turkish Airlines 1855 - IST/BCN - Airbus A321-200
Voo Turkish Airlines 1855 – IST/BCN – Airbus A321-200

Ainda em solo foram oferecidos drinques sem álcool pelo chef a bordo (sim, amigos, ele não poderia faltar!):

Voo Turkish Airlines 1855 - IST/BCN - Airbus A321-200
Voo Turkish Airlines 1855 – IST/BCN – Airbus A321-200

O suco, por sinal, estava uma delícia:

Voo Turkish Airlines 1855 - IST/BCN - Airbus A321-200
Voo Turkish Airlines 1855 – IST/BCN – Airbus A321-200

Enquanto taxiávamos foram distribuídos jornais em várias línguas. Lá fora a fila estava formada para decolagem:

Voo Turkish Airlines 1855 - IST/BCN - Airbus A321-200
Voo Turkish Airlines 1855 – IST/BCN – Airbus A321-200

Outro destaque era a tela de entretenimento individual touch-screen, com toda a programação funcionando em solo:

Voo Turkish Airlines 1855 - IST/BCN - Airbus A321-200
Voo Turkish Airlines 1855 – IST/BCN – Airbus A321-200

A tripulação já dava mostras que este seria um grande voo: antes mesmo da decolagem, todos os passageiros receberam um doce turco, que estava muito gostoso e os casacos foram recolhidos pelos comissários para serem guardados em um armário:

Voo Turkish Airlines 1855 - IST/BCN - Airbus A321-200
Voo Turkish Airlines 1855 – IST/BCN – Airbus A321-200

Nossa decolagem ocorreu às 14h23.

Voo Turkish Airlines 1855 - IST/BCN - Airbus A321-200
Voo Turkish Airlines 1855 – IST/BCN – Airbus A321-200

Nove minutos depois já estávamos em altitude de cruzeiro, recebendo a toalha quente e o menu da refeição (sim, menu…em um voo de três horas!):

Voo Turkish Airlines 1855 - IST/BCN - Airbus A321-200
Voo Turkish Airlines 1855 – IST/BCN – Airbus A321-200

Saindo do hub da Turkish sabia que vinha coisa boa por aí, já que o catering é feito pela conceituada Do&Co. As opções de almoço eram Badejo grelhado, Brochete de frango apimentado ou Rigatoni ao parmesão:

Voo Turkish Airlines 1855 - IST/BCN - Airbus A321-200
Voo Turkish Airlines 1855 – IST/BCN – Airbus A321-200

Havia também uma boa seleção de bebidas com e sem álcool:

Voo Turkish Airlines 1855 - IST/BCN - Airbus A321-200
Voo Turkish Airlines 1855 – IST/BCN – Airbus A321-200

Apostei no peixe e para acompanhar pedi Champagne (Heidsieck & Co Monopole Blue Top Brut), que infelizmente estava quente e não agradou:

Voo Turkish Airlines 1855 - IST/BCN - Airbus A321-200
Voo Turkish Airlines 1855 – IST/BCN – Airbus A321-200

O serviço começou com as entradas, queijos e sobremesa sendo servidas do carrinho de acordo com a vontade do passageiro:

Voo Turkish Airlines 1855 - IST/BCN - Airbus A321-200
Voo Turkish Airlines 1855 – IST/BCN – Airbus A321-200

Não vi nada de mais nas entradas e na salada. Logo em seguida foi servido o badejo, este sim cozinho ao ponto. Já não posso dizer o mesmo das batatas, que estavam cruas:

Voo Turkish Airlines 1855 - IST/BCN - Airbus A321-200
Voo Turkish Airlines 1855 – IST/BCN – Airbus A321-200

Como ainda tinha os queijos, aproveitei a oportunidade para provar mais um tinto turco, um Sirah bem honesto:

Voo Turkish Airlines 1855 - IST/BCN - Airbus A321-200
Voo Turkish Airlines 1855 – IST/BCN – Airbus A321-200

O destaque da refeição ficou com o mousse de chocolate. Tava tão bom que matei em segundos e fiquei sem foto dele =). Encerrei com mais um café turco, outro gosto adquirido nesta viagem:

Voo Turkish Airlines 1855 - IST/BCN - Airbus A321-200
Voo Turkish Airlines 1855 – IST/BCN – Airbus A321-200

Encerrada a refeição acabei cochilando, acordando somente na aproximação de Barcelona, quando o comissário passou devolvendo o casaco.

Voo Turkish Airlines 1855 - IST/BCN - Airbus A321-200
Voo Turkish Airlines 1855 – IST/BCN – Airbus A321-200

Lá fora imagens lindas que só voar proporciona. Como diria um amigo meu da aeronáutica, “céu cavok” (ceiling and visibility ok – teto e visibilidade ok):

Voo Turkish Airlines 1855 - IST/BCN - Airbus A321-200
Voo Turkish Airlines 1855 – IST/BCN – Airbus A321-200
Voo Turkish Airlines 1855 - IST/BCN - Airbus A321-200
Voo Turkish Airlines 1855 – IST/BCN – Airbus A321-200
Voo Turkish Airlines 1855 - IST/BCN - Airbus A321-200
Voo Turkish Airlines 1855 – IST/BCN – Airbus A321-200

Chegamos em Barcelona às 16h36 (hora local), nove minutos antes do horário previsto,

Foi a primeira vez que uma executiva intra-Europa realmente me passou a sensação de classe executiva de verdade. Destaque positivo para os cuidados com detalhes como menu, chef a bordo, monitor individual touch-screen e a poltrona super confortável. Decepção (parcial) só o catering da Do&Co que pecou em alguns pontos, mas nada que estragasse a sensação de que este foi um voo excelente.

Ficou curioso para ler os próximo capítulos desta viagem? Receba os posts em primeira mão, assinado o blog via e-mail (ali no canto esquerdo ou direito superiores).

Trip Report: Ibéria e Air France Business Class – Voo Air France 442 – CDG/GIG

747 da Air France na chegada no Galeão
747 da Air France na chegada no Galeão

Quando surgiu a ideia desta viagem para Europa meu primeiro pensamento foi voar com o Jumbo tanto na ida como na volta, aproveitando o gancho de que ele está sendo descontinuado na maioria das cias aéreas. Estava tudo certo, já que a British Airways usa um 747 na rota GRU-LHR. Como optei por mudar para o voo da Ibéria acabei indo de Airbus A340-600. Então eu estava mais ansioso que o normal para o voo da volta, já que a Air France utiliza o  majestoso 747 na rota entre Rio e Paris. Este é o décimo sexto post deste trip report:

1. Introdução
2. Check-in Ibéria GRU
3. Admirals Club GRU
4. Sala vip Smiles GRU
5. Sala Mastercard Black GRU
6. Sala vip Proair GRU
7. Voo Ibéria 6824 – GRU/MAD
8. Sala Vip Velázquez MAD
9. Voo Ibéria 3160 – MAD-LHR
10. Galleries Arrivals Lounge LHR
11. Eurostar
12. Astoria 7 Hotel San Sebastián
13. Novotel Bordeaux Centre Meriadeck
14. Intercontinental Paris Le Grand
15. Air France Vip Lounge CDG

Ibéria Voo AF-442
Paris (CDG) – Rio de Janeiro (GIG)
Quinta, 27 de março de 2014
Partida: 23:20
Chegada: 06:45
Duração: 11h06min
Milhas: 5.691
Aeronave: Boeing 747-400
Assento: 1B (Classe Executiva)

map

O caminho do lounge até o portão 30 foi longo, já que este é o último portão do terminal 2E à esquerda:

DSCN1003No caminho me deparei com este Playstation 3 à disposição dos passageiros – ótima ideia para entreter as crianças (pequenas e grandes):

DSCN1004Acha que chegou? Não, falta um pouquinho ainda. É lá no fundo:

DSCN1005Quando cheguei havia fila para os passageiros com prioridade:

DSCN1006Enquanto esperava reparei pela primeira vez que existem essas cadeiras para quem quiser ficar apreciando o pátio de aeronaves: 
DSCN1008Como vocês podem ver ainda tinha um bom trecho de caminhada, primeiro até o fim do primeiro corredor (descendo), depois o caminho inverso (descendo mais ainda):
DSCN1010Ali se inicia o finger propriamente dito e já era possível ver o avião que me levaria de volta ao Brasil:

DSCN1012 DSCN1013Na porta virei à esquerda direto, esquecendo completamente de tirar a foto da cabine econômica, mas a configuração desta classe é 3-4-3. É possível, inclusive, viajar no andar de cima já que ele é todo ocupado pela econômica.

DSCN1014Já a classe executiva (este avião só tem duas classes) está dividida em duas mini-cabines: a primeira que fica no bico do avião (fileiras 1-4) e a segunda ficando logo atrás da galley (fileiras 5-8). Óbvio que optei pela primeira:

DSCN1015Aqui a Air France começou a mostrar competência: logo que cheguei o gentil comissário (brasileiro) ofereceu para guardar meu casaco (há um armário no meio da primeira fileira).

Logo em seguida foram oferecidos suco e Champagne (Jacquart Millesimé 2008). Vamos ver se vocês já me conhecem? Qual foi a minha opção? Suco de caixinha ou um belo Champagne? =)

IMG_8016Tirando as fotos da cabine ajudei a um casal que voltava de lua de mel a tirar fotos deles e percebi que o meu colega de voo (poltrona 1A) seria uma legítima mala. Cumprimentei e ele fingiu que não ouviu, fez cara feia de eu tirar fotos da cabine (não tirei fotos dele)…long flight ahead buddy.

Ignorei por completo a cara feia (que pra mim é fome) e continuei o tour pela cabine. Achei simpático eles oferecerem, além de jornais e revistas franceses O Globo:

DSCN1023Tirei essas fotos dos assentos 4A e 4B para vocês terem uma ideia de como eram as poltronas:

DSCN1016 DSCN1017 DSCN1018DSCN1019DSCN1024DSCN1025O meu assento (1B) não tinha o apoio para o pé, já que ficava na primeira fileira. Em compensação o espaço era pra lá de generoso:

DSCN1026

Além da teve na parede (que mostrou o mapa do voo o tempo inteiro) cada assento tinha a sua tela individual no braço:

DSCN1027Eu já estava plugando o meu celular na tomada quando o comissário alertou que a energia só seria ligada em voo (o que de fato ocorreu) e que não seria interessante deixar plugado antes disso pois poderia haver uma descarga grande que danificaria o aparelho.

Recebemos então a necessaire, que tinha os itens básicos:

DSCN1029E o fone de ouvido, que destoou numa cabine tão bem cuidada:

DSCN1030Tanto assim que um dos itens na necessaire eram protetores de algodão para colocar nos fones antes de usar (sinal que não são higienizados com frequência).

A decolagem iniciou as 23:41 e é sempre uma emoção ver aquele gigante descolando do chão empurrado pelas quatro turbinas. Vinte minutos depois já em altitude de cruzeiro foram distribuídas toalhas quentes e um refil de Champagne.

IMG_8019Outro ponto positivo é que todos os anúncios foram feitos em francês e português. E quando recebemos o cardápio percebi o mesmo cuidado: além das duas línguas havia ainda a tradução para o inglês. Ponto positivo. Por falar nele, olha ele aí:

IMG_8035IMG_8020IMG_8026IMG_8022O menu foi elaborado por Thibaut Ruggeri, vencedor do prêmio Bocuse d’Or de 2013 e contava com três opções de pratos principais: massa, cordeiro e o prato do chef (galinha d’angola). A entrada era igual para todos e já vinha com a sobremesa (bolo de chocolate) e a seleção de queijos (ponto negativo para o serviço a la bandejão):

IMG_8036A entrada em si consistia em foie gras de pato com figos,magret de pato, aspargos, chutney de figo e damasco, salada de vagens com cogumelos cèpe, cebola roxa e tomate seco. Aqui no close:

DSCN1032Como fã confesso de foie não podia estar mais contente com a entrada, sem deixar de mencionar o magret que estava muito bom. Para o principal fui na recomendação do chef (muito bom) e para acompanhar um Médoc Chatêau Haut Condissas 2006 tinto:

DSCN1036
DSCN1038Em homenagem à minha irmã (autora do blog comer comer) vamos à descrição completa do prato principal: galinha d’angola coberta por uma camada de frutas secas e nozes, com molho de cogumelos trombeta e castanha, complementados com pérolas de abóbora, batatas e cogumelos cèpe. E bom, viu?

Seguindo a ordem que imagino ser a correta parti para a sobremesa e depois os queijos. Para acompanhar esta etapa, pedi ao comissário um Cognac (Tesseron lot n. 90 XO Selection) no que ele perguntou se eu conhecia o Armagnac (outro tipo de vinho fortificado). Papo vem, papo vai e havia um terceiro digestivo, acho que era Chartreuse mas não anotei. Wine tasting nos céus?

DSCN1041Pedi também um expresso para quebrar um pouco tanto álcool:

DSCN1040No fim das contas gostei mais do Cognac. Ah, no meio de tudo isso eu terminei a sobremesa e os queijos:

DSCN1034 DSCN1035Já fui para o voo com expectativa alta (o que nem sempre é uma boa ideia) no quesito catering, já que estávamos saindo de Paris. Mesmo assim tanto no sabor como no serviço a Air France se superou e serviu um jantar acima da média. Trés bien.

A cabine já estava escura quando fui até o banheiro escovar os dentes:

IMG_8042Que era absolutamente igual ao que se encontra na econômica:

IMG_8045 IMG_8044 IMG_8046Havia este spray desinfetante para (imagino) limpar o assento (ou seria para limpar o fone de ouvido?):

IMG_8047A diferença que notei neste banheiro foram os amenities da Clarins:

IMG_8048Já foram do banheiro, na galley, alguns quitutes já estavam expostos para matar a fome no meio da madrugada:

IMG_8049Voltei para o meu assento e dormi como uma pedra. Fui acordado pelo comissário já anunciando o café da manhã, onde havia duas opções: omelete ou panquecas. Fiquei com a segunda:

IMG_8051Lá fora o dia já raiava, faltando poucos minutos para pousar no Galeão:

IMG_8052Pousamos às 06:28, 17 minutos antes do horário previsto.

IMG_8054Foi respeitada a prioridade no desembarque, o que é sempre bom para evitar filas no controle de passaporte e na alfândega (se você não perder tempo no free shop). Dei adeus à rainha dos céus (queen of the skies), como também é chamado o 747:

IMG_8055IMG_8056Infelizmente a bagagem não teve a preferência respeitada e o procedimento de retirada estava bem caótico, mas aqui eu não culpo a cia francesa, já que a responsabilidade é da Infraero.

Fazendo um balanço tirando um mínimo detalhe ou outro foi um voo impecável. Nada da marra francesa e sim muitos sorrisos, simpatia e bom atendimento. A comida e a bebida também foram acima da média, fazendo deste sem dúvidas o melhor voo que já fiz na classe executiva.

Se não tiver a oportunidade de voar novamente no Jumbo esta foi uma despedida à altura desta magnífica aeronave.

Se você não quiser perder nenhum post, assine o blog via e-mail (ali no canto esquerdo ou direito superior).