Delta revela sua Premium Economy

Seguindo a tendência mundial a Delta anunciou que irá oferecer mais uma classe de serviço a partir do ano que vem: a Premium Economy. Mais espaço, melhor comida e até Sky Priority fazem parte do pacote. Em outra notícia um post no site Qora viralizou: comissários de bordo contam seus segredos. Tem cada coisa…então sem mais enrolação, vamos às notícias de hoje:

Confissões de comissários de bordo

Vamos começar com o post dos comissários. Não posso dizer que fiquei chocado com esse post que conta alguns segredos não revelados pelos comissários de bordo, pois alguns são bem conhecidos. Mantas reutilizadas sem lavar, atraso no serviço de bordo em voos noturnos para terem menos trabalho, pilotos distraindo-se com celulares, está tudo lá. Se estiver com preguiça de ler, siga só este conselho: não peça chá nem café a bordo. A água utilizada é a mesma das torneiras das pias dos banheiros e ela não é nada boa. O resto você pode ler clicando aqui.

Air France-KLM anuncia a criação de uma nova cia low-cost

Sabe aquele ditado: se não pode competir, junte-se a eles? Este parece ser o mote das chamadas “legacy carriers” na Europa. Para competir com Ryan Air, Easy Jet e outras, a saída tem sido criar uma nova cia nos mesmos moldes. Ibéria já tem a sua (Vueling), Lufthansa também (Germanwings) e agora a Air France-KLM pretende criar a sua.

Este tipo de estratégia permite baixar os custos, já que a nova cia pode oferecer contratos com menos benefícios aos seus funcionários, utiliza da estrutura que a cia matriz já possui (hangares, manutenção, etc) e permite manter intacta a imagem da cia mãe (em termos de serviço e prestígio). A nova aérea ainda não tem nome e você confere mais clicando aqui.

Delta revela sua Premium Economy

Em 2017 teremos competição das duas maiores cias americanas também na classe Econômica Premium. Depois da American anunciar o seu produto, foi a vez da Delta revelar a sua Premium Economy. Assentos mais largos, com mais espaço entre as fileiras, telas de entretenimento maiores (13.3″) produtos de dormir (travesseiro e cobertor) da Westin Heavenly, kit de amenidades da Tumi com produtos Malin+Goetz e refeições da Alessi são os destaques principais. Mas me chamou atenção a inclusão do Sky Priority a estes passageiros (prioridade no check-in, imigração, embarque e na bagagem). Confira a análise do blog Design Air.

Gostou do post? Assine o blog: no computador e no Ipad é no canto superior direito e no Iphone no rodapé. Basta inserir o seu e-mail.

Gol e Azul ampliam code-shares com Delta e United

A Gol e Azul anunciaram um acréscimo aos acordos de code-share que mantém com Delta e United respectivamente, aumentando o número de destinos dos parceiros oferecidos em seus canais de venda.

Gol

Três novos destinos nos Estados Unidos: Honolulu, Eagle/CO e San Jose/CA. Até o final do mês entram também as canadenses Ottawa e Vancouver.

Os voos tem origem nos aeroportos de São Paulo (GRU), Rio de Janeiro (GIG) e Brasília (BSB), com conexões em Atlanta (ATL), Detroit (DTW) e Nova York (JFK).

Todos os trechos serão operados por aeronaves da GOL (no Brasil) e Delta (para os EUA e Canadá). “A ampliação da nossa parceria é resultado de um trabalho conjunto e estamos muito satisfeitos em poder disponibilizar novos destinos aos nossos clientes. Esse é mais um passo da GOL em busca da melhor experiência de voo e maior comodidade para os passageiros corporativos e de lazer,” explicou o gerente de alianças na GOL, Ciro Camargo.

Azul

Acréscimo de Chicago, Nova Iorque, Houston, San Francisco, Los Angeles, Boston, Washington e Las Vegas. A United também colocou seu prefixo em seis destinos da Azul: Goiânia, Belo Horizonte (Confins), Curitiba, Porto Alegre, Rio de Janeiro (Santos Dumont) e Brasília.

“O Brasil é o maior mercado da América Latina e um mercado-chave na rede de rotas globais da United”, diz Tim Cassady, Diretor Administrativo de Alianças da United. “Nossa parceria com a Azul, que é reconhecida por sua extensa rede de rotas, a qualidade dos seus serviços e sua confiabilidade operacional, irá reforçar ainda mais os nossos laços com esta importante região e proporcionar benefícios excepcionais para nossos Clientes.”

O que isso muda para o passageiro?

Existem algumas vantagens muito importantes como:

  • realização de apenas um check-in;
  • recebimento dos cartões de embarque para todo o percurso;
  • um único despacho de bagagem e uma única franquia para todo o trajeto (2 malas de 32kg);
  • a possibilidade de acumular milhas nos programas Smiles e Tudo Azul.

Gostou do post? Assine o blog: no computador e no Ipad é no canto superior direito e no Iphone no rodapé. Basta inserir o seu e-mail.

Smiles tem executiva a partir de 65.000 milhas para Europa e EUA

smiles2

Na interminável promoção 365 motivos para sorrir que comemora os 20 anos do Smiles, dois se destacam: o de hoje é que a passagem na classe executiva da Delta e Aerolíneas para os Estados Unidos está custando a partir de 65.000 milhas o trecho (frente aos 85.000 normalmente cobrados) e 80.000 milhas o trecho na Copa (compare com 100.000). Além disso há outra promoção vigente para a Europa, onde as passagens na executiva também saem por 65.000 milhas o trecho na Alitalia e 80.000 o trecho na TAP.

Como o Smiles tem feito seguidas promoções de envio de milhas bonificado e compra de milhas por preços reduzidos estas promoções podem ser ainda melhores, razão pela qual vale a pena investigar se existe disponibilidade de bilhete nas datas desejadas. É a boa e velha pescaria do Smiles.

Mas não deixa de ser interessante ver que o Smiles cobra mais de quem vai voar em produtos inferiores, falando especificamente do “hard product”. A classe executiva da Delta tem poltronas que reclinam 180 graus e todos os assentos tem acesso direto ao corredor. Além disso utiliza aviões de fuselagem larga, mais estáveis e confortáveis, que fazem o trajeto Brasil-EUA de forma direta. É muito superior ao que oferece a Copa, que tem poltronas que reclinam pouco, voa exclusivamente com aviões de fuselagem curta (Boeing 737), o que obriga a uma parada técnica no aeroporto do Panamá.

Uma comparação interessante seria entre a Copa e Aerolíneas Argentinas. É bem verdade que a empresa hermana voa com aviões de fuselagem larga (Aribus A330 e A340) e vem substituindo os mais velhos por aeronaves novas, mas as antigas tem interior bem antigo. A viagem é direta, mas os brasileiros obrigatoriamente tem que fazer uma escala em Buenos Aires o que acaba aumentando o tempo de viagem (quando não exige um pernoite). Apesar disso gostei bastante dos voos que fiz com eles no trecho Buenos Aires – Miami – Buenos Aires. Diria que nesta comparação há um empate técnico, não havendo razão que não comercial para se cobrar a mais pela passagem na Copa.

Já na comparação Alitalia x TAP a disputa é um pouco mais acirrada. Se o seu destino não for Roma ou Lisboa, certamente terá que fazer escala nestas cidades o que não é nenhum problema, convenhamos. Ambas utilizam aeronaves de fuselagem larga que permitem voos mais tranquilos. Mas a Alitalia leva a melhor por oferecer aquilo que é o principal diferencial de qualquer classe executiva: conforto. Poltronas que reclinam 180 graus permitem uma boa noite de sono e é isso que oferece a cia italiana. Já a portuguesa tem poltronas que reclinam pouco. Vantagem clara pra turma da pizza.

Mas como se trata de uma pescaria, você muitas vezes não vai ter escolha. Vai optar por aquilo que estiver disponível nas datas que melhor se encaixam ao seu cronograma, ainda que isso signifique pagar mais por um produto inferior.

Quer saber mais?

Motivo 290: EUA na executiva a partir de 65.000 milhas o trecho – clique aqui.

Motivo 283: Europa na executiva a partir de 65.000 milhas o trecho – clique aqui.

Gostou do post? Quer ser o primeiro a receber as novidades, dicas e promoções? Assine o blog: no desktop e no Ipad é no canto esquerdo e lá embaixo e no Iphone somente no rodapé. Basta inserir seu e-mail para cadastrar-se e receber sempre tudo em primeira mão.

Rumo ao aeroporto!

Pra minha média este tem sido um ano tranquilo de viagens. Não tem sido fácil arrumar tempo livre para viajar e o dólar nas alturas não ajuda em nada. Assim quando a oportunidade certa apareceu não pensei duas vezes: é hora de fazer as malas e partir. No roteiro Las Vegas, Seattle e Vancouver, voando Delta, Alaska, Cathay Pacific e Tam, todos produtos inéditos aqui no blog. Na volta, claro que farei um trip report completo, mas vocês podem viajar junto comigo no Twitter e Instagram.

Também deixei uma série de posts agendados (deu um trabalho do cão) para que vocês não sofram de abstinência (até parece!). O ritmo vai cair um pouco, pois era inviável escrever posts para todos os dias, mas fiquem de olho que tem bastante coisa bacana indo ao ar.

O primeiro trecho será FLN-GRU-DTW-LAS, voando Delta e tirado com milhas do Smiles (35.000 milhas):

FLN-GRU-DTW-LAS

Já que a passagem foi com milhas, aproveitei a economia para comprar o upgrade para a Premium Economy e acho que vai ser interessante contar para os leitores se vale ou não a pena pagar pelo produto.

Depois de uma semana na Sin City, hora de pegar o avião com destino a Seattle, com outra novidade a Alaska Airlines. Mas antes de embarcar quero conhecer o Centurion Lounge da American Express de Vegas.

LAS-SEA

Sempre tive muita curiosidade de conhecer a cidade esmeralda e tudo que eu tenho lido só aumenta essa vontade. Bora colocar mais uma novidade nessa viagem? Vou utilizar o trem para o trajeto até Vancouver. Quais serão as vantagens e desvantagens com relação ao avião?

A parte canadense, aliás, é com a qual eu mais estou empolgado, já que será minha primeira viagem ao país. Vancouver parece ser uma cidade incrível e certamente será uma semana de grandes descobertas.

A viagem de volta será em grande estilo: aproveitando o fato de que a tabela da British Airlines ia mudar, resolvi fazer o caminho de volta via Nova Iorque, apenas para testar um dos melhores voos (pelos relatos que li até agora) “fifth freeedom” que existem, o voo Vancouver-Nova Iorque pela Cathay Pacific, na classe executiva.

YVR-JFK

Em Nova Iorque pausa para esticar as pernas e dar uma volta na cidade (durante o dia) antes de embarcar rumo ao Brasil no Boeing 767 da Tam, equipado com a nova executiva. Cortesia de uma promoção do Fidelidade que permitiu a emissão por apenas 50.000 pontos.

JFK-GIG-FLN

Na parte da hospedagem também teremos assunto: me inscrevi no desafio do Hyatt para chegar ao status Diamond, o mais alto do programa. Então todas as noites serão em hotéis da rede, o que mudou um pouco os planos iniciais. Mas acredito que isso vai fazer a diferença em viagens futuras (como foi o caso do desafio do Marriott Rewards). Se tudo correr bem, apenas nessa viagem completarei as doze noites exigidas.

Então é isso, sigam o Área de Embarque no Twitter e Instagram (nunca é demais lembrar) que prometo estar ativo por lá. E segunda feira o trip report da viagem à Ásia segue, viu?

Gostou do post? Quer ser o primeiro a receber as novidades, dicas e promoções? Assine o blog: no desktop e no Ipad é no canto esquerdo e lá embaixo e no Iphone somente no rodapé. Basta inserir seu e-mail para cadastrar-se e receber sempre tudo em primeira mão.

Delta e Starbucks fecham parceria

deltacoffee2

A Delta anunciou ontem que irá substituir o café que serve a bordo, fechando uma parceria com a Starbucks. A partir de hoje todos os voos operados pela cia aérea americana vão contar com o famoso café americano (pros fanáticos, vão utilizar o Starbucks Pike Place Roast). E o melhor de tudo: sem custo algum para os passageiros.

A medida é uma das várias que a Delta vem implementando nos últimos anos para se destacar da concorrência, como a parceria com a Tumi para fornecer necessaires (uma das melhores do gênero) e com a Porsche para transferências dos passageiros vip em alguns aeroportos americanos.

A Starbucks já era a marca do café nos Skyclubs (lounges da Delta), mas o público que tem acesso à estes espaços é limitado (passageiros com status, voando executiva e cartão de crédito). Agora todos os passageiros terão acesso ao seu copo de Starbucks.

Coincidentemente emiti um bilhete com a Delta faz poucos dias…em Maio eu conto se estão preparando o café direito (forte) ou se é chá-fé =)

Quer receber este e outros posts em primeira mão? Ser o primeiro a saber das dicas e promoções? Assine o blog via e-mail (ali no canto esquerdo ou direito superiores).

Smiles lança promoção de milhas reduzidas na Delta

smiles_promo_delta

Antes de mais nada: Smiles, chamar de superpromoção cobrar 30.000 milhas o trecho na econômica e 65.000 milhas o trecho na executiva é bem forçado apenas dois meses depois da gigantesca desvalorização da tabela.

Só para vocês terem uma ideia, o trecho entre Brasil e Estados Unidos custava antes da alteração 25.000 e 37.500 milhas nas classes econômica e executiva.

Ou seja, agora na “promoção” você ainda vai estar pagando 20% mais caro na econômica e 43% a mais na executiva.

E mais: pouco antes da virada de tabela encontrar espaço nos voos da Delta era virtualmente impossível. Eu procurei bastante e não encontrei.

Mas não adianta gastar vela boa com defunto ruim. A nova realidade é essa então quem perdeu a oportunidade de emitir antes da mudança pode agora aproveitar essa chance de emitir passagens na Delta, que tem uma excelente classe executiva.

Dentro do período promocional o bilhete na econômica cai de 35.000 para 30.000  e o da executiva de 85.000 para 65.000.

A emissão de bilhetes deve ser feita até dia 04/11. Como não há especificação do período para voar, imagino que seja o limite que o programa Smiles permite: 11 meses pra frente, mas isso é algo a confirmar. As regras da “promoção” você encontra aqui.

Quer receber este e outros posts em primeira mão? Ser o primeiro a saber das dicas e promoções? Assine o blog via e-mail (ali no canto esquerdo ou direito superiores).

Delta irá distribuir novo kit na classe econômica

A Delta revelou hoje o novo kit que irá distribuir aos passageiros da classe econômica nos voos de longo curso (caso dos voos que partem do Brasil para os Estados Unidos).

Sleep Kits Economy Delta

Particularmente achei simpática a atitude, já que na econômica não é comum receber nada além da refeição. Tanto a máscara com o plugue são iguais aos que são distribuídos aos passageiros da classe executiva.

Se você não quiser perder nenhum post, assine o blog via e-mail (ali no canto esquerdo ou direito superiores).

Qantas anuncia mudanças no programa de fidelidade

Quando eu postei aqui sobre as  mudanças no Skymiles do Delta, que vai tornar o programa em revenue based (o acúmulo de milhas depende do gasto com as passagens) alertei que “(…) a mudança em uma cia deste porte pode indicar uma tendência para as demais que seria um desastre para todos nós. É aguardar pra ver”.

Pois é exatamente o que está acontecendo: a australiana Qantas acaba de anunciar que a partir de 1o. de Julho efetuará mudanças em seu programa para torná-lo revenue based.

Num comunicado confuso (já que ninguém gostar de dizer que más notícias são más notícias) ela informa basicamente que o número de milhas que você vai acumular dependerá da tarifa que você pagar.

A única notícia boa é que, por enquanto, não haverá alteração na tabela de milhas da Qantas.

Vou repetir: o problema não são as mudanças no programa da Qantas, já que ele é muito pouco difundido por aqui, mas sim que o precedente que ele estabelece indica uma tendência de mercado que é péssima para todos nós. Podem apostar que mais cias aéreas vão seguir a Delta e a Qantas.

Se você não quiser perder nenhum post, assine o blog via e-mail (ali no canto esquerdo ou direito superiores).

Skymiles oferece milhas grátis para novos membros

O programa da Delta não é lá grandes coisas e vai piorar muito no ano que vem como já comentei aqui. Mas milhas grátis são sempre bem vindas então resolvi divulgar a oferta.

Ela é direcionada para os consumidores da Hertz em Seattle mas até onde eu li não há nenhum empecilho para que qualquer um participe da oferta.

A mecânica da promoção é simples: novos membros do Skymiles  (que não tenham sido membros nos últimos seis meses) ganham 1000 milhas ao se inscrever no programa. As milhas serão creditadas entre 4 e 6 semanas.

Interessou? Clica aqui.

Se você não quiser perder nenhum post, assine o blog via e-mail (ali no canto esquerdo ou direito superiores).

Delta anuncia mudanças no Skymiles

O Skymiles, programa de fidelidade da Delta, sempre foi alvo de críticas da comunidade de frequent flyers dos Estados Unidos. Altos preços para redenção de prêmios, dificuldade em encontrar assentos são algumas das reclamações que frequentemente eu leio por lá.

Como a Delta mantém voos saindo de diversas cidades do Brasil e é parceira da Gol acredito que um bom número de brasileiros é membro do programa.

Bom, tenho más notícias pra vocês: a partir de 01 de Janeiro de 2015 o Skymiles vai se tornar um programa totalmente baseado no gasto, algo que já vimos aqui na Gol na mudança mais recente que ela fez no Smiles. Coincidência? Sendo a Delta acionista da Gol e com assento no conselho de administração eu acho que não.

A partir desta data as milhas serão creditadas de acordo com o valor pago pela passagem (antes o modelo era baseado no número de milhas voadas). Os detalhes não são totalmente conhecidos, mas trata-se de uma mudança que indica um péssimo precedente.

Vejam a notícia que saiu no Wall Street Journal (em tradução livre):

“Dentro das novas regras da Delta, previstas para serem anunciadas na próxima quarta-feira, os passageiros sem status elite no Skymiles receberão 5 milhas por cada dólar gasto em bilhetes, excluindo as taxas governamentais e tarifas. Aqueles com o nível mais alto de elite no Skymiles receberão 11 milhas por dólar gasto. Para os resgates a Delta vai continuar precificando os bilhetes em milhas, sem tarifas em dinheiro, em diferentes níveis de disponibilidade, como faz hoje”.

Trocando em miúdos: se você não é um membro Diamond Elite tenha uma certeza: você vai perder com a mudança. Acredita-se que os ganhos em milhas vão ser cortados pela metade.

O programa da Delta já não era grande coisa e provavelmente você nem seja membro do Skymiles. Mas a mudança em uma cia deste porte pode indicar uma tendência para as demais que seria um desastre para todos nós. É aguardar pra ver.

Se você não quiser perder nenhum post, assine o blog via e-mail (ali no canto esquerdo ou direito superiores).