Confira hoje todas as ofertas de hotéis válidas em Novembro

Hoje o esta relativamente tranquilo de notícias, sem grandes acontecimentos. Talvez pensando nisso o blog Loyalty Lobby fez um resumo de todas as ofertas de hotéis válidas para Novembro. Se você tem alguma viagem programada até março de 2017 essa leitura é indispensável. Você lê isso e algo mais nas notícias de hoje.

Ministério Público ajuiza ação para obrigar a Latam a monitorar com câmeras a bagagem despachada

A segurança da bagagem despachada é responsabilidade do transportador a partir da entrega da bagagem ao mesmo, logo a ação visa prevenir que algo aconteça no trajeto até a aeronave. Sinceramente: acho a ação despropositada, a cia aérea faz como achar melhor para proteger seus interesses, sabendo que será responsabilizada se algo ocorrer. Saiba mais aqui.

Azul anuncia voo direto entre Cuiabá e Santa Cruz de la Sierra/Bolívia

Azul continua apostando em rotas regionais com voos diretos em aviões menores, ainda que o destino seja em outro país. Mas eu fico intrigado com o destino, existe tanta demanda assim para Santa Cruz de la Sierra? Leia a notícia completa clicando aqui.

 

Resumo de todas as ofertas de hotéis em Novembro

Como eu falei na abertura do post o blog Loyalty Lobby compilou todas as ofertas de redes hoteleiras que estão vigentes neste mês. Leitura recomendada pra quem pretende viajar até março do ano que vem. Clique aqui e confira.

Gostou do post? Assine o blog: no computador e no Ipad é no canto superior direito e no Iphone no rodapé. Basta inserir o seu e-mail.

Parceria entre Tripadvisor e Multiplus irá acabar

Ganhar milhas escrevendo avaliações no Tripadvisor não vai deixar ninguém “milhardário”, mas era um jeito fácil e gratuito de acumular milhas. Eu esrevi alguns posts sobre esse assunto no ano que a parceria foi lançada (2014). O mais recente é esse aqui. Pois bem, hoje recebi um e-mail comunicando que a parceria será encerrada no fim do mês. Falo sobre isso e outras notícias no resumo do dia.

Fim da parceria Tripadvisor-Multiplus

O e-mail é suscinto e não oferece muitos detalhes sobre o fim iminente, eis o texto:

Término da campanha Multiplus
A campanha Multiplus terminará no dia 30/11/2016.
Obrigado pela participação. Você não receberá mais pontos Multiplus pelas avaliações enviadas após essa data.
Restam apenas algumas semanas, então avalie um restaurante, hotel ou atração que você visitou recentemente e receba seus últimos pontos Multiplus.

A intenção do Tripadvisor não era só aumentar sua base de dados mas também aumentar sua base de clientes cadastrados para a transformação que viria a seguir: virar um site onde também é possível reservar os hotéis. Atingido o objetivo passou a não fazer mais sentido distribuir milhas. Então se você ainda quer acumular alguma coisa, tem até o fim do mês para fazê-lo.

Saudia Arabian Airlines recebe seu primeiro Boeing 777-300ER

A cia árabe quer entrar no clube das Big-Three do Golfo (Emirates, Etihad e Qatar), para isso investiu forte na remodelação de suas cabines e adicionou a Primeira Classe no Boeing 777-300ER que acaba de receber. Ficou muito bonita, mas sendo uma cia que não serve alcool a bordo (por questões religiosas) eu acho impossível querer competir com as primeiras classes das outras cias árabes, onde a curadoria de vinhos é excepcional (mais na Emirates e Qatar e menos na Etihad). Seguem as fotos da cabine:

saudia_first_class2 saudia_first_class1 saudia_first_class saudia_first_class3

Accor Hotéis tem descontos de até 50% em nova promoção

Para comemorar a “Black Friday” chinesa (11/11) a Accor está com uma promoção válida para hospedagens de 18 de november a 5 de março de 2017. Mas atenção: a reserva deve ser feita até o dia 12/11/2016. Confira a oferta clicando aqui.

Latam anuncia novo sistema tarifário low-cost

Hoje o Melhores Destinos trouxe a notícia de que a Latam irá reestruturar seu sistema tarifário para permitir vender uma tarifa até 20% mais baixa que as mais baratas atualmente. O que se especula é que o passageiro não terá direito a marcação de assentos e serviço de bordo, já que a franquia de bagagem é regulada por Lei Federal. Sinceramente: eu acho que a Latam está completamente perdida, atirando pra todos os lados. Já tem o pior conforto a bordo, oferece um serviço de bordo abaixo da crítica e agora quer piorar ainda mais. Leia a matéria do MD clicando aqui.

Gostou do post? Assine o blog: no computador e no Ipad é no canto superior direito e no Iphone no rodapé. Basta inserir o seu e-mail.

Latam passa a cobrar juros em parcelamento

Desde o dia 9 de novembro, os voos da Tam, Lan e Tam Mercosul já estão com a opção de parcelamento em até dez vezes com juros para o canal indireto (agências). Estão mantidas as condições atuais, sem cobrança de juros, no parcelamento em até cinco vezes. Caso o cliente opte por parcelar em um número maior de parcelas, haverá incidência de 1,49%, com parcela mínima é de R$ 35.

E advinha só: a novidade é vendida como sendo um benefício para o consumidor: “Essa diretriz vai impactar positivamente, especialmente os clientes que adquirirem bilhetes internacionais, pois a maior parte deles opta por parcelar sua compra”, disse o comunicado enviado aos agentes e operadores parceiros do Grupo Latam. Hein? Desde quando pagar juros é benefício?

Os juros serão aplicados apenas sobre a tarifa, e não haverá cobrança de juros sobre a taxa de embarque. No caso dos extras (como assento conforto), se forem adquiridos junto com o bilhete, os juros incidirão sobre o total da compra. Mas se forem comprados em separado, não haverá cobrança de juros sobre esses produtos.

A boa notícia ficou para os portadores do cartão de crédito Tam Itaucard que continuam podendo parcelar em até 10 vezes sem juros.

Gostou do post? Assine o blog: no computador e no Ipad é no canto superior direito e no Iphone no rodapé. Basta inserir o seu e-mail.

LATAM adia definição sobre o Hub do Nordeste para 2016

Em meados deste ano o Grupo Latam anunciou que planeja estabelecer um Hub (centro de conexões de voos) no Nordeste do Brasil. Concorrem ao posto Fortaleza, Natal e Recife e a previsão inicial apontava para uma decisão no final de 2015.

Em comunicado divulgado à imprensa agora há pouco o Grupo anunciou que a decisão foi adiada para o primeiro trimestre de 2016, em razão do prazo de desenvolvimento de infraestrutura aeroportuária.

Em resumo: concluiu-se que nenhum dos aeroportos foi desenhado para ser um Hub e sim conexões ponto a ponto. Então é preciso tempo para que as cidades envolvidas discutam as adaptações técnicas necessárias.

“Assegurar a eficiência da infraestrutura aeroportuária, atrelada à experiência do cliente e à competitividade em custos é essencial para o projeto. Esses critérios precisam estar muito bem definidos e neste momento o cenário não oferece ainda as condições necessárias para esta tomada de decisão. Continuaremos a avaliar todos os requisitos essenciais da infraestrutura aeroportuária e da competitividade de custos”, comenta Claudia Sender, presidente da TAM S/A. “Seguimos confiantes no desenvolvimento do projeto, que trará grandes benefícios para o país e toda a região Nordeste”, finaliza.

A nota divulga ainda alguns dados interessantes do estudos da Consultoria Arup:

  • De acordo com os dados do estudo, foi estimado que o hub movimente 2 milhões de passageiros adicionais em 24 aeronaves simultaneamente em 2018 (entre 2.500 – 3.000 passageiros na hora-pico);
  • Em 2038, o número de passageiros deverá chegar a 3,2 milhões, em 36 aeronaves simultaneamente (mais de 4.000 passageiros na hora-pico);
  • Baseada nas projeções de demanda, a avaliação técnica demonstra que a capacidade declarada das pistas existentes é capaz de atender à demanda prevista até 2038. No entanto, é necessário desenvolver soluções de backup, como pistas auxiliares, para que a operação do hub não seja comprometida por eventuais impedimentos ocasionais da pista principal. Tais impedimentos dificultam a operação de qualquer aeroporto, mas, no caso de um hub, podem ter efeitos em cadeia em toda a malha da companhia aérea;
  • Com as adaptações e os investimentos recomendados pelo estudo, a Arup acredita que os três aeroportos poderiam acomodar os voos e os passageiros estimados, com bom nível de serviço e eficiência, prazo de execução razoável e potencial de expansão de longo prazo;
  • Além dos parâmetros operacionais típicos de um terminal, como nível de serviço, tempos de processamento por subsistema do aeroporto (como aparelhos de raios-x, esteiras de bagagens e outros), tempos mínimos de conexão, área de embarque suficiente para volume de passageiros em hora-pico, entre outros, foram utilizados os seguintes requisitos de planejamento para o dimensionamento do hub: banco de conexão, capacidade do pátio (36 aeronaves de portes diferentes) com conexão por pontes de embarque e processamento de passageiros.

1)  Banco de conexão: Simultaneidade de múltiplas chegadas seguidas de múltiplas partidas que permitam a conectividade entre destinos, em um período de aproximadamente 6 horas;
2) Capacidade de pátio: Máximo de 36 Aeronaves de diferentes portes (Narrow-Body e Wide-Body) estacionadas simultaneamente e com a grande maioria conectada em pontes de embarque;
3)  Processamento de Passageiros: Hub com alto percentual de passageiros em conexões na hora-pico (até 80% do volume estimado de passageiros nesse horário de concentração).

Outro estudo realizado, foi o de impacto econômico, pela prestigiosa Oxford Economics:

  • Cada dólar investido para a implantação do hub deve gerar entre 5,2 e 5,8 dólares em novas atividades econômicas, na média dos cinco primeiros anos de operações. Esta previsão inclui a geração de valor tanto para a cidade que for escolhida quanto para as outras que participaram do estudo;
  • A consultoria também estima um crescimento adicional do PIB das três cidades envolvidas no hub da ordem de 5% a 7%, considerando a média de cinco anos de operação. Nesse período, o hub deve gerar de 34 mil a 42 mil novos empregos no Nordeste.

É natural que uma decisão que contemple um horizonte tão longo quanto 2038 seja tomada com toda cautela do mundo. O impacto econômico causado justifica todo o esforço que as cidades tem feito no sentido de serem a escolhida para sediar o novo Hub. Torço que isso traga melhorias para os três aeroportos, mesmo que apenas um possa ser o escolhido.

Gostou do post? Assine o blog: no computador e no Ipad é no canto superior direito e no Iphone no rodapé. Basta inserir o seu e-mail.

Latam anuncia mudanças na malha aérea

Ontem o Grupo Latam anunciou mudanças em sua malha aérea internacional, com o cancelamento de rotas, redução de outras e a criação de algumas novas.

“O Grupo Latam tem o compromisso de ampliar a conectividade dos seus clientes em toda a América Latina. A dimensão do grupo, presente em diversos países da América Latina, é o que nos permite combinar flexibilidade, capilaridade e conectividade para abrir novas rotas mais promissoras, realizar remanejamentos estratégicos em toda a nossa rede de voos e, ainda, promover readequações nos mercados onde há retração da demanda”, comenta Claudia Sender, presidente da Tam S.A.

Vamos ver o que mudou?

Rotas canceladas

  • Belo Horizonte-Miami (março/16);

Novas rotas

  • São Paulo-Joanesburgo (2016);
  • São Paulo-Bogotá passa a ser operada pela Tam, aumentando a frequência de sete para onze opções semanais do Grupo Latam;
  • Santiago-São Paulo-Milão pela Lan (Novembro/16);
  • Lima-Washigton pela Lan Peru (2016);
  • Lima-Montevidéu pela Lan Peru (2016);
  • Lima-Antofagasta pela Lan Peru (2016);
  • Bogotá-Punta Cana pela Lan Colômbia (2016).

Frequências reduzidas

  • Manaus-Miami passa de cinco para quatro frequências semanais (abril/16);
  • São Paulo-Orlando diminui de 11 para sete voos semanais (segundo sem./16)

Frequências aumentadas

  • Brasília-Orlando passa de três semanais para um voo diário;
  • São Paulo-Barcelona passa a ser diário (junho/16);
  • Lima-Miami passa de 14 para 17 voos semanais (2016);

Apesar da frequência do voo São Paulo-Orlando (Tam) ter sido reduzida haverá um acréscimo em conforto, já que a rota será operada com o novíssimo Airbus A350XWB.

No cômputo geral era de se esperar que houvesse uma redução da oferta de voos para os Estados Unidos, embora o cancelamento de uma rota (Belo Horizonte-Miami) seja sempre traumático. Por outro lado temos uma nova rota ligando a capital paulista a Joanesburgo, que é sem dúvida um destino atrativo.

Algo me diz que isso é só o começo da reestruturação e veremos muito mais mudanças num futuro próximo.

Gostou do post? Assine o blog: no computador e no Ipad é no canto superior direito e no Iphone no rodapé. Basta inserir o seu e-mail.

LATAM divulga estudo de impacto econômico da implementação do hub no Nordeste do Brasil

Como já comentei aqui no blog a Latam está estudando a viabilidade econômica para a implantação de um hub no nordeste do país. Estão no páreo Fortaleza, Natal e Recife. A análise de impacto econômico ficou a cargo da Oxford Economics.

Dan Levine, executivo da Oxford Economics responsável pelo estudo, comenta que o levantamento “aponta a contribuição econômica de estabelecer o novo hub no Nordeste em termos de geração de novos empregos, salários pagos e de contribuição para o PIB dos Estados envolvidos e de toda a região Nordeste”. Levine explica também que “a análise avalia o valor desses impactos durante a fase de construção, no primeiro ano de operações e nos cinco primeiros anos de atividades do hub, considerando dois estágios, a contribuição direta para a economia e o impacto mais amplo que será gerado na cadeia econômica, chamado de efeito catalítico”.

O estudo já foi entregue à presidente da Tam, Cláudia Sender e também a autoridades federais, estaduais e municipais:

“A avaliação do impacto econômico para a implementação do hub no Nordeste demonstra que estamos no caminho certo em acreditar no potencial de desenvolvimento do Nordeste do Brasil. Os números apresentados são bastante promissores e reforçam nossa confiança no projeto. Continuamos com as nossas avaliações, mas já sabemos que, seja qual for a cidade escolhida, não teremos apenas uma localização geográfica privilegiada para esse tipo de iniciativa, mas também vamos contribuir com o desenvolvimento da economia de toda a região”.

O estudo revela que cada dólar investido pelo Grupo LATAM no hub irá gerar entre 5,2 e 5,8 dólares em novas atividades econômicas, considerando a média dos cinco primeiros anos de operações. Essa previsão inclui a geração de valor tanto na cidade que for escolhida quanto nas outras que participaram do estudo.

De acordo com o levantamento o hub poderá trazer um crescimento adicional de U$ 374 milhões a U$ 520 milhões por ano ao PIB das três cidades participantes, considerando a média dos cinco primeiros anos de operação, equivalendo a uma alta anual de 5% a 7%. Isso representa entre R$ 7,1 bilhões e R$ 9,9 bilhões de reais em um período de cinco anos (considerando a cotação de R$ 3,8/US$, para a data de 16 de setembro de 2015).

No mesmo período, o potencial para geração de empregos está estimado entre 34 a 42 mil postos de trabalho em toda a região Nordeste. Apenas durante o período de construção, a estimativa é que sejam gerados de 3 a 5 mil empregos.

O estudo ressalta ainda a premissa de que a instalação do hub no Nordeste pode ampliar a competitividade econômica da região. O incremento seria resultado da aceleração do desenvolvimento econômico, de um maior acesso a mercados estrangeiros por meio de exportações e movimentações de mão de obra e também da atração de investimentos externos.

Durante a sua primeira fase de desenvolvimento, a implementação do centro de conexões no Nordeste irá movimentar, num período de dois anos, 1,1 milhão de passageiros em voos de longo curso e entre 1 e 1,2 milhão de passageiros dentro do Brasil e entre o país e nações vizinhas da América do Sul, por ano. Atualmente, o Grupo LATAM transporta 33,5 milhões de passageiros dentro do Brasil e outros 6 milhões de passageiros em voos internacionais de e para o país.

Os gastos dos novos visitantes na região Nordeste devem gerar entre US$ 107 e US$ 224 milhões de valor agregado por ano, em diversos setores ligados diretamente à cadeia de turismo, de lazer e de negócios — como hotelaria, restaurantes, comércio e aluguel de imóveis e veículos — e também em setores impactados indiretamente, como indústria e transporte. Isso significa que, em um período de cinco anos, o hub deve gerar algo entre R$ 2 bilhões e R$ 4,3 bilhões (considerando a cotação de R$ 3,8/US$, para a data de 16 de setembro de 2015).

Com a implementação do hub no Nordeste, o Grupo LATAM deve atender novos destinos na América Latina e criar novas conexões diretas entre o Nordeste e grandes centros na Europa, além dos atuais destinos atendidos pelo Grupo no continente. Irá também incrementar o número de rotas domésticas e facilitar a chegada a regiões hoje menos acessíveis do Brasil e de países vizinhos.

Vale lembrar que o estudo é apenas um dos fatores que serão levados em consideração pelos executivos do Grupo LATAM. A decisão final da empresa será baseada na análise global de uma série de critérios técnicos, como a competitividade de custos, atrelada a uma infraestrutura adequada para o empreendimento e a experiência dos passageiros.

Gostou do post? Assine o blog: no computador e no Ipad é no canto superior direito e no Iphone no rodapé. Basta inserir o seu e-mail.

Lan inicia venda dos voos Santiago-Milão, via GRU

lan_chile_logo

Antes mesmo de apresentar a nova marca, o Grupo Latam Airlines já vinha fazendo mudanças nas rotas internacionais da Tam: a rota para Milão foi cancelada em favor de um voo da Lan que vem de Santiago, passa por São Paulo e de lá parte para Milão. O voo inaugural será dia 4 de novembro. A boa notícia é que a nova rota será operada pelo Boeing 787 da Lan. Pra quem gosta de aviação, um prato cheio!

“O novo voo permitirá aproximar Santiago do Chile e Milão por meio de São Paulo, com nossos novos Boeings 787, que trazem um número de assentos 13% maior, um produto melhor na classe executiva e um sistema de entretenimento a bordo de última geração, permitindo conectar ainda mais pessoas entre a América do Sul e a Europa”, afirma o gerente geral de Negócios Internacionais e Alianças do Grupo Latam, Roberto Alvo.

Este conceito, de uma cia aérea ligar dois países que não são o seu de origem é chamado de voo “fifth freedom” e resulta de convenções internacionais e negociações diretas dos países envolvidos. Temos exemplos próximos como os voos da Qatar e Turkish partindo de São Paulo para Buenos Aires ou ainda o da Emirates que liga o Rio à capital argentina.

Em geral coloca à disposição dos consumidores voos com aeronaves muito maiores e com serviços superiores à concorrência, o que não era o caso do meu voo, já que a KLM também faz esta rota com um Boeing 777. Existe inclusive um segundo voo “fifth freedom” nesta rota, da China Airlines, operado com Airbus A340. No decorrer desta viagem o conceito vai voltar a aparecer em outros voos, mas vamos retomar o fio da meada por aqui.

Ou seja: oportunidade fantástica de voar entre São Paulo e Santiago a bordo de um 787, sonho de muita gente.

As passagens já estão disponíveis por meio dos canais de venda Lan e Tam, e o novo voo terá sete frequências semanais.

Fonte: PanRotas

Gostou do post? Assine o blog: no computador e no Ipad é no canto superior direito e no Iphone no rodapé. Basta inserir o seu e-mail.

Extra! Latam é a nova marca unificada da Tam e Lan

latam

Hoje pela manhã, no Memorial da América Latina, ocorreu um evento conjunto da Lan e Tam para apresentar à imprensa sua nova marca. Infelizmente não pude estar presente, mas acompanhei o evento ao vivo pela internet e trago agora pra vocês tudo em primeira mão.

O evento iniciou com Maurício Amaro, chairman da Latam, falando sobre a necessidade da fusão das marcas Lan e Tam, em virtude da concorrência mundial, fusão de grandes grupos aéreos americanos e europeus e ascenção das cias árabes.

A nova marca foi anunciada logo em seguida (é a que abre este post): Latam. Olha o vídeo de apresentação da nova marca:

O novo site também já está no ar: http://www.latam.com/ mas ainda direciona para os sites de Lan e Tam.

Na página tem um setor dedicado a explicar como a marca foi construída:

E uma página dedicada a responder as principais dúvidas sobre a fusão: http://www.latam.com/construindo-latam/perguntas

As principais informações ali contidas:

  • Por enquanto nenhuma mudança nos programas de fidelidade de ambas as cias, que seguem operando separados;
  • As primeiras aeronaves pintadas com as novas cores deverão aparecer no primeiro semestre de 2016;
  • A nova marca irá aparecer nos Jogos Olímpicos do ano que vem como patrocinadora;
  • A mudança completada da identidade visual demorará três anos para ocorrer.

Depois do evento recebi um e-mail da assessoria de imprensa divulgando a mudança, de onde destaco os seguintes trechos:

Após um extenso trabalho de integração depois da associação entre LAN Airlines e TAM Airlines, durante o qual o Grupo avançou firmemente na padronização de seus processos, na otimização de suas conexões aéreas, além da reestruturação e modernização de sua frota de aeronaves, o Conselho de Administração do Grupo LATAM Airlines S.A. decidiu adotar um nome e uma identidade únicos, e anuncia que a marca do grupo de companhias aéreas mais importante da América Latina e suas filiais será “LATAM”.

A marca LATAM, que é o resultado da consolidação da LAN e da TAM, reunirá todas as companhias de passageiros e de carga que hoje integram o Grupo: LAN Airlines e suas filiais no Peru, Argentina, Colômbia e Equador; TAM Linhas Aéreas S.A., TAM Transportes Aéreos Del Mercosur S.A. (TAM Airlines (Paraguai), e as companhias aéreas de carga do Grupo LATAM, integradas por LAN CARGO, LAN CARGO Colômbia, ABSA (TAM Cargo) e Mas Air.

“Diante de todas as opções, a marca LATAM sempre nos pareceu o caminho mais natural como resultado da união das marcas LAN e TAM, mas era necessário um tempo de conhecimento mútuo e amadurecimento para tomar esta decisão. Sabíamos que ter uma marca única era fundamental para fortalecer essa associação e, nesse sentido, a identidade em torno de um nome como LATAM tem grande força e consolida a formação do maior grupo de companhias aéreas da América Latina. A nova marca nasce com o objetivo de recuperar o melhor de duas identidades, seus legados, e consolidar uma mais forte, que contenha a essência de cada uma – uma essência puramente latino-americana”, afirma Mauricio Amaro, Presidente do Conselho de Administração do Grupo LATAM Airlines. 

O Grupo LATAM Airlines já está trabalhando para alterar sua identidade corporativa, e esse será um processo que levará aproximadamente 3 anos, e que começará a tornar-se visível em 2016, de maneira gradual, em espaços físicos, aeronaves, escritórios comerciais, páginas da web, uniformes, entre outros, a partir do primeiro semestre de 2016.

Um dia cheio de novidades que certamente terão grande impacto no mercado aeronáutico latinoamericano. Particularmente não gostei nem do nome nem da logo, mas sei que isso também é questão de costume e com o tempo as pessoas vão ficando mais favoráveis às novidades. E vocês, o que acharam da nova marca?

Gostou do post? Assine o blog: no computador e no Ipad é no canto superior direito e no Iphone no rodapé. Basta inserir o seu e-mail.

TAM e LAN inauguram a maior Sala VIP da América do Sul no Aeroporto Internacional de Santiago

Sala Vip Latam - Santiago (SCL)
Sala Vip Latam – Santiago (SCL)

Post atualizado em 06/05/2015, às 12h30.

A Latam Airlines, holding que controla as empresas aéreas Lan e Tam, inaugurou na semana passada a maior sala vip da América do Sul. Localizada no quarto e quinto pisos do setor oeste do Aeroporto Internacional de Santiago a sala vem complementar a experiência vip que já contava com um check-in exclusivo para os passageiros preferenciais.

Sala Vip Latam - Santiago (SCL)
Sala Vip Latam – Santiago (SCL)
“Estamos muito orgulhosos de inaugurar a maior sala VIP da América do Sul, criada para que os nossos passageiros frequentes desfrutem de uma experiência de tranquilidade e relaxamento, em um espaço elegante que destaca as cores, materiais, gastronomia e vinhos da América do Sul. Compreendemos as necessidades do passageiro de hoje, e buscamos as melhores soluções e serviços da indústria para atender cada uma delas. Esta é a quarta sala VIP que o Grupo LATAM inaugura nos últimos dois anos e representa um passo fundamental na consolidação da nossa presença e da qualidade dos nossos serviços nos aeroportos da região”, comentou Jerome Cadier, VP de Marketing do Grupo LATAM.
Sala Vip Latam - Santiago (SCL)
Sala Vip Latam – Santiago (SCL)
Sala Vip Latam - Santiago (SCL)
Sala Vip Latam – Santiago (SCL)
Ocupando uma área de 2.170 m²  a sala pode acomodar até 460 pessoas simultaneamente. Conta com espaços exclusivos projetados especialmente para proporcionar tranquilidade e relaxamento, banheiros individuais, chuveiros, serviços de lavanderia e engraxate, sala de descanso (“sleeping room”), “chaise longue” para descanso e relaxamento, business center, zona de entretenimento e jogos eletrônicos, proposta gastronômica diferenciada e uma excelente seleção de vinhos. Além disso, a sala funciona todos os dias durante 22 horas, entre as 3h e 1h.

Sala Vip Latam - Santiago (SCL)
Sala Vip Latam – Santiago (SCL)
Sala Vip Latam - Santiago (SCL)
Sala Vip Latam – Santiago (SCL)
Sala Vip Latam - Santiago (SCL)
Sala Vip Latam – Santiago (SCL)
Sala Vip Latam - Santiago (SCL)
Sala Vip Latam – Santiago (SCL)
 
A sala conta com poltronas e mesas distribuídas entre os diversos ambientes, com suas respectivas tomadas e conexão WiFi ilimitada e gratuita, permitindo que os passageiros permaneçam conectados sempre que desejarem.
Sala Vip Latam - Santiago (SCL)
Sala Vip Latam – Santiago (SCL)

Sua cozinha de 143 m² é responsável pelo buffet de 55 metros de comprimento, que inclui dezenas de opções de alimentos frios e quentes. Para acompanhar, os clientes podem escolher entre os melhores vinhos da região, o premiado Champanhe Louis Roederer Brut Premiere, e uma grande variedade de bebidas premium, além de uma área de bar. Os aficionados por café poderão desfrutar de bebidas quentes da prestigiada marca Juan Valdez.

Sala Vip Latam - Santiago (SCL)
Sala Vip Latam – Santiago (SCL)
Sala Vip Latam - Santiago (SCL)
Sala Vip Latam – Santiago (SCL)

Quem tem acesso?

  • Passageiros voando na classe executiva de cia pertencente à aliança Oneworld;
  • Passageiros voando na classe premium economy da Lan;
  • Passageiros com status Black, Comodoro e Premium Silver no Lanpass, independente da classe voada;
  • Passageiros com status Black, Vermelho Plus, Vermelho no Tam Fidelidade, independente da classe voada;
  • Passageiros com status Emerald ou Saphire na aliança Oneworld, voando em qualquer classe em cia da Oneworld;
  • Portadores do cartão World Member do Banco Santander voando Lan.

Adicionalmente, os membros das categorias Black da TAM e LAN, Emerald e Sapphire da oneworld, e clientes World Member têm direito a um acompanhante.

A sala em números:
  • Área: 2.170 m²;
  • Capacidade: 460 pessoas;
  • 2 andares com elevadores e escada de acesso;
  • Horário de funcionamento: 22 horas de atendimento, entre 3h e 1h;
  • Área de descanso (sleeping area);
  • Sala de entretenimento com tablets e videogames individuais;
  • 28 banheiros individuais;
  • 10 chuveiros;
  • Serviço de lavanderia e engraxate;
  • Móveis icônicos do estúdio Andrée Putman;
  • Mesas e cadeiras com tomadas;
  • Tapetes Brintons;
  • Mais de 46 funcionários;
  • Área de buffet com aproximadamente 55 metros de extensão;
  • Cozinha de 143 m²;
  • Bebidas quentes Juan Valdez;
  • Sorvetes Guallarauco e Häagen-Dazs;
  • Champanhe Louis Roederer Brut Premiere;
  • Seleção de alimentos frios e quentes;
  • Amenities H2O;
  • Toalhas Trousseau

Sem dúvidas uma ótima novidade, tomara que eu possa conhecê-la em breve.

Gostou do post? Quer ser o primeiro a receber as novidades, dicas e promoções? Assine o blog: no desktop e no Ipad é no canto esquerdo e lá embaixo e no Iphone somente no rodapé. Basta inserir seu e-mail para cadastrar-se e receber sempre tudo em primeira mão.

Latam inicia estudos para novo hub no Nordeste

latam

Boa notícia pro pessoal do Nordeste: o grupo Latam iniciou os estudos para desenvolver o primeiro hub doméstico e internacional na região. Três cidades estão na parada: Fortaleza, Natal e Recife. Baseado na posição geográfica os voos internacionais serão principalmente destinados à Europa, mas também estão previstos voos para a América Latina.

A notícia é boa não só para os nordestinos mas também para quem usa São Paulo e Rio de Janeiro praticamente como única porta de saída do país. Desafogar um pouco o tráfego pode trazer um alívio nas constantes filas de GRU e GIG.

A escolha da cidade vencedora levará em conta: localização geográfica, infraestrutura aeroportuária (levando-se em conta o potencial de desenvolvimento) e que forneça a melhor experiência para o cliente. Competitividade de custos e infraestrutura adequada serão determinantes.

O Ceará e o Rio Grande do Norte saem na frente por já contarem com ICMS reduzido sobre o querosene de aviação.

Para este novo projeto a Tam não irá precisar de novo aviões, além daqueles já encomendados, mesmo assim o investimento previsto pode chegar a 1,5 bilhão de dólares. A Presidente da Tam, Cláudia Sender, falou sobre o projeto:

“O projeto ampliará a capilaridade das operações das empresas do Grupo no Brasil, na América do Sul e no mercado internacional, aumentando principalmente os destinos atendidos na Europa. Também reforçará a liderança do Grupo na América Latina, incrementará a conectividade oferecida aos clientes e otimizará a cobertura do fluxo de passageiros e de carga de/para o Brasil com outros mercados”, afirma Claudia Sender, presidente executiva da TAM S.A. e da TAM Linhas Aéreas.

A definição sai até o final do ano para ser implementado até dezembro de 2016.

Quer receber este e outros posts em primeira mão? Ser o primeiro a saber das dicas e promoções? Assine o blog via e-mail (ali no canto esquerdo ou direito superiores).